Kevin Keegan: duas vezes melhor do mundo jogando fora da Inglaterra

Atacante é um dos quatro ingleses vencedores do Ballon d’Or e o único que conquistou atuando fora do Reino Unido

0
312
Kevin Keegan: duas vezes melhor do mundo jogando fora da Inglaterra
Kevin Keegan, Hamburgo

O que nem todos sabem é que um inglês já brilhou com intensidade no futebol alemão, não apenas deixando sua marca em solo germânico, mas também causando um impacto no cenário do futebol mundial. A estrela que cintilou mais forte do que todas as outras nas temporadas de 1978 e 1979 foi batizada de Kevin Keegan.

Início de Kevin Keegan e anos vitoriosos

Kevin Keegan
Kevin Keegan esteve no Liverpool entre 1971 e 1977, time pelo qual foi campeão inglês e também atingiu a maior conquista da Europa. (Foto: Liverpool FC / Twitter)

O atacante começou sua carreira no Scunthorpe em 1968, quando foi elevado ao profissional depois de ter atuado pela base do clube. Deixou o time em 1971 rumo ao Liverpool, onde teve sua passagem mais longa e marcante com a camisa de uma equipe inglesa.

Com os Reds, Keegan foi campeão em diversas oportunidades. Esteve no grupo durante a conquista do Campeonato Inglês nas temporadas 1972/73, 1975/76 e 1976/77. Também fazia parte do elenco vencedor da Liga dos Campeões de 1976/77, havendo feito na campanha quatro gols e dando uma assistência na final contra o Borussia M’gladbach.

Leia mais: Divock Origi: de promessa do Lille a herói do Liverpool

O jogador de ouro do Hamburgo

Kevin Keegan - Hamburgo SV
Kevin Keegan teve no Hamburger SV a sua melhor fase individual, se qualificando para ser chamado de um dos melhores do mundo e tornando sua presença na seleção cada vez mais inquestionável. (Foto: Getty Images)

Depois de conquistar a Europa por um time inglês, Keegan acabou por se desprender da cidade de Liverpool para firmar base em uma região “desconhecida”. Pelo valor de 500 mil euros, Keegan deixou a Inglaterra para atuar pelo Hamburgo.

Foram três anos em solo germânico, havendo feito na 1ª temporada (1977/78) dez gols em 32 duas partidas disputadas. O clube finalizou na 10ª colocação dentro da liga e foi atropelado na final da Supertaça Europeia ao levar 6 a 0 contra o Liverpool, ex-clube de Kevin. O início não tão promissor foi apenas um trampolim para feitos que ficariam marcados na história.

A segunda metade de 1978 mostrou-se mais promissora para o jogador e seu clube. Em 16 partidas da liga, o Hamburgo venceu 10, incluindo um 5 a 0 sobre o Borussia Dortmund em que Keegan marcou um de seus 17 gols na temporada. O jogador foi essencial para uma arrancada que culminou no título da competição que se finalizou em junho de 1979.

O inglês foi peça-chave para encerrar a seca de quase 20 anos sem o título da principal competição da Alemanha. No ano seguinte ainda teria atingido junto com o clube a vice-liderança, ficando apenas dois pontos atrás do campeão Bayern de Munique.

Leia mais: 10 jogadores da Bundesliga que a Premier League deveria ficar de olho

A temporada 1979/80 pode não ter finalizado com o título, mas muito foi construído naquela temporada. O Hamburgo também foi vice-campeão da Liga dos Campeões, perdendo para o Nottingham Forest. Em números, a temporada de Keegan esteve abaixo da anterior, mas sua importância não diminuiu durante a campanha.

Keegan deixou a Alemanha em junho de 1980, mas não sem antes ter mostrado sua importância para o Hamburgo. Nesse período ganhou duas vezes o título de melhor do mundo pela revista France Football e auxiliou seu time a adquirir uma mentalidade vencedora. Após sua saída, o time alemão conquistou em três anos um bicampeonato da liga doméstica e a Liga dos Campeões.

Volta à Inglaterra e final de carreira

Kevin Keegan - Southampton
No Southampton, Kevin foi artilheiro da Primeira Divisão e, apesar da lesão da qual se recuperava, era a estrela da seleção da Inglaterra na Copa de 1982. (Foto: Getty Images).

Por 600 mil euros, Kevin voltou para a Inglaterra. Desta vez estabelecendo-se no sul do país para jogar pelo Southampton. Foi artilheiro em sua última época pelos Saints ao marcar 26 gols no Campeonato Inglês. Ficou até 1982 no clube, mesmo ano em que participou de sua única Copa do Mundo.

Foi também em 1982 que Keegan se juntou ao Newcastle para disputar suas duas últimas temporadas em solo inglês antes de viajar para Malásia e Austrália até finalmente terminar sua carreira.

Após ter deixado os gramados como jogador, Keegan apostou em sua profissionalização como técnico. Sua passagem mais duradoura na função de manager foi no Newcastle, onde conseguiu o título da 2ª Divisão em 1992/1993.

Teve passagens também marcantes como treinador pelo Fulham, em que foi campeão da 3ª Divisão em 1998/99, e no Manchester City, onde foi vencedor da 2ª Divisão em 2001/02. Keegan chegou a treinar a seleção por um período curto de tempo, entre 1999 e 2000.

Seu último trabalho como técnico foi no Newcastle, em 2008. Keegan construiu uma carreira consolidada dentro e fora de campo, sendo um dos atacantes mais bem-sucedidos da Inglaterra. É o maior ganhador do Ballon d’Or do país bretão e a questão que fica é: seria Kevin Keegan o maior inglês de todos os tempos?

Leia mais: Os últimos treinadores ingleses das equipes do “Big Six”
Kevin Keegan - Hamburgo SV
Kevin Keegan é um dos maiores nomes da história do Hamburger SV, ajudou a tirar o clube de uma grande seca de títulos e foi essencial na campanha do vice-campeonato da Champions League. (Foto: Colorsport REX)