Os 10 maiores ídolos da história do Liverpool

A PL Brasil listou as maiores lendas dos Reds

Os 10 maiores ídolos da história do Liverpool
Stu Forster/Getty Images

Gols, títulos, amor à camisa… De diferentes formas, grandes jogadores marcaram seus nomes na história do Liverpool e viraram ídolos. A PL Brasil lista abaixo 10 grandes lendas dos Reds.

Os 10 maiores ídolos da história do Liverpool

Billy Liddell

O escocês Billy Liddell é o quarto maior artilheiro da história do Liverpool, com 228 gols em 534 jogos, fruto de seu faro de gol e de seu físico privilegiado, que o colocou como um dos melhores pontas-esquerdas de sua geração. Sua história nos Reds começou ainda muito jovem, lá em 1938, com apenas 16 anos, a pedido de Matt Busby.

Apesar de ter assinado naquele ano, a estreia de Liddell só viria a acontecer oito anos depois, em 1946, por conta da Segunda Guerra Mundial. Um fato curioso é que Liddell serviu à Força Aérea Britânica durante o conflito. 

Liddell, conhecido também como “Liddellpool”, foi fundamental na conquista do Campeonato Inglês de 1947, em cima do Arsenal, que tirou os Reds do jejum de 24 anos sem ser campeão nacional. Este foi o único título do escocês criado em Anfield Road nos Reds. No entanto, por toda sua história, simbolismo e performance, Liddell é um dos grandes ídolos do Liverpool. 

Leia mais: As 5 maiores revelações da história do Liverpool

Graeme Souness

Bastaram apenas sete anos em Anfield Road para que o escocês Graeme Souness se tornasse um dos ídolos da história do Liverpool. Tendo sua passagem no clube entre 1978 e 1984, Souness viveu um momento mágico, com inúmeras conquistas sob o comando do lendário Bob Paisley

Durante esse período, o escocês ajudou os Reds a conquistarem cinco campeonatos nacionais, três copas europeias e quatro copas da liga. Ou seja, bastaram apenas sete anos para Souness conquistar 12 títulos de grande importância. 

Souness foi um dos grandes capitães da história do clube, sendo um dos poucos a levantarem o troféu de campeão europeu. Seu principal momento com a camisa do Liverpool foi em 1984, quando marcou o gol da vitória na final da Copa da Liga num Merseyside Derby. Por ter se identificado rápido com o clube e ter entregado bom futebol e liderança dentro de campo, se tornou um dos maiores da história do clube. 

Ian Callaghan

A trajetória de Ian Callaghan no Liverpool começa, coincidentemente, com participação de Billy Liddell. Após se aposentar, Liddell indicou que havia um garoto de 17 anos que poderia ser seu sucessor. Era Callaghan. Ali começava uma das grandes relações com o Liverpool. 

O poderoso ataque dos Reds, que tinha Ian St. John e Roger Hunt, contava nos anos 1960 com a presença de Callaghan pelo setor direito. Baixinho e bem veloz, Callaghan incomodava bastante os adversários. Foi um dos pilares da época de ouro do lendário treinador Bill Shankly

Ian Callaghan é mais uma lenda que cresceu no clube. Também é o recordista de número de partidas pelo Liverpool, com 857 partidas. Durante seus 18 anos de Liverpool, Ian conquistou 19 títulos, dentre eles cinco campeonatos nacionais e duas Copas da Uefa. O inglês também fazia parte da seleção campeã da Copa do Mundo de 1966.

Ian Rush

O maior galês de todos os tempos do clube, Ian Rush não poderia ficar de fora dessa lista de maiores ídolos do Liverpool. Por 16 anos, Rush prestou seus serviços ao Liverpool como constante artilheiro e um dos atacantes mais letais que já passaram por Anfield Road. Nesse meio tempo, por lá também formou a lendária dupla de ataque com Kenny Dalglish. 

