Wrexham x Notts County: o duelo entre o time mais antigo do futebol contra o clube da moda

8 minutos de leitura

Para quem é fã de futebol alternativo, este sábado (28) traz um dos confrontos mais atrativos da temporada na Inglaterra: o Wrexham visita o Notts County no Meadow Lane, em Nottingham, às 11h (horário de Brasília), pela 16ª rodada da Football League Two.

Os dois protagonizam um confronto direto pelo acesso. Por mais que o campeonato ainda esteja no início, o Notts County é o segundo colocado com 30 pontos, enquanto o Wrexham vem em terceiro com 27. Na quarta divisão, os três primeiros garantem o acesso automático, enquanto quarto, quinto, sexto e sétimo duelam no playoff pela última vaga.

Mais do que isso, o duelo ainda é atrativo porque opõe o clube de futebol profissional mais antigo do mundo — o Notts County — contra o atual time da moda nas divisões de acesso inglesas, o Wrexham — que pertence às estrelas de Hollywood Ryan Reynolds e Rob McElhenney.

Notts County, o time mais antigo do mundo

O Notts County Football Club foi fundado na cidade de Nottingham em 28 de novembro de 1862. Com 160 anos de história, ele só perde em idade para o Sheffield FC, de 1857, e para o Hallam FC, duas equipes que hoje são amadoras. Por isso, o Notts County detém, hoje, o título de clube profissional mais antigo do mundo.

Para se ter uma ideia, a Football Association, entidade de futebol mais antiga do mundo e responsável por disseminar boa parte das regras do futebol que duram até hoje no país que o inventou, foi fundada em 1863, um ano depois do NCFC.

O clube foi um dos protagonistas do futebol inglês em seu início. Venceu a Copa da Inglaterra em 1894 e esteve entre as duas principais divisões nacionais até a década de 20. Os alvinegros caíram de patamar nas décadas seguintes, chegando a jogar a quarta divisão da Inglaterra, e só recuperou parte do prestígio na década de 80.

O Notts jogou na elite do Campeonato Inglês entre 1981/82 e 1983/84 e, depois, em 1991/92 Nesta última temporada, o clube foi penúltimo colocado e acabou rebaixado. Depois de três anos, caiu para a terceira prateleira e nunca mais voltou.

O momento recente de maior glória foi o título da Football League Two em 2009/10, época em que o clube tinha o goleiro dinamarquês Kasper Schmeichel e o sueco Sven-Goran Eriksson como diretor de futebol. O time frequentou a League One até 2014/15, quando foi rebaixado novamente.

Por fim, a queda para a quinta divisão, em 2018/19 — ano em que teve, entre outros, o ex-jogador australiano Harry Kewell como treinador — encerrou um período de 119 temporadas como participante das quatro divisões profissionais do futebol inglês. O time alvinegro voltou apenas na temporada passada, ao garantir a vaga nos playoffs da National League.

Wrexham, o time da moda

O fato do Wrexham ter acentuado sua popularidade recente por conta dos seus novos donos e da série “Bem-vindos ao Wrexham”, transmitido no Brasil pela Star+, não significam que o clube não seja tradicional. Pelo contrário: o Wrexham FC foi fundado em outubro de 1864, apenas dois anos depois do Notts, e é o clube mais antigo do País de Gales.

A diferença é que o clube galês nunca jogou sequer uma temporada na elite da Inglaterra. Em 1977-78, uma das temporadas mais marcantes, o Wrexham venceu a terceira divisão e chegou às quartas de final da Copa da Liga Inglesa e da FA Cup.

As glórias fizeram com que o time jogasse a segunda divisão pela primeira vez, e lá ficou entre 1978 e 1982. Nas décadas seguintes, frequentou o mesmo campeonato entre 1993 e 2002, além de uma temporada só em 2003/04. Mas dois rebaixamentos quase seguidos fizeram com que o time rapidamente fosse à National League. Sua última temporada nas quatro principais divisões da Inglaterra antes da atual foi em 2007/08.

Mas o Wrexham nunca esteve tão perto de voltar aos principais patamares ingleses quanto agora. O clube foi comprado por Reynolds e McElhenney em 2020 e a dupla resolveu investir pesado para subir a equipe. Conforme balanço financeiro divulgado recentemente, o time de Gales teve 6 milhões de euros (R$ 33 milhões) de faturamento em 2021/22, um recorde para clubes de fora das quatro principais ligas.

Com os cofres cheios, o clube conseguiu financiar um time profissional na quinta divisão e conquistou o acesso com o título e uma campanha irretocável na temporada 2022/23: 111 pontos em 46 jogos. Assim voltou ao nível profissional do futebol britânico.

Rivais desde a quinta divisão

A rivalidade entre Notts County e Wrexham foi bem acirrada durante a disputa pela quinta divisão em 2022/23. Desde o início do campeonato, a dupla se distanciou do resto e deixou claro que protagonizaria a disputa pelo título e pela única vaga que dava o acesso direto.

Os dois se enfrentaram na 42ª rodada, quando estavam empatados na liderança com 100 pontos. O Wrexham venceu o jogo por 3 a 2 num roteiro absurdo, que teve o goleiro Ben Foster defendendo um pênalti no último lance.

A partir dessa vitória, os galeses encaminharam o título e o acesso nas rodadas finais. O time de Nottingham, por sua vez, precisou disputar os playoffs mesmo tendo acumulado mais de 20 pontos de vantagem para o terceiro colocado.

E o acesso veio com requintes de crueldade. O time mais velho do mundo derrotou o Boreham Wood na semifinal por 3 a 2, de virada e na prorrogação, com um gol aos 52 do segundo tempo e outro aos 30 da segunda etapa da prorrogação. E garantiu a vaga na Football League Two nos pênaltis contra o Chesterfield, após um 2 a 2 que teve dois gols na prorrogação.

Diogo Magri
Diogo Magri

Jornalista nascido em Campinas, morador de São Paulo e formado pela ECA-USP. Subcoordenador da PL Brasil desde 2023. Cobri Copa América, Copa do Mundo e Olimpíadas no EL PAÍS, eleições nacionais na Revista Veja e fui editor de conteúdo nas redes sociais do Futebol Globo CBN.

Contato: [email protected]