Como foram os jogadores da Premier League na fase de grupos da Copa do Mundo

Bons nomes surpreendem em suas seleções, enquanto outros vão bem abaixo do esperado

0
195
Copa do Mundo

A fase de grupos da Copa do Mundo acaba de chegar ao fim. Agora são partidas eliminatórias. Perdeu, saiu. Por isso, as seleções precisam dos melhores desempenhos dos seus atletas.

Este Mundial traz uma relevante importância para a Premier League. Apenas quatro seleções não têm jogadores do Campeonato Inglês; a Bélgica, uma seleção candidata ao título, tem 11 atletas da competição; além disso, a maior ganhadora de Copa do Mundo, a Seleção Brasileira, tem em sua base nomes que atuam na Inglaterra.

Leia mais: Há 16 anos, Ronaldinho Gaúcho brilhava, e a Inglaterra dava adeus à Copa

Uruguai, Rússia, Espanha, Portugal, França, Dinamarca, Croácia, Argentina, Suécia, México, Brasil, Suíça, Bélgica, Inglaterra, Colômbia e Japão passaram às oitavas-de-finais.

A Premier League, que é a liga com mais jogadores neste Mundial, viu alguns dos seus representantes surpreenderam nesta primeira parte do campeonato. Por outro lado, algumas estrelas não conseguiram fazer suas melhores apresentações.

Com isso, a PL Brasil analisou as atuações dos nossos jogadores na fase de grupos da Copa do Mundo 2018. Veja!

Grupo A:
Mohamed Salah não foi o mesmo jogador que fora no Liverpool, mas marcou dois gols (Foto: Dylan Martinez/Reuters)

Em um grupo em que apenas uma seleção tinha jogadores que atuam na Premier League, o seu melhor jogador deveria ser o jogador destaque, certo?

Sim, Mohamed Salah, craque do Liverpool na última temporada, foi o melhor jogador da PL no primeiro grupo da Copa do Mundo. Com dois gols em dois jogos, infelizmente não conseguiu levar os egípcios às oitavas-de-finais.

  • Foram regulares: Mohamed Elneny (Egito); Mohamed Salah (Egito).
  • Foram mal: Ramadan Sobhi (Egito); Ahmed Hegazy (Egito).
Grupo B:
Momentos antes da falha de David De Gea (Foto: Reprodução/MSN)

O segundo grupo do Mundial tinha diversos nomes para poder representar à altura o campeonato inglês. David De Gea, um dos melhores goleiros da história da Premier League, e Bernardo Silva, um nome do Manchester City campeão em 2017/18, eram dois destes.

Nenhum brilhou. Pelo contrário. Ambos tiveram desempenhos bem abaixo do esperado. O goleiro, inclusive, tomou, em média, 1,7 gols por partida, falhando feio em gol de Cristiano Ronaldo.

  • Foram regulares: David Silva (Espanha); Cedric (Portugal); Adrien Silva (Portugal).
  • Foram mal: De Gea (Espanha); Bernardo Silva (Portugal); João Mario (Portugal); Nordin Amrabat (Marrocos).
Grupo C:
Kanté continua brilhando muito dentro de campo (Foto: Getty Images)

O terceiro grupo da Copa do Mundo 2018 também tinha alguns jogadores excelentes para representar o Campeonato Inglês. Entretanto, um deles foi espetacular – assim como sempre foi em solo inglês: N’Golo Kanté, do Chelsea e da seleção francesa.

Ele não fez gol, nem deu assistência, mas seu estilo de jogo, que já encantava na Premier League, ganhou o mundo com tanta raça e por estar em todos os lugares do campo, “limpando” a defesa francesa dos ataques adversários.

  • Foram bem: N’Golo Kanté (França); Paul Pogba (França); Christian Eriksen (Dinamarca); Kasper Schmeichel (Dinamarca); André Carrillo (Peru).
  • Foram regulares: Oliver Giroud (França); Hugo Lloris (França); Mathias Jorgensen (Dinamarca); Andreas Christensen (Dinamarca); Aaron Mooy (Austrália).
Grupo D:
Caballero, do Chelsea e da seleção argentina, foi muito mal nesta edição de Copa do Mundo (Foto: Sports Illustrated)

Este grupo teve um pelo menos um destaque que atua na PL por cada time. Gylfi Sigurdsson teve atuações razoáveis como capitão da equipe-carisma desta Copa; Lovren deu a volta por cima nesta temporada com o Liverpool e agora com a Croácia; enquanto Victor Moses e Wilfred Ndidi foram bem pela Nigéria.

Por outro lado, Wilfredo Caballero foi destaque negativamente. Além da falha no jogo contra a Croácia, foi muito mal em outros lances das duas primeiras partidas. Com isso, foi substituído no jogo decisivo.

  • Foram bem:  Dejan Lovren (Croácia); Victor Moses (Nigéria); Onyunye Ndidi (Nigéria).
  • Foram regulares: Gylfi Sigurdsson (Islândia); Sergio Aguero (Argentina); Marcos Rojo (Argentina); Johann Gudmundsson (Islândia).
  • Foram mal: Nicolas Otamendi (Argentina); Wilfredo Caballero (Argentina); Alex Iwobi (Nigéria); Kelechi Iheanacho (Nigéria).
Grupo E:
Shaqiri marcou um gol e se envolveu em uma polêmica na comemoração (Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters)

O grupo que tem a Seleção Brasileira sempre chama a nossa atenção. Principalmente quando se tem diversos atletas atuando no Campeonato Inglês. Entretanto, nenhum brilhou – se Roberto Firmino tivesse mais tempo em campo, talvez isto teria sido diferente.

