Júnior Brumado almeja sucesso no Midtjylland: “Quero ser campeão da Superliga e da Copa”

Júnior Brumado almeja sucesso no Midtjylland: “Quero ser campeão da Superliga e da Copa”
Júnior Brumado com a camisa do Midtjylland. Foto: Divulgação/Instagram

De antemão, o convidado do “BR´S pela Europa” dessa semana, é o centroavante Júnior Brumado, atleta que veste as cores do Midtjylland (DIN). Em entrevista exclusiva à PL Brasil, o jogador falou sobre seus primeiros passos na carreira pelo Bahia, objetivos e fase na Europa.

Em suma, nos últimos anos, vem sido recorrente um alto número de atletas brasileiros jovens que estão trocando o futebol nacional pelo europeu. Afinal, por ser o esporte mais popular do mundo, o mercado internacional acaba se tornando bastante atrativo.

Calçando as chuteiras

A principio, José Francisco dos Santos Júnior, ou “Júnior Brumado” como é mais conhecido, é natural de Brumado, cidade do interior da Bahia. Assim, aos 22 anos, deu inicio a carreira de jogador em uma escolinha de futebol chamada Ajax.

“Comecei na escolinha de futebol do Zé  Everaldo, o nome era Ajax, foi o meu primeiro técnico, um grande incentivador, me ajudou muito. Desde pequeno tinha esse sonho de ser profissional. Quando criança eu gostava de ficar jogando com caroço de feijão e outras coisas”.

Idolatria ao Imperador

Fã de Adriano Imperador, Júnior assim como o ex-camisa 9 de clubes como Flamengo, Internazionale (ITA) e Corinthians, costumar atuar dentro de campo com um objeto diferente das chuteiras e uniforme.

“Quando eu criança, gostava muito do Adriano Imperador. Conheci ele na Internazionale, e daí ele começou a usar uma faixa, tipoia na mão, e desde então eu também só jogo assim. Se eu jogar sem o esparadrapo fico sentindo a falta de algo”.

Primeiros percalços de Júnior Brumado

Porém, o caminho do jogador até o nível profissional não foi fácil, como o mesmo diz, na fase infantil para juvenil os problemas disciplinares acabaram o atrapalhando, mas com o tempo, ele conseguiu mudar o seu comportamento, dando a volta por cima.

“Quando eu estava no Cruzeiro com 13 para 14 anos, eu era bastante rebelde, não me cuidava e isso atrapalhava muito o meu desenvolvimento. Quem me ajudou a corrigir isso foi o Careca (ex-Cruzeiro), me aconselhou demais. Outra dificuldade foi na minha primeira semana no Bahia que também foi difícil, porque eu estava acostumado com uma situação estrutural totalmente diferente no Cruzeiro, foi um choque momentâneo. Com o tempo fui amadurecendo, mudando a cabeça”.

Problemas no Bahia

No Esquadrão inclusive, Brumado era visto como uma grande promessa na equipe de juniores. E, logo, com 17 para 18 anos, foi promovido para o time profissional, mas problemas internos com o técnico Enderson Moreira e cobranças injustas segundo o próprio, minaram seu espaço no Tricolor. Sendo esses, alguns dos motivos que o levaram a aceitar trocar o clube pelo Midtjylland em 2019, por cerca de R$ 9,5 milhões.

“Foi muito rápido (interesse do Midtjylland). Em primeiro lugar, eles queriam o empréstimo, mas logo depois já ofereceram a proposta de compra, então não tive muito tempo para pensar. Eu já estava desgastado internamente no Bahia com algumas pessoas, houve uma situação com o técnico Enderson Moreira que ele me sacou do time logo em um jogo contra o Flamengo. Isso afetou a minha confiança e desempenho, me desanimou, então quando chegou o interesse, pensei em ir respirar novos ares”.

Júnior Brumado almeja sucesso no Midtjylland: "Quero ser campeão da Superliga e da Copa"
Júnior Brumado com a camisa do Bahia. Foto: Divulgação/Instagram

Júnior Brumado e seu início na Dinamarca

Tendo sido contrato como o principal nome juvenil, o atleta teve alguns empecilhos no começo referente ao idioma dinamarquês e também com o nível de intensidade do futebol nacional.

“Quando eu cheguei o Evander já estava, então me ajudou bastante, me recepcionou bem, no próprio idioma, ia lá traduzia para mim. A cultura do futebol aqui é diferente demais, outra intensidade, foi até algo que atrapalhou nesse meu começo por estar acostumado com outro ritmo no Brasil. No Bahia eu corria 7, 8 quilômetros, aqui eu faço 10,11, para um atacante? É muita coisa. Aqui a comissão técnica avalia muito os números também para poder fazer os treinamentos, o nível tático é diferente”.

“Boas vindas”

Vale dizer, que o centroavante acabou tendo que pagar o famoso “trote” quando chegou a Dinamarca. Assim, os colegas de time trataram de dar uma tarefa ao brasileiro.

