4 jogadores brasileiros da Premier League que podem fazer parte do novo ciclo da Seleção

Será que o quarteto terá chance com Tite?

jogadores brasileiros

Após a Copa do Mundo de 2018, começa-se um novo ciclo de preparação na Seleção e vários jogadores brasileiros buscam participar deste processo e cravar a sua vaga para o próximo torneio.

Apesar de ainda estar longe, eles sabem que é fundamental receber oportunidades desde agora, para que assim possam sonhar com o Catar.

Falamos hoje sobre 4 jogadores brasileiros da Premier League que podem participar do novo ciclo da Seleção Brasileira.

Acompanhe a PL Brasil no Youtube

Fabinho

Revelado no Fluminense, teve passagens pelo Rio Ave, de Portugal e Real Madrid Castilla, tendo feito apenas um jogo pelo time principal. Depois foi emprestado ao Mônaco, onde se destacou e foi adquirido em definitivo pelo time francês.

O polivalente jogador pode ser utilizado tanto no meio-campo (fazendo a função de volante) como na lateral direita. Excelente marcador e com boa saída de bola, vai ser um bom encaixe no time de Klopp.

Foto: Fox Sports

Fabinho foi convocado pela primeira vez para a seleção em 2014, mas fez a sua estreia em 2015, em um amistoso contra o México.

O jogador foi convocado para a Copa América de 2016 nos Estados Unidos e também para dois jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, mas não registrou nenhum minuto em ambos.

Com 24 anos, pode ser um dos novos jogadores brasileiros na Seleção neste novo ciclo. Tanto o meio como a lateral são posições ainda em aberto. Agora, atuando pelos Reds, pode ter mais visibilidade e ganhar uma chance na Seleção. Jogador para Tite ficar de olho.

Richarlison

Atacante de 21 anos, revelado no América Mineiro e com passagem pelo Fluminense, Richarlison foi contratado na temporada passada pelo Watford. Pela equipe inglesa, participou de 41 jogos, marcando cinco gols e deu ainda quatro assistências.

Foto: Getty

O jovem atacante foi um pedido do técnico do Everton, Marco Silva, que o treinou no Watford. Podendo jogar tanto aberto como centralizado no ataque, o jogador vai encontrar novamente o técnico que o levou a Premier League e onde viveu seus melhores momentos.

Richarlison representou a seleção brasileira sub-20 em 2017, no Sul-americano da categoria. O atleta atuou em oito partidas e marcou dois gols.

Um bom desempenho na próxima temporada pode ter um peso importante para ser lembrado pelo técnico Tite.

Jogador forte, rápido e com bom drible, deve receber chances ao longo do próximo ciclo de preparação para a Copa do Mundo de 2022.

Leia mais: Mirandinha: o primeiro jogador brasileiro a jogar na Inglaterra

Felipe Anderson

Após cinco temporadas na Lazio, onde foi um jogador importante e regular, Felipe Anderson chega na Premier League como o jogador mais caro da história do West Ham. Apesar de ter 25 anos (o jogador mais velho desta lista) este é apenas o seu terceiro clube na carreira, e sua estreia no futebol inglês.

Campeão olímpico pela seleção em 2016, Felipe Anderson ficou de fora de todo o ciclo do treinador Tite em preparação para a Copa de 2018, não pela ausência de qualidade, mas pela falta de encaixe no sistema adotado pelo comandante canarinho (Felipe Anderson atua mais como um segundo atacante, atrás do centroavante de ofício).

Foto: Getty

O atleta revelado pelo Santos também pode atuar pelo lado direito, o que lhe dá mais oportunidade na seleção (teria a concorrência imediata de Willian e Douglas Costa) e deve aproveitar o fato de que, no futebol inglês, a presença dos meias pelos lados que se transformam em pontas no terço final do campo é frequente.

O próprio jogador afirmou que vê a mudança para a Premier League como uma oportunidade de ser convocado para a seleção e disputar a Copa do Mundo de 2022.

Felipe Anderson tem tudo para mostrar as suas principais virtudes no futebol inglês (velocidade e drible) e convencer de uma vez por todas que merece uma nova oportunidade com a camisa amarelinha.

Bernardo

Nome mais improvável dentre os quatro jogadores brasileiros da lista, Bernardo surge como opção pela sua versatilidade (atua tanto na lateral-esquerda quanto na direita) e a renovação obrigatória que passará o setor para a Copa do Mundo em 2022.

O jogador, nascido em São Paulo, atuou por duas temporadas no RB Leipzig, totalizando 40 partidas pela Bundesliga.

Foto: Site oficial do Brighton

Contratado por 9 milhões de libras pelo Brighton, Bernardo tem como ponto forte as virtudes defensivas, algo diferente do que temos visto nos últimos laterais que representaram a seleção, o que de certa forma pode ser um ponto a seu favor, pelo fato de se tornar uma alternativa diferente das demais.

O lateral se encaixa perfeitamente no sistema de jogo dos Seagulls, que concentra as suas jogadas ofensivas pelas laterais do campo.

Com as constantes subidas dos meias, Bernardo precisará utilizar da sua força e capacidade defensiva para cobrir os companheiros de time.

Com 23 anos, o jogador precisará ter um bom desempenho pelo Brighton para sonhar em receber a sua primeira oportunidade na seleção.

COLABOROU RODRIGO MEDEIROS