15 jogadores históricos que foram rebaixados na Premier League

Grandes personagens do futebol mundial que acumulam rebaixamento no futebol inglês em suas carreiras

0
595
jogadores rebaixados
Jamie McDonald/Getty Images

Nas últimas décadas, os estádios ingleses já foram palco de consagrados personagens do futebol mundial, de ricas e vitoriosas trajetórias. Contudo, muitos deles também amargaram decepções na elite inglesa, acumulando rebaixamentos aos seus invejáveis currículos. Assim, a PL Brasil lista agora 15 jogadores históricos que foram rebaixados na Premier League.

Jogadores históricos que foram rebaixados na Premier League

Roy Keane 

Heptacampeão da Premier League pelo Manchester United, inclusive eleito o melhor jogador da temporada 2000/2001, Roy Keane conquistou também Champions League e quatro Copas da Inglaterra pelo clube. No fim da carreira, o polêmico irlandês ainda passou brevemente pelo Celtic, onde foi campeão da Liga Escocesa e da Copa da Escócia.

Mas, antes de sua trajetória tão vitoriosa, ele foi rebaixado na elite inglesa, logo na primeira edição da era moderna do Campeonato Inglês, 1992/1993, pelo Nottingham Forest. Aliás, aquela foi sua terceira e última temporada pelo Forest, seguida justamente por transferência milionária aos Red Devils.

Leia mais: Escalamos 11 jogadores que estiveram na seleção da Premier League por dois clubes

Juninho Paulista 

Contratado junto ao São Paulo em 1995, Juninho Paulista, à época apenas Juninho, tornou-se o primeiro e até hoje único brasileiro a ser eleito o melhor jogador da Premier League. O mais extraordinário é que o feito foi alcançado na temporada 1996/1997, em que o Middlesbrough foi rebaixado, ao mesmo tempo que vice-campeão das duas copas nacionais.

Após passagens por Atlético de Madrid, Vasco – onde foi campeão brasileiro – e Flamengo, o “Little Fella” retornou ao Boro em 2002, quando já medalhista da Copa do Mundo. E Juninho ainda liderou o Middlesbrough na lendária conquista da Copa da Liga 2003/2004, o maior título da história do clube.

Leia mais: Juninho Paulista no Middlesbrough: de rebaixamento a título conquistado

John Barnes 

Tendo disputado as Copas do Mundo de 1986 e 1990, John Barnes foi bicampeão do Campeonato Inglês pelo Liverpool nas temporadas 1987/1988 e 1989/1990. Aliás, foi eleito o melhor jogador da competição em ambas as edições. Se na primeira anotou 15 gols e 15 assistências, na segunda foram 21 e 11, respectivamente.

Pelos Reds, o versátil jogador ainda conquistou duas Copas da Inglaterra e uma Copa da Liga. Após passagem pelo Newcastle, John Barnes encerrou a carreira no Charlton, onde disputou uma única temporada, 1998/1999, justamente de rebaixamento na Premier League. Ele esteve em campo em 11 partidas, sendo apenas uma como titular.

Leia mais: John Barnes: a exemplar história de um dos maiores jogadores ingleses

Michael Carrick 

Pentacampeão inglês e vencedor da Champions League pelo Manchester United, Michael Carrick defendeu os Red Devils por mais de uma década, tendo chegado ao clube em 2006, quando contratado junto ao Tottenham por mais de 27 milhões de euros.

Mas, antes de seus dois anos nos Spurs, o meio-campista já havia disputado cinco temporadas como profissional pelo West Ham, seu clube formador. Ele defendera os Hammers na Premier League 2002/2003, que culminou no rebaixamento, assim como na Championship do ano seguinte, seu último em Upton Park.

Denis Irwin

Irlandês formado nas categorias de base do Leeds, Denis Irwin é um dos maiores laterais esquerdos da história da Premier League. Pelo Manchester United, conquistou 12 grandes títulos entre 1990 e 2002, quando deixou os Red Devils rumo ao Wolverhampton, à época na segunda divisão.

E, ainda que veterano, Irwin chegou nos Wolves para ser titular absoluto, essencial no acesso à elite, logo em seu primeiro ano no clube. Contudo, foi rebaixado na Premier League seguinte, edição 2003/2004. Aliás, nessa trajetória de subida e queda, o lateral esteve ao lado do também histórico Paul Ince, seu companheiro dos tempos de Manchester.