QUANDO EU CHEGUEI, pensei que TERIA moral, que nada. logo no começo o capitão do time já falou que as responsabilidades de encher as bolas seria minha, teve essa resenha”.

Período emprestado

Além disso, demorou para receber oportunidades em campo, devido a falta de adaptação, o que acabou fazendo com que ele fosse emprestado para o Silkeborg (DIN). Mas, esse período foi importante devido ao fato de ter dado mais experiência ao jogador dentro das quatro linhas.

“No meu primeiro ano fiquei quatro meses sem ser relacionado para uma partida, por não estar adaptado ao nível do futebol daqui, e não podia jogar sem confiança. Aos poucos, fui recebendo oportunidades, mas ainda sem deslanchar. Pouco tempo depois, fui emprestado para o Silkeborg, ganhei uma sequência de nove jogos que ajudou na minha motivação, e no meu retorno ao Midtjylland voltei diferente, fiz gol nos play-offs da Champions League contra o Ludogorets (BUL). aos poucos fui conquistando o meu espaço, ainda teve alguns problemas com lesões no caminho”.

Gratidão ao Silkeborg

Em dois anos pelo clube dinamarquês, Júnior se diz habituado o estilo do futebol europeu, e a maneira como as pessoas no país nórdico levam a vida. Pois, sendo considerado uma das melhores nações para se viver tanto na Europa quanto no mundo, a única dificuldade de Brumado ainda é com relação as baixas temperaturas do clima.

“O Silkeborg ajudou demais no meu amadurecimento como jogador. Usava desculpas para não enxergar os erros, mas o técnico Kent Nielsen me orientava, incentivava, nunca me deixou desistir, então esse empréstimo foi fundamental na minha fase aqui na Dinamarca”.

Júnior Brumado almeja sucesso no Midtjylland: "Quero ser campeão da Superliga e da Copa"
Júnior Brumado com a camisa do Silkeborg. Foto: Divulgação/Instagram

Começando com o “pé esquerdo”

A princípio, na temporada 2021/22, Júnior acabou tendo algumas lesões que interromperam sua sequência positiva de jogos. Porém, após vir ao Brasil para se recuperar, o atleta já está de volta ao gramados.

“Eu tive um problema nos ligamentos do tornozelo, rompi dois ligamentos após uma boa sequência de jogos. Com isso, resolvi ir para o Brasil para tratar a lesão aí, banquei todos os custos e agora já estou na fase final da recuperação”.

Júnior Brumado e o Football Club Midtjylland

Fundado em 1999, o Football Club Midtjylland é um clube jovem da Dinamarca. E, com apenas 22 anos de existência, possui três títulos da Superliga Dinamarquesa e uma Copa nacional. Mesmo assim, vem se tornando figura constante em competições europeias desde play-offs de Champions League a participações na fase de grupos da Europa League.

“Aqui não tem muita mordomia, entende? Em 2025 um novo Centro de Treinamento será inaugurado, tudo de primeira categoria. Na minha vida, a melhor estrutura de clube que eu trabalhei no momento foi o Fazendão, no Bahia, até porque aqui na Dinamarca, o futebol não é o principal esporte, é diferente”.

Fome de taças

Sendo o atual campeão da Superliga, o Midtjylland lidera a edição de 2021/22 com folga sobre os rivais, e esse poderá ser o “primeiro” título de Brumado pela equipe. Já que durante a campanha do último troféu, o brasileiro acabou sendo emprestado. Assim, ele realizaria um dos seus objetivos na temporada. Pois, o jogador sonha em conseguir a dobradinha, conquistando o torneio de pontos corridos e a copa nacional.

“Quando o clube foi campeão eu já estava no Silkeborg, mas tinha atuado na primeira metade do campeonato no Midtjylland. Porém, eu não me considero 100% campeão, porque eu não fiz todo ciclo da campanha, então atualmente o meu desafio é conseguir a dobradinha no clube, ser campeão da Superliga e da Copa”.

Júnior Brumado almeja sucesso no Midtjylland: "Quero ser campeão da Superliga e da Copa"
Júnior Brumado com o troféu da Superliga da Dinamarca. Foto: Divulgação/Instagram

Relação com a torcida

Além das competições nacionais, o Midtjylland está em 3º lugar no Grupo F da Europa League com oito pontos, ao lado do Braga (POR), Estrela Vermelha (SERV) e Ludogorets (BUL).

Por ainda ter pouca tradição e não estar localizado na capital do país, o time não possui grande legião de torcedores, mas a cidade de Herning tem abraçado a equipe e frequentam a MCH Arena nos dias de jogos.

“É um clube novo, e que vem crescendo bastante nos últimos anos, conquistando títulos importantes, então os mais jovens da cidade passaram a apoiar e incentivar mais. No estádio tem a parte da torcida comum e dos ultras, é muito importante o apoio deles”.

