A incrível participação do Leeds na Champions League 2000/2001

Whites tiveram ótima campanha no torneio europeu

2 May 2001: Leeds United team group before the UEFA Champions League Semi-Finals first leg match against Valencia played at Elland Road, in Leeds, England. The match ended in a 0-0 draw. Mandatory Credit: Alex Livesey /Allsport

O Leeds segue em sua luta para retornar a Premier League após 14 temporadas. A equipe, que durante os anos 1960 e 1970 foi considerada uma das melhores do país, sob o comando de Don Revie (fato retratado no filme Maldito Futebol Clube) também viveu bons momentos no início dos anos 2000. A temporada 2000/2001 do Leeds foi marcante, devido ao retorno à Champions League.

Boa campanha na Premier League leva o Leeds à Champions

A presença do Leeds na Champions League foi garantida de forma emocionante até as últimas rodadas. A equipe chegou a liderar algumas rodadas da competição, mas após alguns tropeços, viu o seu grande rival Manchester United assumir a ponta e conquistar o troféu.

Os Whites lutaram ponto a ponto com o Liverpool pela última vaga ao principal torneio continental, visto que apenas 3 equipes se classificavam ao certame, com o terceiro colocado tendo de disputar a fase de playoff. O Manchester United e o Arsenal já estavam assegurados no torneio.

Na última rodada da Premier League, o Liverpool enfrentaria o Bradford City, rival local do Leeds e que lutava ponto a ponto com o Wimbledon na luta contra o rebaixamento.

Os Bantams começaram a rodada na zona de rebaixamento, porém, o gol da contratação recorde até então da história do clube, David Wetherall (curiosamente ex-jogador do Leeds) aos 12 minutos de jogo, frustrou os Reds, que viram os Whites empatarem sem gols com o West Ham, garantindo a última vaga a Champions League para o clube de Yorkshire.

O Bradford se salvou do rebaixamento e, ainda de quebra, disputou a extinta Copa Intertoto, na temporada seguinte.

Leia mais: Como o Leeds United quase conquistou a Champions em uma final polêmica

Ole Gunnar Solskjaer, atual treinador do Manchester United é marcado por Danny Hay. Foto:(Shaun Botterill /Getty Images)

Em paralelo à Premier League, o Leeds United foi eliminado na quinta rodada da Copa da Inglaterra pelo Aston Villa, após ter passado por Port Vale e Manchester City.

Na Copa da Liga Inglesa, eliminação na quarta fase para o Leicester City nos pênaltis e pela Copa da Uefa, o clube fez uma grande campanha chegando às semifinais da competição, sendo foi eliminado pelo Galatasaray, que viria a ser campeão daquela edição, vencendo o Arsenal.

Galatasaray conquistou o primeiro título de um clube turco em competições europeias. Foto: (Michael Steele /Getty Images)

Porém, apesar dos feitos da temporada, um fato negativo foi marcante para o clube. Após confrontos entre torcedores do Leeds e do Galatasaray, no confronto de ida das semifinais da Copa da Uefa, vencido pelos turcos por 2 a 0, dois torcedores do clube inglês foram esfaqueados e faleceram.

Os torcedores do time turco foram impedidos de acompanhar em Elland Road o confronto de volta, que terminou com um empate em 2 a 2.

Transferências e boas perspectivas para a temporada 2000/01

Com a presença do Leeds na Champions League, a diretoria foi ao mercado e não poupou esforços para buscar bons reforços para a intensa temporada que estaria por vir.

David O'Leary, treinador do clube, conseguiu nomes como Mark Viduka, Rio Ferdinand (contratação mais cara da história do clube) Olivier Dacourt, Dominic Matteo e Robbie Keane foram os principais jogadores trazidos para a temporada. Antes de chegar à fase de grupo da Champions League, o Leeds United teria pela frente o à1860 Munich.

A equipe inglesa não teve dificuldades ao passar da equipe da Baviera, conseguindo duas vitórias nos dois confrontos da fase preliminar. O grande destaque foi o jovem atacante Alan Smith, formado nas categorias de base do Leeds, que marcou no jogo de ida em Elland Road e na volta no em Munique.

O rival na primeira fase foi o 1860 Munich, quarto colocado da Bundesliga na temporada anterior. Foto: (Clive Brunskill /Getty Images)

Porém, a missão não seria nada fácil para os ingleses na fase de grupos da competição. Em um grupo extremamente complicado, ao lado do Barcelona, Besiktas e Milan, o Leeds United teria uma missão e tanto.

