Lucas Digne – Mercado da Bola, Transferências, Rumores e Estatísticas

0
324
Lucas Digne
Foto: Divulgação/Lucas Digne

Antes de tudo, Lucas Digne é um lateral-esquerdo francês, de 28 anos, que joga atualmente no Everton. Em princípio, nascido em Meaux, começou sua carreira no Lille, até ser comprado pelo PSG. No entanto, após ser emprestado para a Roma e se destacar, chamou a atenção do Barcelona. Por fim, não se firmou na Espanha e acabou sendo repassado ao clube inglês, onde se encontrou e está defendendo até hoje.

Lucas Digne – Início de carreira

Nascido em Meaux, uma pequena comuna francesa, Lucas Digne já jogava futebol em sua cidade. Começou a jogar futebol no US Mareuil-sur-Ourcq, aos seis anos de idade, em 1999. Ficou na base do time até 2002, quando mudou US Crépy-en-Valois, clube que ficou até 2005.

No entanto, os olheiros do LOSC Lille o encontraram neste último ano e rumores de que seria um grande jogador o fizeram aceitou ir morar no grande centro urbano, que dá nome ao clube. Assim, ingressou na base do clube em 2005. Em , assinou o seu primeiro contrato profissional com o Lille,  estreando no profissional em 2011, aos 18 anos, no dia

Trajetória, conquistas e highlights de Lucas Digne

Antes de mais nada, foram duas temporadas no clube nortista, até ser comprado pelo Paris Saint-Germain, da capital, por € 15 milhões, em 2013. Assim, era a primeira vez que Lucas Digne movimentava o mercado da bola. Bem como, essa transferência o levou a jogar ao lado de grandes craques como Ibrahimovic, Thiago Silva e Cavani.

Além disso, no PSG, teve uma das maiores referências da sua carreira, um jogador mais experiente da sua posição que o ajudou a evoluir. A saber, o brasileiro Maxwell ainda estava por lá e auxiliou Lucas Digne a crescer, enquanto lateral-esquerdo, com seus conselhos. Assim sendo, um dos mais importantes companheiros de equipe que ele já teve.

Transferência e mercado da bola de Lucas Digne

No entanto, em 2015, com a chegada de Kurzawa, o PSG entendeu que estava na hora de Lucas Digne adquirir experiência fora do clube, alimentando rumores de sua saída. Assim, o emprestou para a Roma, onde passou a ter mais minutos, movimentando o mercado da bola. Dessa forma, o jogador se destacou com suas grandes atuações no Campeonato Italiano. Bem como, desfilou seu bom futebol pelos campos da UEFA Champions League. Ainda mais, chegou a ser convocado com frequência para a seleção da França, onde foi finalista da Eurocopa 2016.

Lucas Digne nem retornou a Paris no fim do seu empréstimo. Sua evolução foi tão grande na Roma, que na janela do mercado de transferências, ele assinou com o Barcelona. Sem dúvida, um grande salto na sua carreira. Teria a oportunidade de dividir o vestiário com estrelas como Iniesta, Daniel Alves, Messi, Suárez Neymar.

A saber, o time catalão pagou no mercado de transferências um total de €16,5 milhões ao PSG e ficou com o atleta. No entanto, seu estilo de jogo mais defensivo não empolgou a torcida e os diretores. Dessa forma, Lucas Digne perdia a competição com Jordi Alba pela posição. Então, chegou uma proposta no mercado da bola.

Everton

O Barcelona negociou Lucas Digne no mercado de transferências com o Everton em 2018, após o jogador ser campeão da Copa do Mundo com a França. A saber, ele se valorizou e o clube espanhol recebeu €22 milhões pelo seu passe. Assim, o lateral se mudou para a Terra da Rainha.

Sem dúvida, o Everton é o clube onde Digne se adaptou e teve suas melhores atuações até aqui. Além disso, tomou a posição do ídolo Leighton Baines, que logo se aposentou, tendo a certeza que deixou o lado esquerdo do clube em boas mãos (ou em bons pés). Decerto, Lucas Digne se torna a cada dia mais ídolo da torcida do Everton.

Além disso, com a chegada do novo técnico, Rafa Benítez, quaisquer rumores de saída do jogador acabam sendo afastados. O atleta é titular absoluto do time e considerado um dos melhores de sua posição na Premier League. No entanto, mesmo assim, nenhum clube do futebol mundial apresentou proposta para tirá-lo da equipe. Dessa forma, Lucas Digne segue sem rumores de transferências no mercado da bola até o momento.