Brazucas dominam o vestiário

O bom momento do time em campo pode ser explicado devido a união do elenco. Afinal, são seis atletas brasileiros que compões o plantel, o que até facilita o entrosamento dentro de campo.

“Eu sou o mais brincalhão, o Paulinho bagunça também, Juninho (ex-Bahia), Marrony (ex-Atlético e Vasco). É a nossa cultura, ter essa felicidade no rosto né? O cara que eu mais tenho proximidade é o Paulinho. Por outro lado, quando eu cheguei tinha alguns atletas africanos que também são gente boa demais”.

Fase goleadora

Não por isso, essa está sendo a temporada mais goleadora de Júnior Brumado no Midtjylland. Ao todo, em 19 jogos ele marcou sete gols e deu outras três assistências.

“Coube a mim entender como funcionava a Superliga, e o futebol nacional, entende? A minha adaptação melhorou, o clube me ajudou, então me sinto em casa agora, e estou conseguindo corresponder dentro de campo, sempre quero mais”.

Júnior Brumado e sua marca inquebrável

O camisa 74 também protagonizou dois momentos importantes na história do jovem clube. Em primeiro lugar, ele marcou o gol de número 700 da MCH Arena, em partida que fez mais dois e ainda deixou o dele na goleada no clássico contra o Copenhagen FC.

“Pra mim não foi o meu melhor jogo apesar do hat-trick, fiquei muito feliz nesse dia, fazer três gols é bom demais, espero que aconteça outras vezes. Contudo, a partida que eu sai de campo mais satisfeito foi no clássico contra o Copenhague que vencemos por 4 x 1”.

“Obrigado, pai”

Após anotar o seu primeiro hat-trick, Brumado dedicou os gols ao seu pai que segundo o atleta sempre esteve ao seu lado e nunca tinha visto um jogo do filho.

“Eu tenho quatro anos como jogador profissional, e o meu pai nunca tinha me visto marcar um gol no estádio, só pela televisão. Quando ele chegou a ir, tive os problemas que eu já citei, então na noite do hat-trick foi a primeira vez, e logo de cara, fiz logo três, por isso dediquei a ele, pelo momento especial”.

Júnior Brumado almeja sucesso no Midtjylland: "Quero ser campeão da Superliga e da Copa"
Júnior Brumado comemorando um dos gols no hat-trick. Foto: Divulgação/Instagram

Relação com o Mister

Essa boa fase em campo, também pode ser creditada ao técnico Bo Henriksen. Pois, a relação entre o brasileiro e o treinador é saudável, sendo o dinamarquês um incentivador ao centroavante. 

“é um cara muito brincalhão, foi jogador também. Então, já me passou dicas, pediu paciência, me deixa a vontade tanto nos treinos quanto dentro de campo nos jogos, ele tem o dom de incentivar todo o time, é contagiante”.

Seleção Brasileira

Por fim, Júnior Brumado tem como objetivos principais ganhar tudo pelo Midtjylland na temporada e futuramente a tão sonhada convocação para a Seleção Brasileira. Vale dizer, que o centroavante possui passagens pela equipe Sub-20 da Amarelinha.

“A principal (meta) é ser campeão da Superliga e da Copa conseguindo ser artilheiro. Mas sem pressão, me sinto bastante tranquilo em relação a isso, sei que com o tempo tudo se ajeita. A Seleção é um sonho futuro, quando eu estiver mais maturado, em um nível maior. Não é fácil, mas também não é impossível”.

Veja abaixo, o recado especial de Júnior Brumado para o Brasil:

“Fala galera, sou Júnior Brumado, tenho 22 anos, sou de Brumado, por isso o apelido. 100% baiano e apaixonado pela minha cidade, um abraço especial para o Brasil e para Brumado”. 

Júnior Brumado almeja sucesso no Midtjylland: "Quero ser campeão da Superliga e da Copa"
Júnior Brumado com a camisa do Midtjylland. Foto: Divulgação/Instagram
Artigo anteriorPalpite, Prognóstico e Odds para Fulham x Bournemouth FC – 03/12 
Próximo artigoRennes x Lille – Melhores momentos e resultado
Estudante de jornalismo que sonha em trabalhar nos maiores eventos esportivos do mundo. E, assim, ser referência na área. Meu principal objetivo é ser correspondente internacional em Londres. Sou fascinado por futebol, e como o esporte influencia às pessoas, e o mundo. Não me limito apenas a assistir, mas a consumir em sua totalidade, estudando e entendendo regras, conceitos, histórias e tudo que envolve o mundo das quatro linhas. No entanto, gosto de acompanhar outras modalidades, como: Basquete, Surf, Futebol Americano, Hóquei, Tênis, dentre tantas outras. Junto isso, tenho o amor pela leitura e a escrita como minhas aliadas na hora de passar para os meus textos, todas as sensações e emoções que estou sentindo, ao lado de informações relevantes com apuração precisa. Seja bem-vindo (a)!