Nwankwo Kanu

Nwankwo Kanu chegou ao Arsenal em 1999 com um já extenso e vitorioso currículo: campeão mundial sub-17 e olímpico pela Nigéria, campeão da Champions League e tricampeão holandês pelo Ajax e campeão da Copa da Uefa pela Inter de Milão. Por sua vez, nos Gunners, conquistou Premier League e Copa da Inglaterra, duas vezes cada.

Depois, foi para o West Bromwich, mas acabou rebaixado na Premier League 2005/2006. Na sequência, foi para o Portsmouth e fez história como campeão da Copa da Inglaterra 2007/2008, inclusive autor do gol do título. No entanto, seria novamente rebaixado, na edição 2009/2010, encerrando sua carreira em 2012 na Championship.

Leia mais: Onde estão os jogadores do Portsmouth campeão da FA Cup de 2008?

Michael Owen 

jogadores-rebaixados-premier-league
ANDREW YATES/AFP via Getty Images

Revelado pelo Liverpool, Michael Owen foi tricampeão pelos Reds em 2001 (Copa da Liga, Copa da Inglaterra e Copa da Uefa), com 24 gols em 46 partidas, temporada coroada com a Bola de Ouro. Dois anos depois, o atacante foi vendido ao Real Madrid, mas retornou à Inglaterra logo na sequência.

Isso porque Owen foi contratado pelo Newcastle por 25 milhões de euros. Contudo, sofrendo com lesão, foram apenas 79 partidas pelos Magpies em quatro temporadas. Na última delas, 2008/2009, seus oito gols não foram suficientes para evitar o rebaixamento. Em seguida, passagem discreta pelo Manchester United, mas que lhe rendeu o título da Premier League.

Leia mais: Quais jogadores ingleses já ganharam a Bola de Ouro?

Míchel Salgado 

Multicampeão pelo Real Madrid, incluindo duas Champions League e quatro ligas nacionais, Míchel Salgado chegou ao Blackburn em 2009, sem custos, após 10 temporadas no clube merengue. Sua ida para a Inglaterra teria sido recomendada por Cristiano Ronaldo, recém-chegado em Madrid.

O lateral espanhol aos poucos assumiu a titularidade dos Rovers, em especial na Premier League 2010/2011. Já na temporada seguinte, em meio a divergências contratuais com a diretoria, ficou encostado. Assim, disputou apenas nove partidas, vendo de fora o rebaixamento do clube.

Leia mais: 10 jogadores que passaram pelo Blackburn e você talvez nem saiba

Robbie Keane 

jogadores rebaixados premier league
ANDREW YATES/AFP via Getty Images

Apesar de mais de 400 partidas no futebol inglês, o único grande título de Robbie Keane na Inglaterra foi a Copa da Liga, pelo Tottenham, na temporada 2007/2008. O destaque do irlandês, depois de já ter passado também por Leeds e Inter de Milão, levou-o ao Liverpool, por 24 milhões de euros, mas, no entanto, não rendeu, sendo revendido aos Spurs.

Na sequência, após ser emprestado ao Celtic, breve passagem pelo West Ham, também por empréstimo, o suficiente para marcar um rebaixamento em sua carreira. Foi na Premier League 2010/2011, quando disputou nove jogos pelos Hammers, com dois gols. Em seguida, seria tricampeão pelo LA Galaxy, período em que ainda teve passagem relâmpago pelo Aston Villa.

Leia mais: Os 10 maiores jogadores irlandeses da era Premier League

Júlio Cesar 

Júlio César chegou ao Queens Park Rangers em 2012, apenas dois anos após ter sido fundamental na histórica tríplice coroa da Inter de Milão comandada por José Mourinho. À época com valor de mercado de 15 milhões de euros, mas contratado sem custos, ele fazia parte do projeto ambicioso do QPR, recém-promovido à Premier League.

Todavia, o planejamento naufragou e a equipe foi a lanterna da liga. O goleiro brasileiro esteve em 24 partidas, com seis clean sheets e 37 gols sofridos. Depois, passou grande parte de 2013/2014 lesionado, sem jogar na Championship, sendo até emprestado ao Toronto. Ao fim da temporada, acertou com o Benfica e foi para sua terceira Copa do Mundo.

Leia mais: 10 escalações de times ingleses que você não lembrava

Park Ji-Sung

Multicampeão pelo Manchester United e um dos jogadores asiáticos mais populares da história do futebol inglês, o sul-coreano chegou ao QPR em 2012, assim como Júlio César, para ser um dos grandes protagonistas da equipe londrina na volta à Premier League.

