Jovem atacante promissor assina com Blackburn

Conseguir seu primeiro contrato profissional é uma das maiores conquistas para um jogador de futebol, pois é o primeiro passo para firmar seu nome no esporte. Nesse sentido, o atacante Harrison Wood conseguiu realizar esse sonho aos 17 anos. O atleta firmou um contrato de 2 anos com o Blackburn, clube onde faz parte da base desde criança.

Sobretudo, o atacante é mais um dos jovens promissores do sub-18 que firmam acordo profissional com os Rovers. Assim, se junta a Patrick Gamble, que também assinou seu primeiro contrato a alguns dias.

Dessa forma, o jogador inglês, que pode jogar em várias posições do último terço do campo, é mais uma das peças do novo projeto do Blackburn. O clube visa dar mais oportunidades a jovens jogadores e, em especial, os promovidos de sua categoria de base.

Sobre Harrison Wood

Para contexto, o jovem jogador de 2004 está na Blackburn Academy a mais de uma década e foi a estrela da campanha dos Rovers na FA Youth Cup da última temporada, anotando 3 gols. Inclusive, o jogador, que atuava principalmente pelo sub-18, teve algumas oportunidades no sub-23, até mesmo marcando gol em sua primeira partida como titular.

Assim, ao final da temporada, Wood anotou 11 gols e deu 5 assistências nas 24 partidas que atuou.

Em entrevista ao canal oficial do clube, o jovem não escondeu a sua alegria em assinar o contrato: 

“É um momento imenso para mim e minha família. Estou no clube a 11 anos, então é um sonho se tornando realidade me tornar profissional”.

O jogador, que alega ter tido 21/22 como a melhor temporada de sua vida, ainda completou: “Eu amei estrear e marcar no meu primeiro início. Foi maravilhoso e eu não posso esperar pela próxima temporada no sub-23. Pessoalmente, marcar em Ewood Park foi o melhor momento que tive nos 11 anos que estive aqui.”

Foto: Reprodução/Blackburn

Por fim, o jogador compreende a dificuldade que será conseguir seus minutos no elenco principal, mas promete continuar melhorando para conseguir fazer uma carreira pelos Rovers. Inclusive, com um treinador como Jon Dahl Tomasson, um excelente atacante em seus tempos de jogador e com Ben Brereton Díaz como possível tutor, a “jovem promessa” tem inspirações de sobra para atingir os níveis esperados, dado seu potencial.

Por último, com certeza o futuro parece ser próspero em Ewood Park. Com um projeto ousado, o Blackburn pretende contornar a sua difícil situação financeira apostando em quem conhece o clube como poucos, as crias da casa.