A legião de jogadores franceses no Newcastle

Analisamos o período mais francês dos Magpies

0
281
jogadores franceses newcastle
(Credit: Getty)

O Newcastle United, em temporadas recentes, teve como política no mercado trazer grande quantidade de jogadores franceses para compor o seu elenco.

Acompanhe a PL Brasil no Youtube

  • Visitamos a loja de camisas mais foda da Inglaterra

Tal hábito teve seu início na temporada 2011/2012 quando os Magpies contrataram Yohan Cabaye, Sylvain Marveaux e Gabriel Obertan, que juntaram-se ao até então único francês do plantel, Hatem Ben Arfa.

Cabaye foi um dos principais responsáveis pela conquista da vaga para a Europa League – Créditos: EMPICS Sport

Em sua primeira temporada “à francesa”, o Newcastle fez uma excelente campanha, terminando a Premier League na quinta posição, garantindo participação na Europa League da temporada seguinte.

Novas chegadas

Ao ver o tamanho do sucesso obtido com essa receita na última temporada, o técnico Alan Pardew usou o mercado de transferências seguintes para trazer ao Newcastle mais jogadores franceses.

Dessa vez desembarcaram em Tyneside: Mapou Yanga-Mbiwa, Massadio Haidara, Mathieu Debuchy, Moussa Sissoko, Romain Amalfitano e Yoan Gouffran, além de Loïc Remy, vindo no meio da temporada.

Um elenco recheado de franceses – Créditos: Divulgação clube

Dessa forma, o “Nouveauchâteau” da temporada 2012/2013 em 21 de setembro de 2013, iniciava contra o Hull City, uma partida com seis franceses em sua formação titular, um recorde na liga.

Outro recorde também obtido pela equipe foi o de número de gols em sequência marcados por jogadores franceses, 13 no total.

No entanto, apesar da grande expectativa do início, naquela temporada o clube não conseguiu repetir os bons resultados da anterior.

A equipe terminou aquela edição somente na décima sexta posição, cinco pontos acima do Wigan, primeiro entre os rebaixados.

Leia mais: Rafa Benítez no Newcastle: relação difícil com dono, amor da torcida e indecisões

Entre idas e vindas

Na temporada 2013/2014, o clube negociou alguns franceses de seu elenco, tendo como grande perda a saída de Cabaye.

No mercado de transferências, nenhum jogador do outro lado do Canal da Mancha foi contratado.

Naquela edição da Premier League o clube fez uma campanha apenas mediana, terminando o campeonato na décima posição sem grandes sustos ou aspirações.

Já a temporada 2014/2015 se mostrou bastante conturbada, com a chegada e saída de diversos atletas.

O Newcastle contratou Rémy Cabella e Emmanuel Rivière. Em compensação, negociou outros cinco franceses, diminuindo muito o número de jogadores oriundos da França.

Foi nessa temporada que o clube demitiu Alan Pardew e se viu perigosamente ameaçado de rebaixamento. O time se salvou apenas nas últimas rodadas, terminando o campeonato na décima quinta posição.

Melancólico fim dos jogadores franceses

A era dos franceses em Newcastle Upon Tyne teve o seu fim decretado na melancólica temporada 2015/2016.

O clube trouxe naquela janela apenas um jogador francês. No entanto, Florian Thauvin permaneceu nos Toons por apenas meia temporada, sendo logo emprestado para seu antigo clube.

Thauvin e sua rápida e discreta passagem pelo clube com apenas 13 jogos disputados – Créditos: Divulgação clube

Já entre aqueles que saíram do clube, estavam cinco franceses.

Em uma temporada com muitos erros, decisões tardias e pouco futebol, o clube acabou pagando caro por suas escolhas.

Nem mesmo a chegada de Rafael Benítez ao comando foi suficiente para salvar a equipe do rebaixamento.

Encerrava-se assim, de forma trágica e sem brilho, o reinado dos franceses no norte da Inglaterra.