Ex-Liverpool, Klopp é desejo de Tim Howard para seleção dos Estados Unidos

5 minutos de leitura

O agora ex-técnico do Liverpool, Jürgen Klopp aproveita seu momento de férias e ainda não deu pistas sobre um possível retorno ao futebol. Mesmo assim, seu nome segue sendo colocado nas conversas para diversos clubes e seleções.

Agora, foi a vez de Tim Howard, ex-goleiro e ídolo do Everton, clamar pelo alemão. Em sua coluna no jornal inglês “Daily Mail”, Howard disse que quer Klopp treinando a seleção dos Estados Unidos e faria o que for possível para que isso acontecesse.

Do Liverpool à seleção?

Em sua coluna, Howard analisou a eliminação dos Estados Unidos na fase de grupos da Copa América. Apesar da boa geração que tem, o país performou abaixo das expectativas e, segundo o ex-goleiro, precisa de um novo treinador.

— Estou disposto a ajudar meu país de qualquer maneira que puder. Então, se eu estivesse no comando da Federação de Futebol dos Estados Unidos agora, estaria a caminho do aeroporto. Por quê? Porque acredito que poderia fazer um argumento muito convincente para que Jurgen Klopp assumisse a seleção dos Estados Unidos — começou o americano.

Klopp Liverpool arrependimento
Klopp, ex-técnico do Liverpool (Foto: Icon Sport)

Segundo o ídolo dos Toffees, depois da eliminação americana ao perder para o Uruguai, ele mesmo vai viajar à Espanha, onde o treinador está, para convencê-lo pessoalmente.

— Sei que Klopp está aposentado há poucas semanas e sei que ele quer uma pausa. Mas se sentássemos em sua vila na Espanha, acho que poderia atraí-lo para cá. Com certeza.

Dinheiro não será uma questão, de acordo com Howard. Então sua linha de argumentação vai pelo campo: o alemão teria jovem grupo de jogadores que pode jogar um futebol progressivo e ofensivo. “E em dois anos ele poderá ir para a maior Copa do Mundo da história”, disse.

As dicas de Howard para convencer Klopp

O fato do alemão ter deixado o Liverpool para descansar é levado em consideração. Howard entende que, por se tratar de futebol de seleções, não há necessidade de estar no campo treinando todos os dias. E o técnico nem precisaria se preocupar com a qualificação — uma vez que os Estados Unidos serão país sede.

Por outro lado, ele entende que o cargo também é arriscado. Isso porque, para o ex-goleiro, alguns treinadores poderão ver os EUA como “um dia de pagamento garantido e uma vida confortável”.

Soccer: 2021 Florida Cup International Club Soccer-Everton at Millonarios
Tim Howard fez história pelo Everton (Foto: IconSports)

— Portanto, você não pode simplesmente contratar qualquer grande treinador. Você precisa de alguém com altas expectativas, uma visão clara e um caminho claro. Alguém que seja exigente consigo mesmo e com sua equipe. Alguém como Jurgen Klopp — disse.

Howard termina seu relato no jornal inglês apaziguando a situação com o atual treinador Gregg Berhalter, antigo zagueiro da seleção. Mas entende que ele não deve ficar para o ciclo até a Copa do Mundo.

— Eu gosto do Gregg. Mas é muito difícil para um técnico liderar por mais de um ciclo de Copa do Mundo. Então, talvez esteja na hora da Federação de Futebol dos Estados Unidos procurar outro lugar. Vou colocar minha sunga na mala e ir para a Espanha. É só me dar um toque.

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]