Os 5 maiores jogadores norte-americanos da era Premier League

Jogadores importantes, expectativa com o jovem Pulisic e o contrato milionário com uma das principais emissoras do país

O futebol está definitivamente consolidado nos Estados Unidos. Os bons desempenhos das seleções, principalmente a feminina, em competições internacionais, e o crescimento da Major League Soccer comprovam isso ano após ano. Portanto, apontamos os maiores jogadores norte-americanos que se destacaram no futebol inglês, a Premier League na TV estadunidense, e a expectativa com Pulisic, recém-chegado no Chelsea.

Cinco maiores jogadores norte-americanos do futebol inglês

Brian McBride (Preston North-End, Everton e Fulham)

McBride foi eleito o jogador da temporada do Fulham por duas vezes (Foto: FFC)

Um dos norte-americanos de maior destaque na Inglaterra, Brian McBride defendeu Preston North End e Everton, mas foi no londrino Fulham, que o jogador teve maior destaque, já em 2004.

O atacante ficou por quatro temporadas, e esteve em campo em 151 jogos, quando marcou 41 gols. Durante este período McBride foi eleito o jogador da temporada do clube por duas vezes, e se tornou um dos preferidos da torcida.

O bar do estádio Craven Cottage teve seu nome alterado para “McBride's” em sua homenagem. McBride se aposentou em 2012.

Tim Howard (Manchester United e Everton)

Em 2003 o Manchester United causou espanto em muita gente ao anunciar a contratação de um goleiro norte-americano para substituir o francês Fabien Barthez.

Tim Howard foi bem em sua temporada de estreia no clube de Old Trafford, quando foi titular na conquista da Copa da Inglaterra e da Community Shield (Supercopa da Inglaterra).

Porém após o bom início, Howard acabou perdendo espaço no time com a Edwin van der Sar, e em 2006, por empréstimo, rumou para o Everton, sendo contratado em definitivo no ano seguinte.

Howard defendeu a meta dos Toffees por dez temporadas, entrando em campo 376 vezes, e com um gol marcado. Atualmente o goleiro defende o Colorado Rapids, da Major League Soccer.

Landon Donovan (Everton)

O meia-atacante Landon Donovan passou longe de ter brilhado na Premier League, onde defendeu o Everton em 23 jogos após duas passagens pelo clube de Goodison Park por empréstimo.

Donovan, que esteve no Campeonato Inglês em 2010 e 2012, marcou apenas dois gols, mas por ser considerado um dos maiores e mais influentes jogadores de futebol dos Estados Unidos não poderia ficar fora da nossa lista.

Aos 37 anos, Donovan recentemente assinou contrato com o San Diego, que disputa a USL, divisão inferior da Major League Soccer.

Clint Dempsey – (Fulham e Tottenham)

Foto: Squawka Football

Clint Dempsey é sem dúvidas um dos norte-americanos de maior sucesso na Premier League. O meia-atacante chegou no Fulham em 2007, e vestiu a camisa do clube de Craven Cottage por 232 vezes, com 60 gols feitos. Dempsey foi o primeiro jogador nascido nos Estados Unidos a marcar um hat-trick no Campeonato Inglês.

Quando deixou o Fulham e seguiu para o Tottenham, ele se tornou a transferência mais cara de um norte-americano na Premier League. Nos Spurs, Clint Dempsey jogou 43 partidas, e marcou 12 gols. Seu último clube foi o Seattle Sounders, da Major League Soccer, onde se aposentou em 2018.

Brad Friedel (Liverpool, Blackburn, Tottenham e Aston Villa)

Uma longa relação. A passagem de Brad Friedel pelo futebol inglês teve quatro clubes e quase 20 anos. Depois de um início no Liverpool, onde atuou por 30 vezes entre os anos de 1997 e 2000, o goleiro encontrou no Blackburn sua casa no futebol inglês, e lá ficou por oito temporadas com destaque, tendo sido campeão da Copa da Liga Inglesa da temporada 2002/2003.

Após isso, Friedel seguiu para o Aston Villa, onde ficou de 2008 a 2011. A carreira do jogador na Premier League ainda contou com uma transferência para o Tottenham, já aos 40 anos, onde ficou quatro temporadas. Brad Friedel se aposentou em 2015, aos 44 anos.

Pulisic, a badalada promessa

Pulisic chega ao Chelsea após se destacar no Borussia Dortmund (Foto: Twitter ChelseaFC)

Leia mais: Os 5 maiores brasileiros da história da Premier League

O norte-americano Christian Pulisic, cria das categorias de base do Borussia Dortmund, é cercado de muitas expectativas por todos no Chelsea para a temporada 2019/2020.

O meia-atacante foi, que foi o estrangeiro mais jovem a marcar um gol na Bundesliga, chega em Stamford Bridge buscando repetir as atuações que obteve em solo alemão.

“É sensacional e mal posso esperar para jogar. Será uma experiência incrível pra mim”, disse em entrevista ao site oficial do clube londrino.

Pulisic será o 32º atleta nascido nos Estados Unidos a jogar num clube da Premier League.

Premier League na TV norte-americana

ANBC pagou £640 milhões de libras pelos direitos de transmissão da Premier League nos Estados Unidos (Foto: Reprodução)

Uma das maiores redes de televisão dos Estados Unidos, a NBC, transmite a Premier League ao vivo para o país em seus canais (aberto e por assinatura) todos os jogos da temporada da principal liga nacional de clubes do mundo.

A emissora segue com os direitos de transmissão até 2022, num contrato assinado em 2015, que lhe custou 640 milhões de libras. Segundo os executivos da NBC, os números de audiência comprovam que a estratégia no aumento da cobertura do futebol inglês nos Estados Unidos foi um bom negócio para a emissora.

“Como fã de esportes, não há nada melhor do que acordar em uma manhã de fim de semana para acompanhar grandes eventos esportivos, e nós da NBC Sports estamos entusiasmados por ser este canal para a crescente base de fãs da Premier League”, disse Mark Lazarus, presidente da NBC Sports Group.