Brasileiro da Seleção vai mal e Thuram compensa noite ruim de Lautaro em vitória da Inter sobre o Benfica

5 minutos de leitura

A Inter de Milão venceu o Benfica por 1 a 0, nesta terça-feira (3), no grupo D da Champions League 2023/24. No jogo válido pela segunda rodada do campeonato, o único gol foi marcado por Marcus Thuram, em Milão.

O primeiro tempo foi equilibrado, com boas oportunidades criadas dos dois lados. O Benfica já começou a partida indo para cima dos italianos, que jogaram fechados e buscando a transição rápida ao recuperar a bola.

Primeiro tempo de chances para dois lados

Os portugueses tiveram uma grande oportunidade aos 12 minutos, quando Bah cobrou lateral mandando a bola para Aursnes, que pegou a defesa Nerazzurri desprevenida e correu em direção ao gol para mandar uma bomba, mas o goleiro Sommer fez uma grande defesa.

Uma das melhores oportunidades da Inter aconteceu já no final da primeira etapa, aos 43 minutos, quando Barella recebeu a bola e arriscou de fora da área, obrigando Trubin a mandá-la para escanteio.

Benfica some e Inter domina segunda etapa

A impressão de quem assistiu ao jogo é que a bateria do Benfica acabou no intervalo. A Inter voltou para o segundo tempo dominante, sem dar oportunidades para o adversário. Se na primeira etapa foram cinco finalizações para os italianos e três para os portugueses, na segunda foram treze para o time da casa e apenas duas para os visitantes.

De tanto tentar, o gol Nerazzurri saiu aos 17 minutos. Dumfries recebeu um belo lançamento de Barella numa jogada de contra-ataque, correu para o fundo do campo e cruzou rasteiro para Thuram fazer seu primeiro gol com a Inter e garantir a vitória.

Inter de Milão x Benfica: os destaques da partida

Marcus Thuram – 7,0

Contratado pela Inter sem custo na última janela de transferências, Thuram mostrou porque recebeu a camisa 9 do time de Milão. Em uma boa partida do goleiro Trubin – e não tão boa do companheiro Lautaro -, o francês foi decisivo e encontrou o gol que garantiu a vitória italiana. Saiu aplaudido de campo.

Lautaro Martínez – 5,0

Apesar de ter chegado diversas vezes na área – especialmente no segundo tempo -, Lautaro não foi eficiente como costuma ser com a Inter. O argentino perdeu cinco oportunidades claríssimas de gol, mandando a bola na trave duas vezes. Para sorte dele, os gols não fizeram falta, graças ao desempenho do ataque do Benfica.

Felipe Morato – 6,0

Felipe Morato foi um dos melhores jogadores do lado do Benfica, ajudando a segurar os ataques da Inter. O brasileiro venceu 14 de 20 duelos e realizou nove cortes e sete desarmes na partida.

David Neres – 4,5

Vindo de uma boa apresentação no clássico contra o Porto, David Neres, convocado por Fernando Diniz para a Seleção, não repetiu o desempenho do fim de semana. Ele tentou levar perigo ao gol da Inter, mas não conseguiu finalizar e sumiu na segunda etapa.

Arthur Cabral – sem nota

O terceiro brasileiro do Benfica entrou aos 35 minutos do segundo tempo, mas não conseguiu fazer muito para mudar o resultado. Foi responsável por uma das duas únicas finalizações dos portugueses na etapa final.

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Jornalista pela PUC-SP. Na PL Brasil, escrevo sobre futebol inglês masculino E feminino, filmes, saúde e outras aleatoriedades. Também gravo vídeos pras redes e escolhi o lado azul de Merseyside. Antes, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.