Na Premier League, a equipe seguia oscilando bons e maus momentos, estando no meio da tabela da competição. A equipe seria eliminada logo na primeira fase da Copa da Liga, após perder nos pênaltis para o Tranmere Rovers, uma grande zebra.

O primeiro jogo na fase de grupos da Champions foi diante do Barcelona, no Camp Nou. Com show de Rivaldo e Kluivert, goleada catalã por 4 a 0.

Leia mais: Quando o Real Madrid ofereceu Alfredo Di Stéfano ao Manchester United

Apesar do massacre, nem tudo estava perdido, pois o Leeds teria duas partidas seguidas em casa na competição e fazendo valer sua força jogando em casa, venceu o Milan por 1 a 0 e goleou o Besiktas por 6 a 0.

Nas três partidas restantes, três empates, um 0 a 0 diante do Besiktas e duas partidas encerradas em 1 a 1 contra Milan e Barcelona. Classificação garantida para a segunda fase, eliminado os catalães, para a segunda fase.

Alan Smith foi um dos destaques do Leeds na Champions League. Foto: (Ben Radford /Getty Images)

Diferente do que ocorre atualmente, a Champions League tinha uma espécie de segunda fase de grupos, que precedia a fase de quartas de final.

Quatro grupos com quatro equipes cada, onde os dois melhores se classificavam a fase de quartas de final. Novamente o Leeds United teria um grupo complicado com Real Madrid, Lazio e Anderlecht.

Com três vitórias, duas derrotas (as duas para o Real Madrid) e um empate, o Leeds United se garantiu como segundo colocado do seu grupo, seguindo a fase de quartas de final, onde jogaria diante do Deportivo La Coruña, do brasileiro Djalminha.

Leia mais: Os maiores campeões da Champions League (Liga dos Campeões)

Após um 3 a 0 em Leeds, os ingleses foram derrotados por 2 a 0 na volta e garantiram vaga nas semifinais da Champions League, feito que o clube não conquistava desde a temporada 1969/70, quando caiu para o Celtic naquela ocasião. O rival seria novamente uma equipe espanhola, no caso o Valencia.

No confronto de ida em Elland Road, um jogo extremamente equilibrado, com boas chances para os dois lados. No jogo de volta, o Valencia foi superior o jogo inteiro, fazendo 3 a 0 no Mestalla.

Danny Mills e Rio Ferdinand desolados após a eliminação para o Valencia. Foto: (Laurence Griffiths/Getty Images)

Pela Premier League, o clube conseguiu uma ótima reação entre a 23ª e a 35ª rodada, onde permaneceu invicto e com boas chances de se classificar novamente a Champions League.

Porém, o Liverpool conseguiu a última vaga inglesa no torneio, ao lado do Manchester United e do Arsenal. Como prêmio de consolação, a equipe se garantiu na Copa da Uefa da temporada seguinte.

Sem dúvidas, o grande destaque do torneio pelo Leeds United foi Alan Smith, que marcou sete gols em 16 partidas disputadas na competição.

Outros destaques foram o lateral esquerdo Ian Harte, com quatro gols em 16 partidas e o meio-campista Lee Bowyer, com seis gols em 15 jogos.

Queda e calvário do Leeds United

O time fez uma boa campanha na temporada seguinte, onde novamente garantiu vaga na Copa da Uefa com uma quinta colocação na Premier League.

No torneio europeu, os Whites caíram para o PSV da forma mais cruel possível na quarta fase do torneio: com um gol no final da partida, jogando em Leeds.

Em 2002/03, o Leeds United começou a sentir os problemas econômicos gerados pela janela de transferências em 2000/01, necessitando vender seus principais jogadores.

Em 2003/04, a equipe foi rebaixada para a segunda divisão e em 2006/07, após ter 10 pontos deduzidos por problemas administrativos, o clube foi rebaixado à terceira divisão inglesa.

Invasão de campo após retorno do Leeds a Championship. Foto: (Michael Regan/Getty Images)

Após o retorno a Championship na temporada 2010/11, o clube jamais chegou tão perto do retorno a Premier League como nessa temporada.

Sob o comando de Marcelo “El Loco” Bielsa, os Whites tem tudo para retornar à elite do futebol inglês, onde já fizeram muita história.

Acompanhe a PL Brasil no YouTube

PL Brasil Responde #02 – Quem é maior, Manchester United ou Liverpool?