Clubes aprovam e presidente de LaLiga desafeto de Vini Jr vai ganhar 20 vezes mais do que o Rei da Espanha

Os clubes de LaLiga e da Segunda Divisíon, as duas primeiras divisões do futebol espanhol, aprovaram o aumento salarial de Javier Tebas, presidente da liga. O executivo pode ganhar 2 milhões de euros (R$ 10,6 milhões) a mais por ano.

Segundo a informação do jornal “El Español”, o salário de Tebas pode chegar à casa dos 5,4 milhões de euros. Apenas o Real Madrid e outro clube não identificado votaram contra a proposta.

Em levantamento feito pelo periódico, o mandatário ganhará praticamente o dobro do que a média dos jogadores da primeira divisão (2,3 milhões de euros) mais do que dez vezes em relação à média dos salários da segunda divisão (310 mil euros).

A rejeição do Real Madrid

A proposta de Tebas e da Comissão Delegada foi aprovada com o voto a favor de 40 clubes. Apenas o Real Madrid e outro clube, cujo voto foi secreto e não é conhecido, se opuseram a esse aumento salarial por meio do bônus do presidente da LaLiga.

O Real Madrid anunciou publicamente na Assembleia que rejeitaria tanto as contas da liga, por falta de transparência e detalhamento, quanto a nova remuneração de Tebas.

Vinicius Ju
(Foto: Icon Sport)

O clube merengue tem vivido momentos conturbados com o presidente da liga nos últimos meses, principalmente por conta dos casos de racismo contra seu principal astro, Vinicius Junior.

Enquanto o brasileiro dava fortes declarações sobre LaLiga ser racista e cobrava ações de superiores depois de ser vítima de racismo por torcedores do Valencia, o executivo rebatia Vinicius mais de uma vez.

Tebas chegou a dizer para para o atacante “se informar melhor” e o cutucou por não ter comparecido às reuniões que “ele mesmo solicitou” para debater sobre os casos. Vini, em réplica, afirmou que “não é amigo de Tebas para debater sobre racismo”.

Depois de dias sendo criticado, o presidente acabou por pedir desculpa ao brasileiro. Em casos anteriores, como em partida contra o Mallorca, LaLiga chegou a dizer que “estava de mãos atadas” sobre a situação.

Por que Tebas terá aumento salarial?

O salário do presidente é atualizado retroativamente para a temporada 2022/2023. Além disso, se for reeleito, essa proposta estabelece um precedente que pode multiplicar seu salário por 15 em apenas 10 anos.

Quando foi nomeado como líder máximo, ele criticou o salário de seu antecessor e o reduziu em alguns milhares de euros para 348 mil anuais. No entanto, essa disposição durou pouco tempo, e ele rapidamente começou a propor aumentos em suas variáveis.

Conforme publicado pelo El Español, o salário fixo de Tebas permanece em 2,1 milhões de euros, mas o bônus que ele recebe no final de cada temporada mudou. Até então, ele recebia até 65% desse salário fixo como bônus ligado à venda dos direitos audiovisuais.

No entanto, agora ele terá dois bônus, um quantitativo e um qualitativo. Na Assembleia Extraordinária, apenas o bônus quantitativo foi votado, o que pode fazer com que ele ganhe até 60% de seu salário fixo, ou seja, 1,31 milhões de euros, desde que se atinja 85% do Business Plan estipulado para a liga.

Agora, o salário de Tebas pode chegar a 5,47 milhões de euros por ano. Esse valor resulta dos 2,19 milhões da parte fixa, 1,97 milhões da parte qualitativa e 1,31 milhões da parte quantitativa. Essa modificação representa um aumento de até 57% em relação à sua remuneração atual.

Salário fixo de TebasBônus em variáveisSalário final
2,1 milhões de euros65% do salário fixo em direitos de transmissão (bônus quantitativo)3,36 milhões de euros
2,1 milhões de eurosBônus qualitativo (até 1,97 milhões) + bônus quantitativo (até 1,31 milhões)5,47 milhões de euros

Dependência financeira de clubes de LaLiga

O bônus mais lucrativo para Tebas em seu novo salário será o qualitativo, especificamente o bônus que não foi votado na Assembleia da LaLiga e que está sujeito ao critério subjetivo da Comissão Delegada. Entre os clubes que fazem parte dela estão Sevilla, Betis, Real Sociedad, Villarreal e Getafe. Além disso, o Atlético de Madrid possui a vice-presidência da Comissão.

Clubes aprovam e presidente de LaLiga desafeto de Vini Jr vai ganhar 20 vezes mais do que o Rei da Espanha
Foto: Icon Sport

Essa relação de dependência econômica do presidente da LaLiga com apenas alguns clubes é o ponto mais polêmico da remuneração. Decisões importantes, como a distribuição dos novos direitos audiovisuais, podem ser condicionadas pelo importante bônus que Tebas recebe com base no critério de um número específico de clubes.

Com esse novo salário, Tebas passa a ganhar mais do que a média dos presidentes das empresas do Ibex-35, com uma receita da LaLiga oito vezes menor. Além disso, os 5,47 milhões ficam muito acima dos 2,3 milhões de média que um jogador da Primeira Divisão recebe.

Salário de TebasMédia dos CEOs da Ibex-35Média dos jogadores de LaLigaMédia dos jogadores da segunda divisãoSalário de Felipe VI (rei da Espanha)
5,47 milhões de euros3,57 milhões de euros2,32 milhões de euros310 mil euros269 mil euros
Valores anuais
Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]