Lille: Análise da janela de transferências e panorama geral do atual campeão francês

0
279
Grbic - Lille
Foto: Reprodução/ Lille

Antes de mais nada, esta foi uma das janelas de transferências mais impactantes da história do futebol. Decerto, o impacto foi ainda mais relevante por envolver os dois maiores jogadores da geração: Lionel Messi e Cristiano Ronaldo. Por fim, confira as negociações que movimentaram o mercado da bola do Lille para a temporada 2021/22.

PANORAMA: A CRISE DOS DIREITOS DE TRANSMISSÃO DO FUTEBOL FRANCÊS

Em primeiro lugar, o futebol francês passou por uma enorme crise por conta dos bloqueios de direitos de transmissão pelo conglomerado Mediapro. Afinal, de acordo com o jornalista Rafael Oliveira o contrato envolveria cerca de 1.1 bilhões de reais para os cofres dos clubes da Ligue 1. Portanto, uma quantia em direitos de TV que só não iria ultrapassar a Premier League.

Vale lembrar, no início da pandemia do coronavírus em 2020, o campeonato francês parou suas atividades, como também as outras ligas. Todavia, a Ligue 1 encerrou o campeonato faltando dez rodadas para o final. E com isso, a Mediapro não cumpriu com acordo e se retirou de campo. Por fim, deixando os clubes de mão abanando e vivendo de empréstimos do governo francês.

Contudo, apesar do clube ter sido colocado a venda e com uma divida de 130 milhões de euros. Os Dogues manteve grande nível em suas atuações na temporada passada. E por isso, o esquadrão de Gatier conseguiu desbancar o bilionário PSG e conquistou seu quarto titulo da Ligue 1.

SÍMBOLO DA DEFESA DEIXA O LILLE

A saber, o goleiro Mike Maignan, de 26 anos, foi negociado junto ao Milan pelas cifras de 15 milhões de euros. Decerto, o goleiro francês teve uma espetacular temporada 2020/21. Na qual, obteve 21 clean sheets e foi símbolo da forte defesa do campeão francês. Agora, após a saída de Gianluigi Donnaruma para o PSG, Maignan já se tornou titular do clube Rossonero.

Substituto para Maignan

Decerto, o atual campeão francês foi ao mercado buscar um novo goleiro para substituir Mike Maignan. Deste modo, os Dogues encontraram uma ótima oportunidade no mercado e assinou por empréstimo, o goleiro Ivo Grbić, de 25 anos, junto ao Atlético de Madrid.

JANELA COM MAIS PERDAS DO QUE GANHOS

Com a nova temporada, veio a janela de transferências mais impactante dos últimos anos. Entretanto, não para o Lille. Dessa maneira, perdeu o seu técnico Christophe Galtier, que encabeçou um belo projeto. Em suma, desde 2017, além de conquistar a Ligue 1. Projetou jovens jogadores como: Thiago Mendes, Nicolas Pépé e Vitor Osimhem por baixo custo, arrecadando grandes montantes em dinheiro em suas respectivas vendas.

Além disso, nesta janela, o atual campeão francês perdeu o jovem meio campista Boubakary Soumaré, de 22 anos, que mostrou grande nível, capacidade física e construção de jogo. Dessa maneira, o Leicester City encontrou um jogador com propriedades exatas para jogar a Premier League. Por isso, entrou em acordo com o Lille pela compra do jovem francês por cerca 23 milhões de euros.

Ademais, outra perda relevante é a do ex são paulino Luiz Araújo. Em suma, o meia atacante foi muito utilizado na temporada passada, como um décimo segundo jogador. Com quatro gols marcados e duas assistências, o brasileiro atraiu os olhares do Atlanta United, da MLS. A saber, o clube americano desembolsou cerca de 10,5 milhões de euros.

Por fim, houve chegadas menos relevantes com nomes que foram adquiridos para a composição da equipe francesa. Em primeiro lugar, a chegada do atacante belga Amadou Onana, de 20 anos, junto ao Hamburgo. Compra feita por 9 milhões de euros. E por fim, o Lille contratou o lateral sueco, de 22 anos, Gabriel Gudmundsson junto ao Groningen por cerca de 6 milhões de euros.

PANORAMA GERAL PARA ESTA TEMPORADA DO LILLE

Em suma, foi uma janela de transferências da qual o Lille mais perdeu do que ganhou quando se trata de jogadores. Além disso, vem de uma transição de um trabalho bem sucedido de Gatier e com inicio das atividades de Jocelyn Gourvennec.

Decerto, o novo técnico dos Dogues, Jocelyn Gourvennec já tem um titulo conquistado diante um PSG sem suas principais estrelas na Super Copa da França. Porém, neste inicio Ligue 1, Gourvennec tem tido dificuldades de manter a boa imagem defensiva da melhor defesa da ultima temporada.

Por fim, a equipe perdeu em poderio defensivo com saída de Maignan e Soumaré e em opção de velocidade e capacidade de improviso com a saída de Luiz Araújo. Contudo, seu comandante vem trabalhando para ajustar estas características para entrar em boa forma nesta UEFA Champions League e figurar entre os quatro primeiros da Ligue 1.