Premier League confirma ‘erro humano óbvio e claro’ do VAR e Klopp detona arbitragem de Liverpool x Tottenham

7 minutos de leitura

O treinador do Liverpool, Jürgen Klopp, soltou o verbo na entrevista coletiva após a derrota diante do Tottenham, neste sábado (30), pela Premier League. Os Spurs venceram por 2 a 1 com um gol contra de Joel Matip no último lance — antes, Son e Gakpo haviam marcado para as equipes.

O jogo, no entanto, ficou marcado pelo protagonismo do VAR e da arbitragem de Simon Hooper. Eles foram os responsáveis por anular um gol legal de Luis Diaz e expulsar dois jogadores do Liverpool, o que revoltou Klopp.

Eu nunca vi um jogo com essa quantidade de decisões injustas (da arbitragem). Isso me deixa orgulhoso do meu time — garantiu Klopp.

A principal reclamação diz respeito ao gol de Diaz. O colombiano foi lançado por Salah nas costas da defesa e bateu cruzado para abrir o placar. No entanto, o gol foi anulado pelo auxiliar em campo e a decisão foi chancelada pelo VAR, em poucos segundos, embora as câmeras do replay mostrassem um lance inconclusivo. Pela câmera da TV, o colombiano parecia mais longe da linha de fundo que o zagueiro Van de Ven, o último homem do Tottenham.

A anulação gerou uma forte reação nas redes sociais, principalmente dos torcedores do Liverpool. Afinal, a entidade não forneceu uma imagem que comprovasse o impedimento de Diaz, com as chamadas linhas do VAR. As emissoras que transmitem oficialmente a liga, tanto no Brasil quanto na Inglaterra, informaram que não tiveram acesso ao ângulo usado pela arbitragem para decretar o impedimento.

A imagem confirma que não estava impedido. Um auxiliar já havia me mostrado logo no intervalo. E, no jogo, também deu para ver claramente que não estava impedido. Para vocês é engraçado, mas para mim é apenas caro — desabafou o treinador alemão.

O jogo ainda se desenrolou com mais reclamações dos Reds, que terminaram o jogo com outros cinco cartões amarelos. Dois deles, aplicados num espaço de dois minutos, culminaram na expulsão de Diogo Jota. A primeira punição do português também teve mais reclamações, já que o lance pareceu mais um tropeço de Udogie nas próprias pernas do que uma falta grave de Jota.

Segundo a imprensa inglesa, o oficial do VAR, Darren England, erroneamente pensou que o gol de Díaz havia sido validado e disse ao árbitro para manter a decisão de campo.

Klopp não entra em teorias e elogia atuação do Liverpool

Klopp não quis fomentar uma teoria da conspiração ou reclamar de um prejuízo sistemático causado pela arbitragem. Mesmo assim, deixou claro o quanto se sentiu prejudicado pelas decisões equivocadas de Hooper e sua equipe durante a partida.

Precisamos obviamente confiar nos processos. Não temos que tornar maior do que é. Claro que é um erro, mas eles devem ter uma explicação. Não posso culpar o árbitro pelo impedimento, embora muitas coisas aconteceram no jogo que deixaram nossa vida muito difícil — afirmou ele.

Comissão de arbitragem admite ‘erro humano óbvio e claro’ no VAR

Cerca de uma hora após o fim da partida, a Professional Game Match Officials Board (PGMOL), comissão responsável pela arbitragem da Premier League, soltou um comunicado onde confessa o erro na anulação do gol de Diaz.

PGMOL reconhece um erro humano significativo durante o primeiro tempo de Tottenham x Liverpool. O gol de Luis Diaz foi anulado por impedimento pelo auxiliar em campo. Isso foi um erro claro e óbvio e deveria ter resultado na validação do gol via intervenção do VAR, mas o VAR falhou em intervir. PGMOL irá conduzir uma investigação nas circunstâncias para entender o que levou ao erro — diz a nota.

Jürgen Klopp ainda teve tempo de reagir imediatamente após o comunicado da PGMOL.

Nós não vamos ganhar pontos por isso, então não ajuda. Ninguém espera 100% de acerto nas decisões mas nós pensávamos que, com o VAR, as coisas seriam mais fáceis. A decisão mudou o jogo — declarou o treinador.

Diogo Magri
Diogo Magri

Jornalista nascido em Campinas, morador de São Paulo e formado pela ECA-USP. Subcoordenador da PL Brasil desde 2023. Cobri Copa América, Copa do Mundo e Olimpíadas no EL PAÍS, eleições nacionais na Revista Veja e fui editor de conteúdo nas redes sociais do Futebol Globo CBN.

Contato: [email protected]