Veja 6 jogadores que quase jogaram no Manchester United

Com dois brasileiros na lista, os Red Devils chegaram perto de contratar grandes nomes da história do futebol

Veja 6 jogadores que quase jogaram no Manchester United

Depois do início da era Premier League, o Manchester United se tornou ainda uma potência mundial, com grandes estrelas, relembrando o tempo de Busby Babes na década de 60. Com tantos craques que já passaram por Old Trafford e os torneios conquistados, é difícil dizer que o time poderia ser melhor. Entretanto, quando vemos os jogadores que quase jogaram no Manchester United antes de seu ápice na carreira, fica difícil não ver um time mais forte.

6 jogadores que quase jogaram no Manchester United

RONALDINHO GAÚCHO

Ronaldinho foi um dos maiores desejos de Alex Ferguson (Foto: Getty Images)

Em 2003, Ronaldinho Gaúcho estava disposto a trocar de ares e sair do Paris Saint-Germain. Uma proposta do Barcelona foi aceita e o atleta brasileiro foi demonstrar todo seu talento e habilidade no solo catalão.

O que poucos sabem é que ele quase foi contratado pelo Manchester United. Segundo o jornal “Mirror”, a proposta dos ingleses chegou a ser de 30 milhões de libras pelo brasileiro.

“Eu estava quase indo para o Manchester United, faltavam apenas detalhes, mas, na última hora, [o presidente do Barcelona Sandro] Rosell me chamou para dizer que ganhariam as eleições e tudo foi rápido”, contou Ronaldinho.

“O United é um time grande e qualquer jogador gostaria de jogar por um grande clube, mas eu acho que escolhi a liga. Eu tive a chance de jogar para vários times diferentes no Campeonato Inglês, mas acho que todas as escolhas que fiz foram corretas”, concluiu.

OLIVER KAHN

Kahn foi batido pelo poderoso Manchester United em uma partida maravilhosa (Foto: Getty Images)

O goleiro histórico do Bayern de Munique e da seleção alemã Oliver Kahn esteve perto de jogar pelo clube de Old Trafford. Polêmico, mas de uma qualidade incontestável o eleito melhor jogador da Copa de 2002, em entrevista ao Sport Bild, disse que quase acertou sua ida para Manchester.

Quando Peter Schmeichel anunciou sua aposentadoria, Alex Ferguson foi atrás de um substituto à altura. Ele foi a um jogo do Rennes ver Petr Cech, mas o goleiro acertou com o Chelsea em seguida. Sem o goleiro, o treinador decidiu ir atrás de Kahn, que já tinha mais de 30 anos.

“Alex Ferguson ainda fica maluco comigo hoje em dia. Ele realmente acreditou que eu poderia me transferir ao Manchester United em 2003/2004. Mas, naquele momento, estabelecer uma era em Munique parecia mais importante para mim. Olhando para trás, eu acho que eu deveria ter aceitado a proposta. Seria um belo desafio”.

Como Kahn e Cech não se transferiram, o Manchester United só foi ter um goleiro incontestável em 2005 com Van der Sar, que veio do Fulham. Antes dele, o experiente e campeão mundial Fabian Barthez, o novato Tim Howard e Roy Carroll tiveram oportunidades, mas não aproveitaram.

RONALDO FENÔMENO

Ronaldo em 1994, aos 17, já havia sido campeão mundial (Foto: Getty Images)

O Manchester United podia ter os três grandes Ronaldos da história. Além do Cristiano e do Gaúcho, o Fenômeno quase acertou com o time comandado por Alex Ferguson.

Em seu livro, Ferguson afirmou que o motivo de não conseguir contratar o brasileiro foi o visto de trabalho. Ele, em 1994, ainda estava no Cruzeiro, mas já havia sido campeão mundial com a seleção brasileira. Como não conseguiu sua ida para Manchester, acertou com o PSV e foi desfilar em solos holandeses.

DIDIER DROGBA

Ídolo do Chelsea, Didier Drogba é um dos jogadores que quase jogaram no Manchester United, quando ainda atuava no Campeonato Francês pelo Olympique de Marseille.

Eles tiveram próximo de um acordo, mas o valor de 25 milhões de libras impossibilitou qualquer transação, segundo Ferguson. O Chelsea aceitou o valor e contratou do que viria a ser um dos maiores jogadores da história do clube londrino.

THOMAS MULLER

Hoje um dos capitões do Bayern de Munique, Muller quase veio parar no Manchester United

Alex Ferguson esteve perto também da contratação de Thomas Muller. Ele foi mais um analisado pelo escocês, mas que aceitou outro clube por não ter havido proposta a tempo.

Ele tinha apenas 10 anos, quando o Manchester United decidiu vê-lo em um time amador. O Bayern aproveitou e logo mandou uma proposta.

Muller aceitara sem dar muitos problemas para o clube alemão, assim, o Manchester United não o contratou.

XAVI HERNANDEZ

Foto: Getty Images

Em 2010/11, na última vez que o Manchester United chegou à final da Liga dos Campeões da Europa, os comandados de Alex Ferguson foi atropelado por um dos melhores time da história. Xavi e Iniesta dominaram aquele meio de campo em Wembley, que teve mais de 68% de posse de bola para o Barcelona.

Só de pensar que um deles quase chegou a atuar com a camisa dos Reds Devils, os torcedores do Manchester United se abalam, já que Xavi é um dos melhores meio-campistas da história do futebol.

Essa história, contada no livro “Barça”, de Graham Hunter, é bem mais antiga que o sucesso do jogador. Na verdade, a oportunidade para Alex Ferguson o contratar foi antes do exito futebolístico de Xavi.

No final da década de 1990, Xavi ainda era muito novo e jogava mais recuado, como volante, sendo reserva para Pep Guardiola. Alex mesmo se interessou pelo atleta que vinha sendo deixado de lado pelos treinadores, que consideravam que Ronald de Boer, Rivaldo, Luis Henrique, Phillip Cocu e Guardiola à frente do jovem de 18 anos.

Certamente, Xavi teria dado muitas assistências para Yorke, Van Nistelrooy, Wayne Rooney, Solskjaer e companhia sob o comando de Sir Alex Ferguson, caso viesse jogar na Premier League.

Acompanhe a PL Brasil no Youtube

  • Times que ganharam o Campeonato Inglês e você nem sabia

Leia mais: PL Brasil Awards: os melhores, os piores e as surpresas de 2017/18