‘Pinóquio’: jornal de Valencia ataca Vinicius Junior após depoimento

2 minutos de leitura

O “Superdeporte”, de Valencia, chocou os fãs do futebol ao chamar Vinicius Junior de pinóquio na capa da edição física desta sexta-feira (6). O veículo acusa o atacante do Real Madrid ter mentido para a Justiça ao dizer que houve insultos racistas na partida do dia 21 de maio, no Mestalla.

Nesta quinta-feira (5), Vinicius Junior se apresentou a um tribunal de Madrid para depor sobre os ocorridos no jogo contra o Valencia. O craque brasileiro reafirmou que foi alvo de ofensas racistas na ocasião. A partida terminou 1 a 0 para os donos da casa, mas chegou a ser interrompida por alguns minutos após os asquerosos gritos contra o camisa 7. O atacante ainda foi expulso.

Na versão do “Superdeporte”, Vincius Junior reconheceu no tribunal ter provocado a torcida, mas mentiu ao alegar que houve um comportamento racista do Mestalla no geral. De acordo com o jornal, os torcedores teriam gritado apenas “tolo, tolo” e que as imagens teriam sido manipuladas.

Jornal acusa Vinicius Junior de ‘mentir deliberadamente'

Em seu site, o “Superdeporte” contestou a colocação de Vini Jr. ao afirmar que foi alvo de ofensas racistas. O jornal negou que o estádio tenha tido uma postura racista contra o jogador.

 — O jogador do Real Madrid não hesitou em insistir que todo o estádio Mestalla teve um comportamento racista contra ele. Vale lembrar que vídeos com cantos de outros hobbies foram manipulados e incluíam imagens de Mestalla. Gritos que diziam claramente “tolo, tolo” também foram legendados como “macaco, macaco” e foram dirigidos a Vínicius quando ele fez gestos em direção às arquibancadas desejando que o Valencia CF fosse rebaixado para a segunda divisão. Assim, Vinícius comete perjúrio ao mentir deliberadamente ao afirmar que todo o estádio proferiu insultos racistas contra ele–, publicou o “Superdeporte”.

De acordo com a agência de notícias EFE, o julgamento contou com a presença dos três jovens que foram identificados e proibidos de acessarem o Mestalla para sempre. Vinicius Junior pretende seguir com ação por ter a certeza que foi vítima no episódio.

Valencia quer que Vinicius Junior se desculpe

Durante o dia, o time espanhol publicou um comunicado oficial controverso. O Valencia criticou o depoimento de Vinicius Junior, exigiu uma retificação e alegou que o racismo não pode ser “combatido com mentiras”.

Em relação à informação publicada sobre a declaração prestada em tribunal pelo jogador de futebol Vinícius Jr., afirmando que todo o estádio Mestalla o lançou insultos racistas no jogo entre Valencia CF e Real Madrid CF na temporada passada, o Clube deseja manifestar a sua surpresa, rejeição e indignação.

Como o próprio treinador Carlo Ancelotti reconheceu publicamente, em nenhum caso o comportamento pode ser generalizado a todo o estádio do Mestalla.

O Clube tem plena consciência da gravidade deste assunto. O racismo não tem lugar no futebol nem na sociedade, mas não pode ser combatido com falácias ou mentiras infundadas. Esta questão exige o envolvimento de todos e o Valencia CF entende que deve ser escrupulosamente preciso e responsável neste tipo de manifestações.

Os torcedores do Valencia não podem ser classificados como racistas e o Valencia CF exige que Vinicius Jr. retifique publicamente a sua alegada declaração esta manhã.

Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.