O histórico de jogos entre Liverpool e Barcelona em competições europeias

Entre no clima da semifinal da Champions League relembrando outros jogos entre os dois times!

O histórico de jogos entre Liverpool e Barcelona em competições europeias
(Foto destacada: Lluis Gene/AFP via Geety Images)

As semifinais da Champions League estão chegando e com dois ingleses envolvidos. Liverpool e Barcelona farão um dos aguardados confrontos.

O duelo entre os dois pentacampeões europeus promete muita emoção e duelos bem disputados. Mas esta não será a primeira vez em que Reds e Culés se enfrentarão em competições europeias.

O retrospecto nas partidas, ao total, é favorável ao Barcelona: três vitórias contra duas do Liverpool, além de três empates. Mas os ingleses levam vantagem nas classificações em mata-matas, com 100% de aproveitamento.

A PL Brasil relembra agora os oito confrontos entre Liverpool e Barcelona nas competições europeias em toda a história.

Copa da Uefa, semifinal, 1975/76

O primeiro duelo entre Liverpool e Barcelona foi na semifinal da antiga Copa da Uefa (hoje Europa League) em 1975/76. O Barcelona era comandado por Johan Cruyff, enquanto o Liverpool tinha nomes como Emlyn Hughes, Ian Callaghan e Kevin Keegan.

No jogo da ida, em 30 de abril de 1976, não adiantou a força do Camp Nou lotado. Deu Liverpool por 1 a 0, gol de John Toshack. Mas o principal destaque do duelo foi a torcida do Barcelona.

Além de aplaudirem o Liverpool pela vitória, os torcedores catalães atiraram as almofadas de alguns assentos no campo em protesto pela derrota. O time espanhol iria pressionado para reverter o placar no jogo da volta.

(Foto: Bob Thomas Sports Photography via Getty Images)

Mas não deu. No Anfield lotado, o Liverpool abriu o placar aos 10 do segundo tempo com Phil Thompson. Carles Rexach empatou dois minutos depois e o jogo foi nervoso até o fim, mas os ingleses se seguraram e garantiram a vaga na final.

Na decisão contra os belgas do Club Brugge, vitória por 3 a 2 na ida e empate em 1 a 1 na volta. Com isso, o time de Bob Paisley chegou à segunda taça no ano – duas semanas antes da final europeia, também havia conquistado o título inglês.

Leia mais: Jens Lehmann, o gigante alemão campeão invicto pelo Arsenal

Copa da Uefa, semifinal, 2000/01

Seguimos na Copa da Uefa, mas avançando bastante no tempo. Depois de 25 anos, mais uma vez Liverpool e Barcelona se enfrentavam na semifinal da segunda principal competição europeia.

Os times eram bem estrelados. O Liverpool de Gérard Houllier tinha Sami Hyppiä, Jamie Carragher, Steven Gerrard, Vladimir Smicer, Emile Heskey e Michael Owen.

Já o Barcelona de Llorenç Serra Ferrer contava com Pepe Reina, Frank de Boer, Carles Puyol, Phillip Cocu, Pep Guardiola, Marc Overmars, Rivaldo e Patrick Kluivert.

O roteiro foi quase idêntico ao de 1976: jogo na ida na Espanha, jogo da volta na Inglaterra, um empate e uma vitória do Liverpool por diferença mínima. A diferença é que a igualdade veio na Espanha, com placar zerado e os ingleses jogando muito na defesa na partida de ida.

(Foto: Odd Andersen/AFP via Getty Images)

No jogo da volta, outra partida chorada e vitória simples. Gol de pênalti de Gary McAllister, 1 a 0 e classificação à final. Na decisão, um maluco 5 a 4 contra os espanhóis do Alavés na prorrogação e os Reds levaram a taça.

A conquista coroou a marcante temporada dos vermelhos, que levaram três competições. Entre 25 de fevereiro e 16 de maio, o Liverpool venceu a Copa da Liga Inglesa, a FA Cup e a Copa da Uefa.