Além do clássico bigode, o centroavante galês ficou conhecido pelo incrível faro de gol. Isso o coloca até os dias atuais como o maior artilheiro da história do Liverpool, com 346 gols. Rush esteve em um dos melhores times da história do clube, durante a década de 1980. Nessa época, foram várias as conquistas do mais alto escalão das competições europeias e nacionais.

Rush talvez não tenha sido o atacante mais técnico e nem mais habilidoso no comando de ataque dos Reds, porém, com toda certeza, pode-se afirmar que Ian Rush era quem mais sabia finalizar as jogadas. De qualquer maneira, ele incomodava. Para os zagueiros, restava o perigo constante. Para os torcedores do Liverpool, a certeza que se a bola sobrasse, Rushie marcaria. Uma lenda Red.

Leia mais: Ian Rush: conheça o maior artilheiro da história do Liverpool

Jamie Carragher

liverpool ídolos
Julian Finney/Getty Images

Torcedor do Everton na infância, Jamie Carragher faz parte dos maiores ídolos da história do Liverpool por diversos motivos, mas principalmente por parecer levar o significado do clube em suas veias. Com 10 anos, chegou ao clube para nunca mais de lá sair enquanto sua carreira durasse.

A frase dita pelo próprio Jamie Carragher demonstra muito como foi sua carreira no Liverpool: “Podem ter alguns jogadores mais habilidosos no elenco, mas nenhum pode dizer que eu não entrego 100%.” Com os Reds, foram nove títulos, mesmo num período que não é conhecido como um dos mais vitoriosos da história do clube. 

Falamos aqui do segundo jogador que mais vezes entrou em campo com a camisa do Liverpool: 737 jogos. Ele já jogou de lateral e de zagueiro central, que foi como conseguiu maior destaque na carreira. Jamie Carragher é uma das lendas de Anfield Road, tendo seu grande momento no Milagre de Istambul, em 2005. 

John Barnes

Nascido em Kingston, Jamaica, John Barnes é um dos grandes ídolos da história do Liverpool, principalmente por conta de suas ótimas exibições no fim da década de 1980 e na década de 1990. Barnes é um dos principais ícones de sua geração, aquela que ganharia o Campeonato Inglês em 1990 e veria o clube enfrentar um longo jejum até 2020. 

Para a época, talvez John Barnes estivesse à frente de seu tempo. Era um dominador do meio-campo, principalmente fazendo a função de box-to-box, ou seja, aquele meia que percorre todo o campo de acordo com a exigência do jogo. Lógico que seu físico era peça vital de seu jogo, mas seu verdadeiro diferencial sempre foi a inteligência e a calma para saber agir no setor. 

Seu grande ato com a camisa do Liverpool foi na temporada 1989/1990, quando o Liverpool foi campeão inglês e teve John Barnes como artilheiro, à frente de Ian Rush. Naquele ano, Barnes ganhou um dos prêmios de melhor jogador do ano e no último jogo da temporada, ainda marcou seu primeiro hat-trick da carreira. Sua passagem por Anfield durou 10 anos, entre 1987 e 1997. 

Leia mais: Como a imigração do Caribe e da África influenciou a atual seleção inglesa

Kenny Dalglish

Com todo o merecimento do mundo, Kenny Dalglish é um dos maiores e mais reverenciados ídolos da história do Liverpool. O escocês teve passagens marcantes pelo Liverpool, tanto como jogador, quanto como treinador, o que lhe rendeu uma homenagem em Anfield Road, tendo seu nome como um dos setores do estádio – Kenny Dalglish Stand. 

Em 1966, Kenny fez um teste para entrar na academia de jovens do Liverpool mas foi reprovado. Onze anos depois, o escocês chegaria ao Liverpool, depois de uma ótima passagem pelo Celtic, para fazer história. Chegou um momento em que Kenny Dalglish e Liverpool se confundiam e pareciam apenas uma só coisa. A relação de Kenny e o clube sempre foi incrível, principalmente com a torcida de perto. 

