Os 10 maiores ídolos da história do Leicester City

A PL Brasil listou as maiores lendas dos Foxes

0
820
ídolos leicester
Matthew Lewis/Getty Images

Gols, títulos, amor à camisa… De diferentes formas, grandes jogadores marcaram seus nomes na história do Leicester e viraram ídolos. A PL Brasil lista abaixo 10 grandes lendas dos Foxes.

Os 10 maiores ídolos da história do Leicester City

Gordon Banks

A lista começa citando um dos maiores goleiros do futebol mundial e um dos grandes ídolos do Leicester. Gordon Banks, um ídolo do esporte inglês, atuou por 293 jogos. Em sua primeira temporada, disputou a posição de titular com outros cinco goleiros, principalmente contra o titular Dave MacLaren. Sua estreia pelo Leicester no campeonato ocorreu em 9 de setembro de 1959 contra o Blackpool, após lesão de MacLaren.

Após ter retornado, MacLaren tomou 14 gols em cinco jogos, fazendo com que o técnico acionasse Gordon Banks para assumir a titularidade da equipe e não saísse mais da posição principal pelos próximos oito anos, principalmente por aprimorar antigas deficiências e torná-las em qualidades, como nas defesas vindas de cruzamentos e divididas dentro da área.

Mesmo com tantos jogos pelo Leicester e um título (Copa da Liga Inglesa de 1963/1964), suas principais atuações foram pela seleção inglesa, onde demonstrou suas melhores habilidades de ser instintivo e acima da média nas reposições, tendo oportunidade de conquistar a Copa do Mundo de 1966. Banks faleceu em fevereiro de 2019, aos 81 anos.

Riyad Mahrez

leicester ídolos
Laurence Griffiths/Getty Images

Um dos principais jogadores na conquista inédita do Leicester na Premier League (temporada 2015/2016) foi Riyad Mahrez. O atacante argelino marcou 17 gols (0.5 gols por partida na PL) e contribuiu com 11 assistências. Além disso, demonstrou bastante qualidade nas movimentações pelo lado direito do campo, tanto nos passes quanto nas bolas longas, em sua melhor temporada no futebol inglês até aqui.

Mahrez foi o primeiro jogador do continente africano a vencer o título de Player of the Season da PFA (Associação dos Jogadores Profissionais do Futebol Inglês), além de ter entrado na seleção do campeonato e ter conquistado o 7º lugar na eleição da Bola de Ouro em 2016.

Após deixar o clube em 2017, assinou com o Manchester City, mas carimbou seu nome entre os maiores ídolos da história do Leicester.

Kasper Schmeichel

Filho de Peter Schmeichel, o goleiro Kasper Schmeichel demonstrou ser uma das melhores contratações do Leicester em 2011, quando foi eleito um dos melhores jogadores da temporada após 17 jogos sem levar gols dos adversários. Sua principal qualidade notável são os reflexos para realizar defesas difíceis.

Na temporada em que conquistou o título da Premier League, Schmeichel atingiu a marca de 15 jogos sem tomar gols, realizando 73% de todas as defesas possíveis nos 38 jogos da temporada, o que lhe rendeu a oportunidade de ser titular da Dinamarca nas competições internacionais, incluindo a Copa do Mundo 2018.

Atuante no futebol inglês desde 2005 pelo Manchester City, o dinamarquês acabou sendo emprestado para diversos clubes até assumir a titularidade no Notts County (43 jogos) e no Leeds (37 jogos), antes de chegar ao Leicester, onde permanece até hoje.

Leia mais: Os maiores artilheiros da história do Manchester City

Jamie Vardy

leicester ídolos
Clive Rose/Getty Images

Um dos principais atacantes já vistos na Premier League e um dos grandes ídolos do Leicester certamente é Jamie Vardy. Contrato por apenas um milhão de euros, na negociação com o Fleetwood Town, Vardy segue sendo um dos melhores finalizadores e cobradores de pênalti em atividade no futebol inglês.

Na temporada do título, marcou 24 gols em 36 partidas, com média de quase um gol por jogo. Uma das maiores qualidades de Vardy é ser um centroavante que ocupa todos os setores do campo de ataque, não ficando preso à entrada da área esperando um passe final.

Com 119 gols em 267 partidas totais, Vardy já se tornou um ídolo do Leicester, ganhando projeções ainda maiores com participações na Eurocopa 2016 e Copa do Mundo de 2018. Ainda assim, o atacante inglês precisa melhorar principalmente a qualidade nos passes (69% certos por jogo).

Graham Cross

Não muito conhecido pelo público brasileiro, um dos maiores ídolos da longa história do Leicester é o jogador Graham Frederick Cross. Originalmente descrito como meio-campista ou zagueiro, é impossível tentar atribuir uma posição apenas a um dos jogadores mais versáteis do futebol inglês do século passado.

Seu principal clube foi justamente o Leicester, onde atuou por 599 jogos, marcou 29 gols e conquistou os títulos da Copa da Liga Inglesa em 1964 e da segunda divisão em 1971, além de ter sido vice-campeão da Copa da Inglaterra nas edições de 1963 e 1969. Pela equipe, atuou como atacante, zagueiro e lateral direito.

Nascido na região de Leicester, Graham Cross possui atualmente 76 anos. O jogador também jogou por Chesterfield (por empréstimo), Brighton, Preston North End e Liconln City, além de ter atuado por diversas oportunidades na Inglaterra sub-23. Entretanto, não entrou em campo pela seleção inglesa principal até o término de sua carreira, em 1979.

Arthur Chandler

O maior goleador da história do Leicester é Arthur Chandler. O atacante que atuou pelo clube entre 1923 até 1935 marcou 273 gols em 419 jogos disputados, uma marca extremamente expressiva que permanece por quase 100 anos.

