Comida nigeriana e mais: os segredos surpreendentes por trás dos recordes de resistência do ‘fenômeno’ Saka

7 minutos de leitura

Bukayo Saka se transformou em um dos principais jogadores do Arsenal nos últimos anos. Saiu de um ala pela esquerda, quase que lateral, para um ponta muito perigoso pela direita. E além das suas habilidades com a bola, outra coisa é crucial para o seu desenvolvimento: sua disponibilidade.

Com apenas 22 anos, Saka é um jogador que está apto em todas as partidas, mesmo com características da posição que envolvem grande velocidade, explosão e exige capacidade física nos trincos. E essa disponibilidade já virou recorde.

O jogo dos Gunners contra o Tottenham, neste fim de semana, marcará sua 86ª aparição consecutiva na liga – a mais longa sequência de jogos consecutivos de qualquer jogador do Arsenal na história da Premier League. Como isso é possível?

Culinária nigeriana da mãe e disciplina

O jornal inglês “Telegraph” produziu um conteúdo especial sobre a preparação de Saka para desvendar tamanha resistência. O jovem sempre foi um aluno dedicado na escola e passou esse hábito para o cuidado com o seu corpo.

Por isso, busca sempre se manter regrado com o que come, ingerir sempre comidas muito nutritivas e, nesse processo, entende com clareza a importância da culinária nigeriana de sua mãe, rica em nutrientes e que é parte importante da sua dieta.

Ele também sofre contusões e dores como qualquer outro jogador. No entanto, se Saka sente uma pequena lesão após um jogo, ele faz seu trabalho nos dias subsequentes para resolvê-la. Entre os jogos, ele trata sua forma física como prioridade absoluta.

O atacante também tem uma academia em casa e segue à risca o que a equipe de condicionamento do Arsenal fala. Isso pode parecer simples e básico, mas não é feito por todos e é visto como uma grande habilidade no clube: a disciplina.

Estilo de vida e “ser precoce” ajudam Saka

Depois de assinar oficialmente para a academia do Arsenal aos oito anos de idade, Saka passou a maior parte de sua vida cercado por especialistas em nutrição e condicionamento físico. Ele aprendeu com eles e, igualmente, o Arsenal também aprendeu: o departamento médico do clube possui dados físicos de 14 anos sobre o jogador.

Saka é um dos melhores jogadores do Arsenal
Foto: Icon sport

Por isso, eles sabem do que o jovem precisa e quando precisa. “Se ele vier até nós com uma queixa pequena, sabemos que ele está falando sério, então o ouvimos porque ele é uma das pessoas mais honestas que você pode encontrar”, disse Gary O’Driscoll, ex-chefe de serviços médicos do clube ao site do Arsenal.

— Fui ao centro de treinamento não faz muito tempo. Todo jogador teve um dia de folga, mas ele [Saka] estava lá, fazendo um aquecimento na bicicleta. Ele não precisava estar lá – disse Ray Parlour, ex-meio-campista do Arsenal, à rádio talkSPORT.

As escolhas de estilo de vida também fazem diferença. Saka não é um eremita, mas é difícil vê-lo saindo de boates na madrugada. Esse mundo, e todas as distrações que o acompanham, simplesmente não fazem parte da sua rotina.

As marcas de “resistência” de Bukayo Saka:

  • Jogador com mais jogos consecutivos na história do Arsenal: 85
  • Jogador do Arsenal que mais sofreu faltas na Premier League 2023/24: 76
  • 108 jogos como titular na Premier League desde a temporada 2020/21
  • Artilheiro (2) e líder de assistências (2) do Arsenal em 2023/24
  • 3º artilheiro do Arsenal na Premier League em 2022/23 – 11
  • 2º em assistências no Arsenal na Premier League em 2022/23 – 12

Cuidado do Arsenal para não perdê-lo

No CT, os treinadores do Arsenal trabalham com Saka no timing de suas corridas e em sua postura corporal ao receber a bola, a fim de protegê-lo melhor dos defensores adversários. Eles nunca podem impedir totalmente que ele seja chutado, mas trabalharam duro para pelo menos reduzir o risco disso.

Arteta em jogo do Arsenal
Foto: Icon sport

O jovem é o jogador que mais recebeu faltas (76) no elenco dos Gunners nessa temporada de Premier League, além de ser o sexto em toda a competição. E Arteta quer que o camisa 7 siga com seu grande volume de jogos.

— Olhe para os melhores jogadores do mundo, eles jogam 70 partidas, jogando a cada três dias e fazendo a diferença. Se você quiser estar no topo, precisa ser capaz de fazer isso – afirmou na temporada passada.

Lesões graves muitas vezes são o resultado de acidentes imprevistos, é claro. E não há garantias de que o corpo de Saka permanecerá tão durável como tem sido nos últimos anos. Mas este é um jovem jogador que parece tomar as decisões certas no momento certo, sempre, e um atleta muito profissional.

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]