Manchester City na PL 2019/2020: queda no alto nível de atuação e desempenho

Time de Guardiola não repete aproveitamento das temporadas anteriores e fracassa frente ao Liverpool

Manchester City na PL 2019/2020: queda no alto nível de atuação e desempenho
Lindsey Parnaby/AFP via Getty Images

A equipe comandada por Pep Guardiola fracassou na busca pelo tricampeonato. Após duas grandes campanhas, que juntas somaram incríveis 198 pontos, os Citizens não tiveram forças para disputar o título com o Liverpool de Jürgen Klopp. A PL Brasil traz o balanço completo da temporada do Manchester City na Premier League 2019/2020.

Quais eram as expectativas para o Manchester City na temporada 2019/2020?

Como adiantado acima, os azuis de Manchester iniciaram, juntamente com o Liverpool, como favoritos a mais uma conquista nacional. No guia da temporada da PL Brasil foi dito que o sarrafo estaria altíssimo novamente. Esteve, mas dessa vez não foram os comandados de Pep Guardiola que o colocaram. 

Não se viu em 2019/2020 a feroz disputa entre os Citizens e os Reds que existiu na temporada anterior. Na quarta temporada de Guardiola à frente do Manchester City, foram somados 81 pontos, longe dos 100 de 2017/2018 ou dos 98 de 2018/2019. E também distante dos 99 do campeão Liverpool. Quase 20 de diferença. Mesmo que o maior objetivo possa ser o título europeu, o técnico espanhol não deve estar feliz com esse desempenho. 

Paul Ellis/AFP via Getty Images

Nos 38 jogos válidos pela competição, o City somou 26 vitórias, três empates e nove derrotas. Os nove reveses na temporada superam a soma de insucessos da equipe nas duas temporadas anteriores: duas em 2017/2018 e quatro em 2018/2019. E as nove derrotas em 2019/2020 também ultrapassam os seis fracassos da primeira temporada de Pep Guardiola no City.

Um problema também pode ser identificado na defesa, visto que o número de gols sofridos na temporada (35) também é maior que os sofridos nas duas anteriores: 27 em 2017/2018 e 23 em 2018/2019. 

No geral, o Manchester City se aproximou dos 70% de aproveitamento. Um grande aproveitamento, mas distante dos 87% de 2017/2018 e dos 86% de 2018/2019. Os Citizens conquistam o vice-campeonato e estarão novamente na Uefa Champions League, após serem absolvidos pelo Corte Arbitral do Esporte (CAS) da punição da Uefa por violação nas regras do Fair Play Financeiro (FPF) da entidade. 

Destaque

Kevin De Bruyne. Esse talvez seja o nome do melhor jogador do campeonato, mesmo que a taça tenha ficado com o Liverpool. Se a equipe fraquejou em alguns momentos chave do campeonato, o meia belga manteve as grandes atuações das temporadas anteriores, mostrando novamente seu poder de distribuir assistências. 

Das 38 rodadas da competição, De Bruyne disputou 35. E seus números são excelentes. Foram 20 assistências, igualando o recorde de Thierry Henry de mais passes para gol numa única temporada, além de 13 gols.

De acordo com os dados do Sofascore, o camisa 17 do City dá 3,7 passes decisivos por jogo, reafirmando sua importância na dinâmica da equipe de Guardiola. Além disso, passou de 30 grandes chances criadas no campeonato, também segundo dados do Sofascore.

De Bruyne Manchester City 2019/2020
Lindsey Parnaby/AFP via Getty Images

Leia mais: Montamos a seleção do Manchester City no século XXI; confira

Surpresas

A surpresa positiva é o ótimo desenvolvimento do jovem Phil Foden. Mesmo que saibamos do potencial do inglês de apenas 20 anos, a temporada 2019/2020 mostra que o camisa 47 do City está pronto para ser parte importante da rotação do elenco comandado por Pep Guardiola.

Ao total foram 23 jogos, com cinco gols e duas assistências. Com a iminente saída de David Silva, Foden apresenta-se como provável substituto do espanhol que fez história em Manchester.

Leia mais: Phil Foden: o futuro protagonista do Manchester City

O lado negativo fica a cargo do lateral João Cancelo. O português chegou da Juventus em troca por Danilo com boas expectativas de conquistar a posição de Kyle Walker, mas não conseguiu se firmar na equipe de Guardiola.

No geral, fez menos de 20 partidas na Premier League, sem marcar gols nem conceder assistências.

João Cancelo Manchester City
Michael Regan/Getty Images

Acompanhe a PL Brasil no YouTube

  • Clássicos ingleses: Manchester City x Manchester United