Jogadores da Premier League criam fundo para ajudar no combate ao coronavírus

Expectativa é de arrecadar 4 milhões de libras para o sistema de saúde britânico

Jogadores da Premier League criam fundo para ajudar no combate ao coronavírus
Alex Livesey/Getty Images

Os jogadores da Premier League deram uma mostra de como estão empenhados no combate a pandemia do coronavírus. Em nota divulgada nesta quarta-feira, foi anunciado a criação de um fundo de caridade, chamado de #PlayersTogether que dará recursos para o braço de caridade do sistema de saúde britânico (NHS, National Health System).

A expectativa do grupo, representado pelos 20 capitães dos times da Premier League, é que se arrecade um valor acima de 4 milhões de libras. O fundo será administrado por Jordan Henderson (Liverpool), Harry Maguire (Manchester United), Troy Deeney (Watford) e Mark Noble (West Ham).

Leia mais: Quiz: acerte os 49 clubes da era Premier League em 8 minutos
PAUL ELLIS/AFP via Getty Images

A nota do grupo informa que, ao longo das últimas semanas, eles se reuniram para encontrar maneiras de contribuir para ajudar o atual momento do país. O Charities Together, do NHS, é uma organização de caridade que tem em seus registros mais de 150 filiados por toda Inglaterra.

A iniciativa ajudará a organização a gerar fundos para ajudar onde o sistema de saúde julgar necessário o valor arrecadado.

O comunicado ainda afirma que o #PlayersTogether “é sobre os jogadores colaborarem juntos para ajudar a criar uma iniciativa voluntária, separada dos clubes e da Liga, que pode ajudar quem mais necessita agora”.

De acordo com o The Guardian, foi fixado uma porcentagem do salário que os jogadores vão contribuir para o fundo no combate ao coronavírus. É ressaltado também o fato que, quem quiser, poderá doar além dessa porcentagem. Inicialmente a ideia é contar com a contribuição dos salários de abril e maio.

Como os atletas recebem salários discrepantes, a doação será realizada de forma anônima.

Siga a PL Brasil no Youtube

5 ESTÁDIOS INGLESES QUE NÃO EXISTEM MAIS