De Bebé a Bruno Fernandes: como foram os portugueses no Manchester United?

Meia ex-Sporting chegou no meio da atual temporada e já é uma das sensações da Premier League

0
506
manchester united jogadores portugueses
ANDREW YATES/AFP via Getty Images

O Manchester United vive na Premier League um dos melhores momentos das últimas temporadas com sequência de vitórias. A atual fase do United se deve muito à chegada de Bruno Fernandes. O meia ex-Sporting é mais um dentre outros jogadores portugueses que já atuaram pelo Manchester United.

De Bebé a Bruno Fernandes: como foram os portugueses no Manchester United?

Cristiano Ronaldo (2003 – 2009)

Não tinha como citar um português no Manchester United e não começar por Cristiano Ronaldo. Porém, sua chegada não era um mar de rosas como se imagina nos dias hoje pelo que se tornou o CR7 para o mundo do futebol. Revelado pelo Sporting, Ronaldo chegou em agosto de 2003 ao elenco como uma promessa e fora apresentado ao lado de Kléberson, visto como a estrela da na foto.

Cristiano Ronaldo, à época, custou 19 milhões de euros aos cofres dos ingleses, mas foi o brasileiro que chegou com mais status. Porém, quem brilhou foi o português. A passagem marcante do camisa 7 pelo United começou diante do Tottenham vindo do banco em agosto de 2003. O primeiro gol saiu em meados de novembro, de falta, contra o Portsmouth.

Em seis temporadas pelo Manchester United, Cristiano Ronaldo conquistou um título de melhor do mundo, 11 taças entre Premier League, Champions League, Copa da Inglaterra, Copa da Liga e Supercopa da Inglaterra. Em suma, foram 118 gols e 68 assistências nas 232 partidas defendendo os Red Devils.

Diogo Dalot (2018 – presente)

Diogo Dalot era visto como uma luz no fim do túnel para se fixar na lateral-direita, que desde Gary Neville não teve mais uma segurança na posição. Outro ponto que contribuiu para o atleta de Portugal desembarcar em Manchester foi ter José Mourinho no banco.

O treinador deu aval para a diretoria investir em Dalot. O jovem português chegava com um contrato de cinco temporadas num valor de 22 milhões de euros pagos ao Porto. Atuações nas seleções de base do país natal foram os grandes destaques na carreira curta que fez somente oito jogos no profissional do seu time formador. Na época, Mourinho chegou a afirmar que “Dalot é fisicamente poderoso, taticamente inteligente e tem qualidade técnica.”

Hoje, Dalot, não passa de um reserva quase inutilizável. Tanto pelas contusões que o perseguiram em Old Trafford quanto pelas atuações de Wan-Bissaka que não dão margem para oportunidades do português no Manchester United.

Entretanto, não se sabe se o clube o manterá para a próxima temporada, pois seu contrato vai até 2023.

Bebé (2010 – 2014)

manchester united jogadores portugueses
ANDREW YATES/AFP via Getty Images

Dos jogadores portugueses que atuaram no Manchester United, Bebé foi o mais controverso, mas por como se deu sua contratação. O atacante assinou contrato com os Red Devils depois da indicação do compatriota Carlos Queiroz, então assistente técnico de Alex Ferguson. A passagem foi fracassada.

Foram apenas sete jogos no time principal e, na sequência, diversos empréstimos para times como Besiktas, Rio Ave, Paços de Ferreira e Benfica.

Bebé, segundo palavras de Ferguson, foi escolhido numa lista que o clube também tinha observado jogadores como Eden Hazard, do Lille, e James Rodríguez, do Porto. Antes de ter boas atuações no Vitória de Guimarães, ele havia se destacado em um campeonato de moradores sem-teto, em Portugal. Seu jogo de estreia na Premier League foi um 0 a 0 contra o Sunderland vindo do banco de reservas.

Porém, tinha feito jogos pela equipe de reservas do United e no principal tinha sido na Copa da Liga contra o Scunthorpe United. Neste mês de junho de 2020, o jornal inglês Daily Mirror listou as piores contratações da Premier League em 30 anos e Bebé alcançou a primeira colocação.