Ao longo de 13 anos, Kenny marcou 172 gols com a camisa dos Reds e conquistou seis campeonatos nacionais e três edições da Copa dos Campeões da Europa (atual Champions League). Uma verdadeira lenda. Nesse sentido, mais do que gols, Kenny Dalglish marcou mais de uma geração de torcedores Reds e se colocou como uma das maiores figuras de uma relação jogador-clube na história do futebol mundial. 

Kevin Keegan

O inglês Kevin Keegan chegou a ser duas vezes melhor jogador do mundo na sua carreira, jogando pelo Hamburgo, da Alemanha. Mas foi em solo inglês, mais precisamente em Liverpool, que Kevin Keegan chamou a atenção de todos os apaixonados por futebol. 

Pelo Liverpool, Keegan foi campeão várias vezes naquele grande time Red. Esteve presente nas conquistas do Campeonato Inglês de 1972/1973, 1975/1976 e 1976/1977. Também fez parte do elenco vencedor da Copa da Uefa de 1976/1977, tendo ótimas participações em gols naquela campanha. 

Acima de tudo, Keegan era muito bom jogador e um atacante completo, sabendo dominar bem as funções para não apenas empurrar para o gol, mas também saber criar espaços e dar jogo para os companheiros. Keegan teve uma forte relação com Bill Shankly durante seu tempo no Liverpool, o que fez com que seu simbolismo fosse ainda maior, ao estar atrelado ao lendário treinador. 

Robbie Fowler

liverpool ídolos
Alex Livesey/Getty Images

Polêmico e artilheiro, Robbie Fowler é mais um dos grandes ídolos do Liverpool que começaram no clube ainda nas categorias de base, bem como Liddell, Carragher e Gerrard. Seu início no time de Anfield foi surpreendente e muito animador: 13 gols em suas 15 primeiras partidas no time principal dos Reds. 

Inesperavelmente, seu início foi tão incrível que nos anos de 1995 e 1996 faturou o prêmio o Jovem Jogador do Ano pela Associação dos Jogadores de Futebol da Inglaterra. Por conta de sua vida pública agitada e sua fama de marrento, Fowler foi constantemente criticado pela imprensa inglesa. 

Entretanto, no que importava, dentro do campo, Fowler foi um fenômeno. Ao longo de nove anos defendendo os Reds, foram 183 gols em 369 partidas, e muitos momentos históricos. Por sua qualidade como jogador, seu estilo polêmico como astro do futebol, Fowler está no imaginário de muitos Reds como um dos grandes da história do clube.

Leia mais: A marcante carreira de Robbie Fowler: um dos grandes da história da Premier League

Steven Gerrard

Liverpool ídolos
Stu Forster/Getty Images

Não tem como falar de Liverpool sem falar de Steven Gerrard. Foram 26 anos tendo o Anfield Road como sua casa, desde sua infância até seus 35 anos. Gerrard sempre foi um torcedor do clube e isso fez com que a sua relação com a cidade e com o Liverpool fosse uma das maiores da história do futebol mundial. 

Ele conseguia unir a paixão pelo clube com sua gigantesca habilidade técnica. Gerrard dominava absolutamente todas as fases do meio-campo, tendo habilidades defensivas e ofensivas, que o fazia um jogador inteiramente completo. Além disso, era um autêntico líder, tanto que é quem mais esteve com a braçadeira de capitão no braço, com incríveis 473 jogos. 

Gerrard é tão lendário que mesmo sem um título de Premier League, ninguém jamais irá contestar sua grandeza. Com 710 jogos e 186 gols, Steven Gerrard figura sempre no topo das listas de números positivos do clube. Protagonista na conquista da Liga dos Campeões de 2005, Gerrard é, sem dúvidas, o maior símbolo Red de toda uma geração, e para sempre estará na memória como um dos ídolos do Liverpool.

Acompanhe a PL Brasil no YouTube!

  • ESQUADRÕES IMORTAIS | LIVERPOOL 2005