Como Lampard resolveria o problema da sua parceria com Gerrard na seleção

Dois craques brilhantes que poderiam ser o Xavi e Iniesta da Inglaterra

0
382
Como Lampard resolveria o problema da sua parceria com Gerrard na seleção

Que uma das maiores gerações do futebol inglês obteve sucesso nos clubes, mas fracassou na seleção é senso comum dentro do esporte. Um dos problemas enfrentados era a montagem do meio-campo. Para Frank Lampard, o grande problema da Inglaterra foi a ausência de um meio-campista mais marcador para atuar ao lado de Steven Gerrard na seleção.

“Olhando para trás não consigo entender por que não jogamos com três jogadores no meio-campo. Eu jogaria (além de mim e Gerrard), com Carrick, Hargreaves ou Scholes. Quando jogávamos sem um meio-campista mais marcador, eu e Gerrard tínhamos que nos preocupar para saber onde o outro estava. A pior coisa é quando você pensa duas vezes na hora de fazer uma jogada. O futebol é muito rápido”.

Enquanto Lampard entrou em campo em 106 jogos pela seleção inglesa, Gerrard chegou à marca de 114, ambos muito à frente de Paul Scholes (66), Owen Hargreaves (42) e Michael Carrick (34).

Nos grandes torneios, foram poucas as oportunidades em que Lampard e Gerrard atuaram juntos no meio-campo da Inglaterra.

A maioria das partidas que os dois jogaram lado a lado aconteceu em amistosos e eliminatórias.

Gerrard (esquerda) e Lampard (direita) foram companheiros de seleção durante anos, porém nunca convenceram (Getty Images)

Leia mais Gordon Banks, o melhor goleiro inglês (e um dos melhores do mundo) na história

Dupla mal jogou em Copas do Mundo

Em 2002, na primeira chance dos dois atuarem juntos, Gerrard foi cortado por estar se recuperando de lesão e Lampard nem foi convocado.

Quatro anos depois, em 2006, a dupla pode atuar junta, mas contou com mudanças na escalação em quase toda a campanha. Em dois jogos, Hargreaves compôs o meio e em outra partida foi a vez de Carrick realizar esse papel.

Em 2010, Gareth Barry fez a função de ”5′, menos contra os Estados Unidos em que a seleção atuou sem um meio-campista mais defensivo.

Já em 2014, Lampard e Gerrard não começaram juntos nenhuma partida da péssima campanha inglesa, que terminou na lanterna do seu grupo, com um empate e duas derrotas.

Eles atuaram apenas por 17 minutos no frustrante empate com a surpreendente Costa Rica.

Como Lampard resolveria o problema da sua parceria com Gerrard na seleção

Leia mais O dia em que Mourinho quase se tornou treinador da Inglaterra

Sem sucesso em Eurocopas

Em três edições da Eurocopa, só podemos apreciar Lampard e Gerrard na seleção inglesa em uma delas.

Na Euro 2004, o meio-campo inglês era formado por 4 jogadores, sendo Scholes, Gerrard, Lampard e Beckham.

A equipe foi eliminada por Portugal nos pênaltis nas quartas de final, mas obteve boas atuações. Metade dos 10 gols do time na campanha saíram de três dos quatro meio-campistas (Lampard (3), Scholes (1) e Gerrard (1)).

A reedição da dupla nunca aconteceu. Na Eurocopa de 2008, a Inglaterra não participou. Quatro anos depois, a dupla não atuou junto, já que Lampard estava lesionado e foi cortado da lista.

Acompanhe a PL Brasil no YouTube

Ranking #07 – Os maiores laterais direitos da história da Premier League