A joia sul-americana de R$ 326 milhões disputada por Liverpool e Arsenal no mercado

4 minutos de leitura

Liverpool e Arsenal já estão de olho no mercado da bola pensando em reforçar seus elencos para se manter no topo da tabela na próxima temporada. Um dos setores que deve ser reforçado na próxima janela de transferências será a defesa.

De acordo com o jornalista Florian Plettenberg, da “Sky Sport” da Alemanha, as duas equipes que brigam pelo título da Premier League 2023/24 também estão disputando a joia sul-americana do Eintracht Frankfurt.

Segundo Plettenberg, as atuações do zagueiro Willian Pacho chamaram a atenção de Reds e Gunners. O equatoriano de 22 anos está deixando uma boa impressão em sua primeira temporada na Alemanha, estando entre os líderes da equipe em vários critérios relacionados à defesa.

O Frankfurt deve pedir em torno de 60 milhões de euros (R$ 326,4 milhões) pelo defensor. No entanto, não há pressa do lado dos alemães para liberar Pacho, que tem contrato com a equipe até junho de 2028.

Apesar de William Saliba e Gabriel Magalhães serem a dupla de zaga titular do Arsenal, Arteta estaria interessado em ter mais opções, principalmente com as especulações sobre a saída de Zichenko e as lesões de Timbier e Tomiyasu.

Já o Liverpool procura um substituto para Joel Matip, que está afastado devido a uma lesão no joelho. Com 32 anos, o zagueiro pode já ter feito sua última partida pelo clube.

Quem é Willian Pacho?

A joia equatoriana chegou ao Frankfurt após se destacar no Royal Antuérpia, da Bélgica. Em sua primeira temporada na Bundesliga, ele foi titular em todas as 24 partidas do campeonato nacional.

De acordo com o “Sofascore”, Pacho é o líder em desarmes (2,1) e em cortes por partida (4,6), o segundo em interceptações (1,3) e em passes certos (84%) e o terceiro em bolas longas certas (2,8).

O zagueiro também é destaque na seleção do Equador. Pacho tem sido convocado desde 2022 e já atuou em nove partidas, deixando dois gols.

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Me formei em Jornalismo pela PUC-SP em 2020. Antes de escrever para a PL Brasil, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.