La Liga utiliza controversa ‘lei do acréscimo’

1 minuto de leitura

Copa do Mundo 2022 contou com a mudança na ‘lei do acréscimo’, visando mias tempo de bola rolando. Contudo, não é novidade na La Liga, que adotou a medida para a temporada 2022/23, com partidas ultrapassando os 10 minutos de acréscimos.

Em suma, a FIFA adotou uma medida para aumentar os acréscimos e repor os minutos de bola parada, sendo para atendimentos médicos, substituições, análises no VAR. Assim, muitas partidas quase chegaram aos 10 minutos de acréscimos.

Contudo, essa medida aplicada pela FIFA no mundial, estava sendo utilizada pela Comissão Técnica de Árbitros da RFEF na La Liga. A saber, as 14 rodadas disputadas antes da pausa para a Copa do Mundo, somam um total de 1.205 minutos de acréscimos. “Nesta temporada vamos conseguir chegar aos 15 minutos de acréscimos”, afirmou o chefe de arbitragem Luis Medina Cantalejo.

A ideia de Cantalejo é evitar as perdas de tempo nos jogos e garantir o espetáculo para o público. Contudo, vem sendo criticada por alguns jogadores e técnicos. Afinal, os riscos de lesões aumentam, além do cansaço muscular com o curto período para a recuperação do atleta.

Média alta de acréscimos na La Liga

O jornal espanhol Marca analisou a média das 14 rodadas disputadas na La Liga. A saber, todas chegam na casa dos 7 minutos, com a 2ª e 5ª rodada ultrapassando a média de 10 minutos de acréscimos. O total é de 8,6 minutos de acréscimos por jogo, com 1.205 minutos a mais de bola rolando.

Além disso, o Marca analisou os resultados das partidas com mais acréscimos na La Liga. A saber, dos 13 jogos analisados pelo jornal, três mudaram o placar após os 90 minutos regulamentares, sendo um empate em 1 x 1 para o Girona contra o Mallorca, o Real Madrid ampliando para 3 x 1 contra o Espanyol e o Cádiz garantindo a vitória por 3 x 2 contra o Atlético de Madrid.

Entre as 20 equipes que disputam a La Liga, o Getafe foi o mais afetado pela nova ‘lei dos acréscimos’. A saber, a equipe jogou 136 minutos a mais. Aliás, o top-3 também conta com Girona Sevilla, com 132 e 130 minutos de acréscimos. O trio disputa a permanência na primeira divisão e vem apresentando estilo de jogo intenso. Enquanto o menos afetado pela regra é o líder Barcelona, com 101 minutos a mais em campo.

Árbitros da La Liga com mais minutos de acréscimos

Por fim, o portal Marca também analisou os árbitros que mais acrescentaram minutos nas partidas, sendo chamados de ‘reis do relógio’. A saber, Hernández Hernández lidera o ranking com média de 10,3 minutos de acréscimos por jogo. Contudo, comandou apenas seis partidas, a frente apenas de Pizarro Gómez, que apitou quatro jogos.

Por outro lado, analisando o árbitro com a somatória de acréscimos, o líder do ranking é González Fuertes, com oito jogos e 79 minutos a mais nas partidas.

Gabriel Lemes
Gabriel Lemes

Me formei em Jornalismo pela Univap em 2019 e sou redator da PL Brasil. Já escrevi para o Quinto Quarto, Minha Torcida, Futebol na Veia e Portal Famosos.