Por outro lado, os suíços Granit Xhaka e Xherdan Shaqiri conseguiram levar a sua seleção à próxima fase da competição com uma incrível aparição contra os sérvios e os brasileiros.

  • Foram bem: Granit Xhaka (Suíça); Xherdan Shaqiri (Suíça); Dusan Tadic (Sérvia).
  • Foram regulares: Nemanja Matic (Sérvia); Luka Milivojevic (Sérvia); Roberto Firmino (Brasil); Danilo (Brasil); Fernandinho (Brasil).
  • Foram mal: Willian (Brasil); Gabriel Jesus (Brasil).
Grupo F:
Son até encantou, mas não conseguiu classificar a Coreia do Sul (Foto: Damir Sagolj/Reuters)

Sim, a Alemanha foi eliminada. Ilkay Gundogan e Antonio Rudiger, nossos representantes na atual campeã, estão fora deste Mundial. Com eles, saiu os sul-coreanos Sung-Yueng Ki, do Swansea, e Heung-Min Son, do Tottenham. O último foi bem mesmo vivendo uma solidão técnica.

Os quatro nomes dos elencos que passaram deste grupo que atuam na Premier League não foram surpreendentes. Chicharito Hernández marcou e deu uma assistência, enquanto Victor Lindelof mudou um pouco a defesa sueca depois da segunda partida.

  • Foram bem: Heung-Min Son (Coreia do Sul); Javier Hernandez (México).
  • Foram regulares: Sung-Yueng Ki (Coreia do Sul); Victor Lindelof (Suécia)
  • Foi mal: Ilkay Gundogan (Alemanha).
Grupo G:
Kane está no topo da artilharia até aqui da Copa do Mundo 2018 (Foto: Carlos Barria/REUTERS)

Um grupo completamente comandado por jogadores da Premier League. Bélgica e Inglaterra se classificaram sem muitos problemas. Com eles, dois artilheiros da Copa foram excelentes. Harry Kane e Romelu Lukaku seguem firme na briga pela liderança em gols.

A seleção foi convocada por apenas jogadores do Campeonato Inglês, enquanto a base titular belga atua no futebol da Terra da Rainha.

  • Foram bem: Harry Kane (Inglaterra); Jordan Henderson (Inglaterra); Jesse Lingard (Inglaterra); Kieran Trippier (Inglaterra); John Stones (Inglaterra); Romelu Lukaku (Bélgica); Eden Hazard (Bélgica); Kevin De Bruyne (Bélgica).
  • Foram regulares:  Dele Alli (Inglaterra); Jordan Pickford (Inglaterra); Kyle Walker (Inglaterra); Jamie Vardy (Inglaterra); Loftus-Cheek (Inglaterra); Danny Rose (Inglaterra); Fabian Delph (Inglaterra); Marcus Rashford (Inglaterra); Gary Cahill (Inglaterra); Phil Jones (Inglaterra); Eric Dier (Inglaterra);  Alexander Arnold (Inglaterra); Nacer Chadli (Bélgica); Kompany (Bélgica); Thibouis Cortuois (Bélgica), Toby Alderweireld (Bélgica), Jan Vertonghen (Bélgica), Marouane Fellaini (Bélgica); Moussa Dembelé (Bélgica), Michy Batshuahy (Bélgica).
  • Foram mal: Raheem Sterling (Inglaterra); Danny Welbeck (Inglaterra);Harry Maguire (Inglaterra); Ashley Young (Inglaterra), Benalouane (Tunísia).
Grupo H:
Mané foi a estrela da Premier League no grupo H (Foto: AFP)

O último grupo desta Copa do Mundo era dado como o mais equilibrado. Suas seleções pareciam ter elencos iguais para conseguir uma vaga na segunda fase do mundial. Além disso, o número de atletas da PL em cada seleção também foi bem parecido.

Entretanto, os senegaleses foram bem. Sadio Mané, atacante que formou o maravilhoso trio no Liverpool na última temporada, se juntou a Idrissa Gana Gueye, do rival Everton, como os destaques.

  • Foram bem: Sadio Mané (Senegal); Gana Gueye (Senegal);
  • Foram regulares: Grzegorz Krychowiak (Polônia); Jan Bednarek (Polônia); Maya Yoshida (Japão); Mame Diouf (Senegal); Badou Ndiaye (Senegal); Cheikhou Kouyate (Senegal); David Ospina (Colômbia); Davinson Sanchez (Colômbia); José Izquierdo (Colômbia); Lukasz Fabianski (Polônia).
  • Foram mal: Shinji Okazaki (Japão).
*Analisamos apenas as participações de atletas que jogaram a temporada 2017/18 na Premier League e que estiveram em campo em pelo menos uma partida da Copa do Mundo até aqui. Ou seja, não contamos com os atletas da Championship ou de outros campeonatos, os que apenas ficaram no banco no mundial e os recém-contratados pelos times da primeira divisão inglesa.