Quando o Liverpool vai parar de marcar gols?

Já são 121 gols marcados nesta temporada. Contando com a excelente fase do trio Mané, Salah e Firmino, o Liverpool segue balançando as redes em demasia.

Quando o Liverpool vai parar de marcar gols?
Foto: Getty Images

Insaciável. A palavra descreve bem a excelente performance do Liverpool frente ao gols adversários. Nesta temporada, os Reds já atingiram 121 gols em todas as competições, com partidas ainda a disputar.

Com os três gols marcados no último fim de semana na vitória sobre o Bournemouth, a equipe contabiliza 78 gols na Premier League – o segundo melhor ataque da competição, perdendo apenas para o já campeão Manchester City (93). Isso significa que o Liverpool precisa sofrer (em situações normais) três gols para perder uma partida, já que tem uma média de pouco mais de dois gols por jogo.

A incrível marca alcançada pela equipe na atual edição da Premier League já é igual ao que foi atingido na temporada passada, e pode ser facilmente superada, com quatro jogos ainda por disputar. Nas últimas 10 temporadas da liga doméstica, apenas em 2013/14 o time do Anfield Road conseguiu marcar mais gols (101).

Na UEFA Champions League os números são ainda mais impressionantes. Foram 33 tentos em 10 jogos (média de 3,3 por jogo). É disparado o melhor ataque da competição, o que foi especialmente reforçado pelos placares elásticos aplicados no agregado contra Porto (5 a 0) e Manchester City (5 a 1) nas fases de mata-mata.

Salah, Mané e Firmino: a combinação perfeita

É claro que a maioria desses gols passam pelos pés do letal trio de ataque: Salah, Mané e Firmino. Juntos, eles fizeram até aqui 82 gols. Os números do egípcio são logicamente os que chamam mais atenção. Salah atingiu a incrível marca de 40 gols na temporada – feito atingido no Liverpool somente por Roger Hunt (1961/62) e Ian Rush (1983/84 e 1986/87).

Rush, inclusive, detém o recorde de mais gols na temporada vestindo a camisa vermelha (47); algo totalmente alcançável para o africano, que ainda tem pela frente quatro jogos da liga e pelo menos mais dois jogos pela Liga dos Campeões.

Salah vive uma temporada fantástica pelo Liverpool. (Foto: Reprodução Liverpool FC)

Logo atrás dele vem o brasileiro Roberto Firmino. São 25 gols em 47 jogos: a sua temporada mais goleadora na carreira. O atacante da Seleção está empatado com Salah na artilharia do Liverpool na Liga dos Campeões (ambos tem nove gols marcados) e é considerado pelo próprio técnico da equipe como o jogador mais inteligente do time, pois além de marcar gols e contribuir incansavelmente com seus desarmes, ainda sabe muito bem abrir espaço para que os seus companheiros de ataque também brilhem.

Por fim, Sadio Mané está há dois tentos de igualar a sua temporada com mais gols. Em 2012/13, quando atuava pelo Salzburg, marcou 19 gols em 29 jogos. Nesta temporada ele marcou 17 vezes em 38 partidas. Na competição europeia, foi às redes em sete oportunidades. Mané já é o senegalês com mais gols marcados na história da Premier League (44), superando Demba Ba (43).

Salah, Mané e Firmino representam mais da metade dos gols do Liverpool na temporada. (Foto: BBC)

A importância de Jurgen Klopp para a ofensividade brilhante da equipe

Desde que o alemão chegou ao Liverpool, em outubro de 2015, a equipe marcou 300 gols em 148 jogos, uma média absurdamente boa. Se considerarmos as devidas proporções com relação ao número de jogos, Jurgen pode tranquilamente passar os números alcançados por Rafael Benitez (o espanhol alcançou 585 tentos em 350 jogos). Klopp também tem a melhor porcentagem de vitórias com relação aos últimos cinco técnicos dos Reds (53%).

Retrospecto dos últimos cinco treinadores do Liverpool. (Foto: BBC)

O alto número de bolas na rede representa a mentalidade ofensiva imposta pelo alemão, que sempre busca sair vitorioso em suas partidas e nunca abdica da grande carga ofensiva. Além de jogar “pra frente”, Klopp também impôs o famoso Gegenpressing, que busca evitar o contra-ataque do adversário imediatamente após perder a bola. Essa mentalidade faz com que o Liverpool não passe muito tempo “assistindo o adversário jogar”, conseguindo assim propor o jogo na maior parte do tempo.

Leia mais: As 12 comemorações de gol mais famosas da Premier League

Antes visto como um time desequilibrado, o técnico também conseguiu organizar o setor defensivo. Com a chegada do zagueiro holandês Virgil van Dijk, os Reds já conseguiram manter cinco clean sheets nos últimos 10 jogos em que o defensor esteve em campo. O crescimento do goleiro Karius e de outros jogadores têm contribuído para que o Liverpool não sofra tantos gols como vinha sofrendo.

Klopp tem feito do Liverpool uma máquina de gols. (Foto: Getty Images)

Cada vez mais, a preocupação deixa de ser “quantos gols o Liverpool terá que fazer para vencer?” e sim “será que hoje o Liverpool vai vencer de goleada?”. Neste sábado (21/04) o time vermelho visita o West Bromwich pela 35ª rodada da Premier League. Mais uma excelente oportunidade de ver o trio comandado por Jurgen Klopp em ação.