Além disso, Arthur Chandler acumula diversos outros recordes históricos ao ser o jogador do Leicester com a maior quantidade de hat-tricks (17) e por ter sido o único a marcar seis gols em um jogo. Além disso, foi artilheiro de duas temporadas com 34 gols marcados.

Arthur Chandler conquistou um título da 2ª divisão na temporada 1924/1925, além de ter conseguido um vice-campeonato da 1ª divisão em 1928/1929. Um dos maiores nomes da história do futebol inglês profissional, Chandler morreu em junho de 1984, aos 88 anos.

Leia mais: 6 vezes em que o título da PL foi conquistado com antecedência

Gary Lineker

Apesar de não ter conquistado nenhum título da elite do futebol inglês, Gary Lineker merece destaque dentre os melhores jogadores que passaram pelo Leicester, seu primeiro clube na carreira. Devido ao alto potencial, foi contratado pelo clube logo após ter se formado na escola, em 1977, estreando na 2ª divisão contra o Oldham Athletic no primeiro dia de 1979, temporada que terminou em título para o clube.

Tendo que lidar com outro rebaixamento, Lineker conseguiu destacar-se por ser goleador. Foram 19 gols marcados em 1981/1982. Na temporada seguinte, conseguiu levar o Leicester à primeira divisão novamente com 26 gols marcados.

Na primeira temporada como titular da 1ª divisão, marcou 22 gols. A regularidade foi mantida na temporada seguinte (1984/1985), onde conseguiu a artilharia do campeonato com 24 gols.

Porém, a falta de competitividade do Leicester fez com que Gary Lineker assinasse com o Everton em 1985, encerrando a trajetória de sete anos. Lineker também jogou por Barcelona (42 gols em 103 jogos), Tottenham (67 gols em 105 jogos) e Nagoya Grampus (quatro gols em 18 jogos). Desde 1990, é um dos principais comentaristas de futebol na televisão inglesa, estando atualmente na BT Sport.

Steve Walsh

O zagueiro central Steve Walsh foi um dos defensores que mais marcaram gols pelo Leicester no futebol inglês durante a reta final do século XIX. Foram 53 gols em 369 partidas disputadas no total em 14 anos pelo clube. A explicação desta efetividade deve-se justamente ao seu posicionamento, por ter atuado como atacante por diversas oportunidades.

Em sua primeira temporada (1992/1993), marcou 15 gols na 2ª divisão. No ano seguinte, conseguiu o acesso do Leicester à Premier League depois de marcar dois gols contra o Derby County na final dos playoffs. Entretanto, uma grave lesão no ligamento cruzado do joelho deixou-ou fora de quase toda a temporada na 1ª divisão. Quando retornou, ainda participou de alguns jogos, mas com rendimento abaixo.

Steve Walsh conquistou dois títulos da Copa da Liga Inglesa (1996/1997 e 1999/2000), sendo eleito o melhor jogador da partida na primeira decisão com o Troféu Alan Hardaker. Acabou se despedindo do Leicester em 2001, após ter perdido espaço na escalação titular. Sua última partida foi pelo Coventry City, em 2002. Walsh recebeu o carinhoso apelido de “Capitão Fantástico“, devido sua movimentação pelo campo.

N'Golo Kanté

leicester city ídolos
Ross Kinnaird Getty Images

N'Golo Kanté certamente foi responsável por grande parcela do sucesso alcançado pelo Leicester em 2015/2016, quando chegou ao clube após ter sido contratado vindo do Caen. Kanté destaca-se principalmente pelo forte empenho aplicado nas jogadas de alta pressão em cima dos adversários.

Além disso, a forte movimentação do francês mostra que Kanté também possui como ponte forte seu posicionamento espalhado por quase todo o campo. Foram 157 jogadas interceptadas em 2015/2016, uma média de 4.2 jogadas adversárias interrompidas por jogo em 37 partidas totais, sendo o melhor jogador desta função na Premier League.

Logo após a temporada de sucesso, Kanté deixou o Leicester e foi contratado pelo Chelsea. Na atual temporada pela equipe, possui média de 2.1 jogadas interceptadas em 20 jogos. Além disso, passou a circular muito mais pelo lado direito do campo em detrimento dos outros setores. É um dos grandes ídolos do Leicester.

Sep Smith

Septimus Charles Smith jogou apenas pelo Leicester durante toda sua carreira. Foram 20 anos no clube e 350 partidas disputadas, com 20 gols marcados. Smith é marcado por ter sido um dos jogadores mais criativos de sua geração, atuando principalmente como atacante enfiado pela direita.

Registros históricos com declarações e algumas citações na biografia de Don Revie (um dos jogadores do Leicester que atuou com Smith) demonstra que sua principal importância foi fora de campo, pois Smith servia como um “professor“, ensinando conceitos táticos para diversos jogadores como Jack Lee (atacante) e Johnny Duncan (meio-campo).

Sua última partida pelo clube foi na final dos playoffs da 2ª divisão na temporada 1948/1949, quando o Leicester evitou o rebaixamento para a terceira divisão após empatar com o Cardiff City por 1 a 1. Smith seguiria no clube logo após ter se aposentado como jogador para atuar como técnico, mas desistiu semanas depois, após Johnny Duncan deixar o clube. Sep Smith morreu em julho de 2006, aos 94 anos.

Leia mais: Quando o Liverpool foi campeão da Champions League?

Acompanhe a PL Brasil no YouTube!

  • ESQUADRÕES IMORTAIS | LEICESTER 2015/16

Não há posts para exibir

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here