Manchester City: Aké diz que pai morreu logo após gol marcado por ele na Champions

Aké - Manchester City
Foto: Divulgação/AFP

A noite da última quarta-feira (15) na Inglaterra tinha tudo para ser perfeita para Nathan Aké, zagueiro do Manchester City. A saber, o defensor marcou o primeiro gol da goleada de 6 x 3 dos Cityzens sobre o RB Leipzig, que também representou a primeira vez que o holandês foi às redes na Champions League. Contudo, nesta quinta-feira (16), o atleta confirmou a morte de seu pai. Segundo ele, o fato se deu poucos minutos depois do tento anotado.

“As últimas semanas foram as mais difíceis da minha vida, meu pai estava muito doente e não havia mais tratamento possível. Tive a sorte de ter muito apoio da minha nova, família e amigos. Ontem, depois de um momento difícil, marquei meu primeiro gol na Liga dos Campeões, e poucos minutos depois ele faleceu pacificamente com minha mãe e meu irmão ao seu lado. Talvez fosse para ser, me ver jogar sempre o deixava orgulhoso e feliz. Eu sei que você está sempre comigo, você sempre estará no meu coração e este foi para você pai”, disse o jogador nas redes sociais.

A notícia da morte do pai chegou para o jogador logo após o término do confronto. De luto, Aké teve liberação do Manchester City e não participará dos próximos treinos da equipe.

No sábado (18), os Cityzens voltam a campo pela Premier League, onde enfrentam o Southampton, pela 5ª rodada. A princípio, não há confirmação quanto à presença do zagueiro holandês.

Aké no Manchester City

Atualmente com 26 anos, Aké está no Manchester City desde 2020, quando foi contratado após uma temporada ruim da defesa da equipe. A diretoria do clube pagou 45,3 milhões de euros pelo passe do atleta. Alternando jogos como titular e reserva, o holandês soma 16 partidas disputadas e dois gols marcados.

Foto Destaque: Divulgação/AFP