Nani (2007 – 2015)

Depois de Cristiano Ronaldo, o novo garoto do Sporting que chegava ao Manchester United era Nani. Técnico e oriundo da ponta-esquerda, a comparação era inevitável com CR7. Por coincidência, o clube também contratou um brasileiro, dessa vez, era Anderson, que estava no Porto.

Nani revelou em diversas entrevistas ao longo da carreira sobre a incômoda responsabilidade de ser o novo Cristiano Ronaldo. A camisa do United também tinha o sete, mas, o número era o 17. Muito utilizado vindo do banco, assumiu a titularidade na equipe a partir de 2009, quando seu compatriota foi para o Real Madrid e conseguiu ao seu nível deixar seu legado marcado em taças na Inglaterra, incluindo Premier League.

Um dos melhores portugueses da era Premier League começou sua história no Manchester United na abertura da temporada de 2007 diante do Reading, mas o resultado terminou do jeito que iniciou. Mas na 4ª rodada veio o petardo da vitória no ângulo.

O jogo estava equilibrado contra os londrinos, que tinham Gareth Bale e Dimitar Berbatov. Mas não conseguiram impedir o revés. O mesmo Nani de golaços e jogadas habilidosas entrou em má fase após saída de Ferguson e deixou o United por empréstimo ao Fenerbahce e Sporting, time que o revelou, até ser vendido em definitivo.

Leia mais: Os 5 maiores portugueses da era Premier League

Joel Pereira (2012 – presente)

Mesmo nascido na Suíça, o português Joel Pereira optou por defender Portugal. O goleiro revelado no Neuchâtel Xamax em 2012 até atuou no sub-15 e sub-17 pelo país em que nasceu, mas, ainda aos 17 anos migrou para a seleção lusitana. A sua chegada ao Manchester United se deu nesta época para a base do clube.

A estreia daquela promessa trazida no início da década pelos Red Devils fora contra o Wigan, na 4ª rodada da Copa da Inglaterra, em um triunfo por 4 a 0, em 2017, sob direção de José Mourinho que rodava o elenco em copas inglesas.

Entretanto, o arqueiro de 1,91m não se firmou ainda na terra da rainha. São cinco empréstimos até aqui: Rochdale, Belenenses, Vitória de Setúbal, o belga KV Kortrijk e o Hearts, da Escócia.

Bruno Fernandes (2020 – presente)

O montante de 55 milhões euros investido pelo Manchester United em Bruno Fernandes cada vez mais se mostra uma certeza. O meia português chega para fechar a trinca vinda do Sporting. Nani e CR7 vieram de José Alvalade e brilharam.

Comprado em janeiro recebeu duas vezes o prêmio de melhor jogador da Premier League. O feito foi consecutivo – fevereiro e junho -, porém com um hiato de três meses entre um e outro, por conta da pandemia do coronavírus. 

O protagonismo de Bruno Fernandes é notado, também, pela invencibilidade do United de 19 jogos com 12 vitórias. Além do reconhecimento de melhor jogador do mês, conquistou a taça do gol mais bonito no mesmo período, diante do Brighton, com um belo voleio.

Bruno Fernandes está representando gols ou assistências. Ao todo, são oito tentos marcados e outros nove passes para gol na Premier League. 

Premier League com portugueses

Recorde-se que o primeiro português a jogar na Premier League foi Dani, em janeiro de 1996, ao assinar contrato de empréstimo com o West Ham. O desconhecido Calita seria o primeiro um ano antes, mas, por problemas pessoais, não chegou a entrar em campo pelo Coventry City.

Atualmente, com as chegadas de Bruno Fernandes ao Manchester United, e Daniel Podence ao Wolverhampton, 75 jogadores portugueses já atuaram no Campeonato Inglês. Nesta temporada, ao todo, são 17 atletas. Somente a La Liga, da Espanha, (140) e a Ligue 1, da França (83), tem mais jogadores portugueses.