Comprou o Matheus errado? Brasileiros do Wolverhampton dão show e comandam zebra contra o Manchester City

4 minutos de leitura

O Manchester City perdeu para o Wolverhampton por 2 a 1 na manhã deste sábado (30), no estádio Molineux, pela 7ª rodada da Premier League. Rúben Dias marcou contra numa bela jogada de Pedro Neto, Julian Alvarez empatou o jogo cobrando falta e Hee-Chan Hwang, com assistência de Matheus Cunha, decretou a maior zebra do fim de semana.

Foi a primeira derrota do City em sete jogos — o time de Pep Guardiola nunca conseguiu vencer os sete primeiros jogos na Premier League, feito só alcançado por Chelsea (2005/06) e Liverpool (2019/20). Os Citizens seguem com 18 pontos, em primeiro lugar. Os Wolves subiram para 13º, com sete pontos.

City comprou o Matheus errado?

Matheus Cunha – 8,0

O jogo foi marcado pelo reencontro entre o luso-brasileiro Matheus Nunes e o Wolverhampton, uma vez que o meia forçou sua saída na última janela para o City. Mas a partida pode ter mostrado que Guardiola escolheu o Matheus errado. Isso porque, enquanto Nunes teve um jogo apagado, Matheus Cunha foi um grande destaque.

O atacante deu muito trabalho para a defesa com suas arrancadas e brilhou mais uma vez num ótimo começo de temporada. Cunha ainda foi decisivo quando, aos 21 minutos do segundo tempo, dominou a bola na área com Ederson caído, mas escolheu servir Hwang, que estava em posição mais favorável, para decretar a importante vitória contra o líder no Molineux.

João Gomes – 7,0

João Gomes saiu direto do Brasileirão para a Premier League e, em 10 meses, se mostra pronto para jogar na maior liga do mundo. O ex-volante do Flamengo também fez boa partida, sendo muito importante no meio-campo para encarar o poderoso e dominante time de Guardiola. Saiu exausto logo após o gol de Hwang para a entrada de Boubacar Traore.

José Sá – 8,5

Oito chutes ao gol do Wolverhampton, e a bola só entrou quando Alvarez acertou o ângulo de José Sá. De resto, o goleiro português parou tudo. É o maior nome de uma atuação defensiva exuberante, que também teve como destaques Max Kilman e Craig Dawson.

Ederson – 4,5

Do outro lado, Ederson viu a bola chegar duas vezes em seu gol e deixou passar as duas. Não conseguiu evitar o gol contra de Dias e nem o chute forte de Hwang. Não foi um bom dia para o único brasileiro do elenco do City.

Julian Alvarez – 7,0

Apesar da derrota, vale chamar a atenção para Julian Alvarez. O atacante argentino, que achou seu lugar no time titular mesmo com a presença do incontestável Haaland, fez o único gol do City com uma cobrança perfeita de falta, já no segundo tempo. Vai se colocando como um dos jogadores mais importantes do elenco.

Próximos jogos

  • RB Leipzig x Manchester City – quarta-feira (4), às 16h – Champions League
  • Wolverhampton x Aston Villa – domingo (8), às 10h – Premier League
Diogo Magri
Diogo Magri

Jornalista nascido em Campinas, morador de São Paulo e formado pela ECA-USP. Subcoordenador da PL Brasil desde 2023. Cobri Copa América, Copa do Mundo e Olimpíadas no EL PAÍS, eleições nacionais na Revista Veja e fui editor de conteúdo nas redes sociais do Futebol Globo CBN.

Contato: [email protected]