7 jogadores da La Liga que caberiam na Premier League

Concorda com a lista? Acrescentaria mais algum nome?

0
543
Reguilon Diego Carlos La Liga
Friedemann Vogel/POOL/AFP via Getty Images

Por conta da paralisação dos campeonatos devido à pandemia do novo coronavírus, o mercado de transferências das ligas europeias ficará aberto até 5 de outubro. Com isso, os rumores já começam a circular e muitos novos nomes podem (e devem) surgir na Premier League. Por isso, a PL Brasil separou sete jogadores que tiveram uma bom 2019/2020 em La Liga e teriam espaço na Inglaterra.

Não espere ver nomes mainstreams ou extremamente badalados como, por exemplo, Federico Valverde ou Thomas Partey. Aqui, a ideia é observar mais afundo o mercado e apontar nomes menos visados.

Acompanhe a PL Brasil no YouTube!

  • PL BRASIL RESPONDE #14 | LEEDS PODE SURPREENDER NA PL?

7 jogadores da La Liga que caberiam na Premier League

Alexander Isak (atacante, Real Sociedad), 20 anos

O atacante sueco participou de 18 jogos como titular no comando do ataque na boa campanha dos bascos. Isak marcou 14 gols nos minutos que esteve em campo por todas as competições disputadas.

Os números podem parecer baixos para um camisa 9, mas ele só ganhou uma sequência maior após a paralisação do campeonato. Além disso, tem só 20 anos e foi a primeira vez na carreira que atuou com maior frequência.

Sua estatura pode dar vantagem ao jogador na adaptação à Premier League, assim como a sua qualidade técnica e boa finalização de pé direito. Apesar de ter disputado posição com William José, o jovem chamou a atenção no campeonato espanhol e promete grandes coisas para quem apostar em seu futebol.

Alexander Isak La Liga
David Ramos/Getty Images

Diego Carlos (zagueiro, Sevilla), 27 anos

O zagueiro brasileiro formou uma dupla sólida com Jules Koudé (outro que poderia estar nesta lista) na defesa do Sevilla. O seu desempenho nesta temporada fez seu nome entrar no radar do técnico da seleção brasileira, Tite.

Seu bom tempo de bola, técnica para sair jogando e qualidade para passes longos somam-se à ameaça aérea contra os adversários que Diego Carlos é. Tudo isso baseado no estilo de jogo de posse de bola do time da Andaluzia, comandado por Julen Lopetegui.

Por isso, nos 35 jogos que disputou em La Liga, desarmou “apenas” 35 vezes. Ou seja, uma vez por jogo. Para completar, conquistou a Uefa Europa League participando diretamente do gol decisivo da decisão diante da Inter de Milão. O título pode fazer com que seu valor de mercado suba consideravelmente.

Leia mais: 6 jogadores ingleses que trocaram a Premier League por La Liga

Emerson Royal (lateral-direito, Bétis), 21 anos

Coincidentemente, mais um brasileiro que joga na Andaluzia. Emerson saiu do Atlético-MG cedo para o Barcelona, mas foi emprestado ao Bétis de imediato. No time alviverde do sudoeste espanhol, melhorou tática e fisicamente.

Emerson é, acima de tudo, um lateral de força física. Gosta de apoiar o ataque e não compromete na defesa. Ainda é muito jovem e tem potencial para evolução. Apesar disso, já chegou a disputar um amistoso seleção brasileira principal.

O que pode dificultar a sua contratação por algum time da Premier League é a revolução que deve acontecer no Barcelona, já que uma das posições mais carentes no elenco catalão é justamente a lateral direita. Entretanto, não deixa de ser um bom nome para ficar de olho.

Emerson Royal
Fran Santiago/Getty Images

Enis Bardhi (meio-campo, Levante), 25 anos

O jogador da Macedônia do Norte é o camisa 10 da sua equipe. Bardhi é quem comanda o meio-campo do Levante há alguns anos e cairia como uma luva em muitos times do campeonato inglês como Newcastle ou Wolverhampton, por exemplo.

Aliás, seu nome foi veiculado como reforço do Fulham, recém-promovido da Championship. Seu perfil de organizador qualifica o toque de bola, além de ser um especialista em bolas paradas. Nos 30 jogos que disputou na temporada, marcou sete gols e distribuiu duas assistências.

Ele tem uma média de 27 passes por jogo com aproveitamento de 77%, segundo o Whoscored. Isso é justificado pelo estilo de jogo da equipe e também mostra que é um jogador que arrisca passes mais decisivos por conta de sua função.

Pau Torres (zagueiro, Villarreal), 23 anos

Pau Torres é um zagueiro espanhol jovem, alto (1,91m) e rápido. Foi titular do Villarreal em 33 dos 38 jogos do campeonato espanhol fazendo dupla com o experiente Raúl Albiol e, assim, equilibrou o centro da linha defensiva.

Seguro por baixo e com um passe que é característico de jogadores espanhóis, sabe começar a construção das jogadas com muita calma. Enquanto se mostra uma boa alternativa de jogo aéreo ofensivo, pode melhorar na bola aérea defensiva.

Seu valor de mercado, segundo o Transfermarkt, é de 27 milhões de libras, o que é acessível para a maioria dos times da Premier League. O investimento vale a pena porque o defensor demonstra um enorme potencial para ser uma presença constante até na seleção nacional.

Eric Alonso/Getty Images

Leia mais: Os 10 maiores espanhóis da era Premier League

Samuel Chukwueze (ponta-direito, Villarreal), 21 anos

O nigeriano é um daqueles que, se chegar, pode se adaptar muito rápido na Premier League. Extremamente habilidoso, atua como ponta-direito, mas pode mudar de lado com facilidade e sem decréscimo em seu desempenho.

Cria da base do Villarreal, a principal característica de Chukwueze é o drible. Tanto que é um dos dez jogadores que mais tiveram sucesso no fundamento na última La Liga. De 112 tentativas de dribles, ele passou pelo adversário 63 vezes.

Numa liga que usa muitos wingers (ou pontas), ele poderia ser uma grande aquisição para qualquer elenco. Seu valor de mercado não é tão alto (24,3 milhões de libras), colaborando para um custo-benefício interessante.

David Ramos/Getty Images

Sérgio Reguilón (lateral-esquerdo, Sevilla), 23 anos

Apesar de ter disputado a temporada 2019/2020 pelo Sevilla, Reguilón é jogador do Real Madrid. Por conta da quantidade de laterais esquerdos no elenco dos merengues, ele pode considerar uma mudança para ter mais tempo de jogo.

De características equilibradas, ele tanto ataca quanto defende bem. Foram quatro assistências e 57 desarmes na liga nacional que comprovam suas características. Além disso, junto com Diego Carlos, também sagrou-se campeão da Uefa Europa League.

De acordo com o Transfermarkt, seu valor de mercado é 22,5 milhões de libras e poderia se encaixar perfeitamente em times que têm poucas opções na posição. É possível imaginar Reguilón jogando no Leicester, por exemplo, caso Ben Chilwell seja vendido ou até mesmo no Manchester United.

Em quais times esses jogadores se encaixam melhor?

Não há posts para exibir