Uefa Champions League, segunda fase de grupos, 2001/02

Aqui lembramos as únicas vezes em que eles não se enfrentaram em mata-mata. Na temporada seguinte à semifinal da Copa da Uefa, ambos se encontraram na segunda fase de grupos da Uefa Champions League, principal competição do continente.

Importante destacar que o regulamento era diferente. Depois da fase de grupos inicial com 32 times, os 16 melhores eram divididos em outros quatro grupos, onde os oito principais iam às quartas. Foi nessa segunda fase de grupos que Liverpool e Barcelona se enfrentaram.

Depois de se classificarem em suas chaves iniciais, eles se enfrentaram no grupo B da segunda fase. Logo na primeira rodada, cinco meses depois da semifinal da Copa da Uefa anterior, virada categórica do Barcelona em Anfield.

(Foto: Neal Simpson/EMPICS via Getty Images)

Owen abriu o placar para o time de Gérard Houllier, mas Overmars, Fábio Rochemback e Rivaldo deram a vitória aos comandados de Carles Rexach (o mesmo que marcou em um dos duelos contra o Liverpool em 1976) por 3 a 1.

Na quinta rodada, 0 a 0 no Camp Nou que deixava o Barcelona em segundo no grupo e o Liverpool na lanterna. Ambos precisavam vencer seus últimos jogos para se classificarem e o fizeram (Liverpool 2×0 Roma e Galatasaray 0x1 Barcelona).

Nas quartas, o Liverpool foi eliminado pelos alemães do Bayern Leverkusen. O Barcelona chegou até as semis, mas perdeu o clássico contra o Real Madrid e também ficou longe da orelhuda.

Leia mais: Bernardo Silva vira protagonista no City sendo peça fundamental de Pep

Uefa Champions League, oitavas de final, 2006/07

O último duelo entre os times foi em 2007. Na ocasião, o Barcelona de Frank Rijkaard era o atual campeão europeu e contava com nomes como Xavi, Deco, Ronaldinho e Samuel Eto’o, além de Lionel Messi em sua primeira temporada como titular.

Mas o Liverpool de Rafa Benítez, campeão em 2005 e com Carragher, Gerrard, Xabi Alonso, Craig Bellamy e Dirk Kuyt, podia não ter a maior qualidade técnica, mas era muito aplicado e foi bastante inteligente. Com isso, levou vantagem no equilibrado confronto.

No jogo da ida, em Barcelona, Deco abriu o placar logo cedo para os mandantes. Mas depois os Culés desaceleraram e os Reds, com duas falhas defensivas do rival, viraram: Bellamy marcou no fim do primeiro tempo e John Arne Riise na metade do segundo.

Leia mais A temporada perfeita de Cristiano Ronaldo pelo Manchester United em 2007/2008

(Foto: Pierre-Philippe MarcouAFP via Getty Images)

Na volta, o Barça precisava vencer por dois gols de diferença, por conta do saldo qualificado fora de casa. Depois de um primeiro tempo nulo, os catalães foram para cima e marcaram com Eidur Gudjohnsen, aos 29 da segunda etapa.

Dali para a frente, o jogo ganhou muita emoção com a pressão dos campeões europeus até o fim. Mas o Liverpool segurou o placar e garantiu a classificação. O time avançou até a final, foi derrotado pelo Milan por 2 a 1 em Atenas e ficou com o vice.

Para o Barcelona, aquele jogo foi um dos principais pontos de uma temporada divisora de águas. Em 2008/09, a reformulação no elenco e a chegada de Pep Guardiola iniciaram um dos melhores períodos do clube em sua história, revolucionando a maneira de jogar futebol.

De lá para cá, o Liverpool foi vice da UCL em 2017/18 e da UEL em 2015/16. Já o Barça foi tricampeão da UCL em 2008/09, 2010/11 e 2014/15.

Na atual temporada, com ótimos resultados e muita expectativa, ambos prometem muito equilíbrio e emoção na semifinal que começa nesta semana.