No entanto, o inicialmente capitão teve passagem apagada por Londres, assim como grande parte daquele elenco. Sofrendo com lesão, disputou apenas 25 partidas na temporada, sendo 20 na liga nacional, concedendo três assistências. Após um único ano no QPR, foi encerrar sua carreira no PSV, clube que havia sido bicampeão holandês antes de chegar à Inglaterra.

Leia mais: Montamos a seleção asiática da era Premier League

John Arn Riise

Contratado em 2001 após destaque e títulos no Mônaco, John Arn Riise marcou época na lateral esquerda do Liverpool. Foram sete temporadas de titularidade nos Reds, período em que conquistou Champions Legue, Copa da Inglaterra e Copa da Liga. Depois disso, passou três anos na Roma, até retornar à Inglaterra, dessa vez para jogar no Fulham.

Durante três temporadas na primeira divisão, foram mais de 100 partidas pelos Cottagers, quando chegou a jogar ao lado de seu irmão, Bjorn Helge Riise. Na edição 2013/2014, justamente sua última no futebol inglês, o lateral norueguês, já com menos destaque, entrou para a lista dos jogadores históricos que foram rebaixados na Premier League.

Rio Ferdinand

Um dos grandes protagonistas do Manchester United neste século, quando multicampeão, inclusive como capitão, Rio Ferdinand é o 11º jogador com mais partidas na história da Premier League. Além dos Red Devils, o zagueiro defendeu West Ham, Leeds e QPR, pelo qual foi rebaixado em sua única temporada no clube.

Contudo, a última edição de sua carreira ficou marcada por outro motivo, o falecimento de sua esposa, vítima de câncer, em 2 de maio de 2015, o que o deixou fora das rodadas posteriores a 22 de março. Assim, disputou apenas 11 jogos, em parte também porque já vinha encostado no time e fora suspenso pela liga, em outubro de 2014, por um comentário no Twitter.

Leia mais: Rio Ferdinand: como o balé moldou um dos melhores zagueiros do mundo

John O'Shea 

Assim como Rio Ferdinand, John O'Shea também foi extremamente importante para a vitoriosa trajetória do Manchester United neste século. Titular em diversas conquistas, foram 393 jogos do irlandês pelos Red Devils entre 2000 e 2011, quando se transferiu para o Sunderland, e rapidamente assumiu o status de capitão.

E foram seis temporadas de titularidade pelos Black Cats na Premier League, até o rebaixamento na edição 2016/2017. O zagueiro ainda disputou a Championship seguinte pelo clube, de novo e trágico rebaixamento – retratada na primeira temporada da série “Sunderland Till I Die” – antes de se transferir para o Reading, onde encerrou sua carreira em 2019.

Leia mais: Sunderland Til I Die: Por onde andam os personagens da 2ª temporada

Víctor Valdés 

Sim, Víctor Valdés é um desses jogadores históricos que foram rebaixados na Premier League. Muitos não se lembram, mas o lendário goleiro do Barcelona, hexacampeão em La Liga e tri na Champions League, passou duas temporadas na Premier League. E foi recente, no fim de sua carreira.

Ele chegou ao Manchester United durante a Premier League 2014/2015, disputando apenas as duas rodadas finais. Depois de ser emprestado ao Standard Liège, foi contratado pelo Middlesbrough, onde se aposentou após uma única temporada, justamente a de rebaixamento, quando jogou 28 partidas, com 36 gols sofridos e oito clean sheets.

Leia mais: 10 jogadores espanhóis que atuaram na Premier League e você não sabia

Menções especiais

Há ainda inúmeros grandes jogadores que provavelmente só escaparam do rebaixamento na Premier League porque deixaram os respectivos clubes, que viriam a ser rebaixados, durante a temporada.

É o caso, por exemplo, de George Weah, vencedor da Bola de Ouro em 1995, que chegou ao Manchester City em 2000, depois de breve passagem pelo Chelsea. E sua trajetória nos Citizens foi ainda menor, com apenas sete partidas e um gol marcado, deixando a equipe já em outubro daquele ano, rumo ao Olympique de Marselha.

Aqui destaque também para dois brasileiros campeões mundiais. Decisivo contra a Holanda em 1994, Branco deixou o Middlesbrough em outubro de 1996, após disputar três partidas daquela edição. Já Roque Júnior, titular em 2002, passou três meses de 2003 emprestado pelo Milan ao Leeds, jogando cinco partidas daquela campanha, sendo todas derrotas.

Não há posts para exibir