10 argentinos que atuaram na Premier League e você não lembrava

Qual dos argentinos esquecidos que mais tiveram sucesso na Premier League?

10 argentinos que atuaram na Premier League e você não lembrava
Clive Brunskill/Getty Images

Não são todos os jogadores argentinos que atuam na Premier League e são lembrados pelos torcedores. Entretanto, há alguns casos de atletas que tiveram destaque no campeonato inglês e ainda marcaram história. 

Quando pensamos em jogadores argentinos na Premier League, nossa memória se remete às atuações épicas de Sergio Agüero com a camisa do Manchester City. Como também esquecer das atuações de Carlos Tévez com a camisa dos dois maiores times de Manchester? Torcedores do Newcastle vão se lembrar da superação de Jonas Gutiérrez, que marcou o gol que salvou os Magpies do rebaixamento na temporada 2014/2015. 

Não apenas esses cinco sul-americanos atuaram em jogos do campeonato inglês, mas como diversos. Alguns ainda marcaram história no clube, outros passaram e sequer deixaram saudades à torcida. Desse modo, a PL Brasil listou 10 jogadores argentinos que atuaram na Premier League e você não lembrava.

Acompanhe a PL Brasil no YouTube!

  • SELEÇÃO DA PREMIER LEAGUE COM UM JOGADOR POR TIME

10 argentinos que atuaram na Premier League e você possivelmente não lembrava

Ignacio Scocco (Sunderland)

Mike Hewitt/Getty Images

O atacante chamou a atenção dos amantes do futebol após marcar cinco gols na mesma partida contra o The Strongest em uma partida de Libertadores atuando pelo River Plate. Difícil mesmo é lembrar de Ignacio Scocco com a camisa do Sunderland.

O argentino chegou à Inglaterra depois de uma passagem de apenas quatro meses pelo Internacional. Os quatro gols marcados em 21 jogos pela equipe brasileira convenceram os Black Cats a pagarem pouco mais de 3,5 milhões de euros para contratar Scocco na temporada 2013/2014.

O valor investido no atacante não valeu a pena. Em seis meses no Sunderland, Scocco atuou apenas em oito jogos e não balançou as redes nenhuma vez. Em julho de 2014, o jogador retornou à Argentina para atuar no Newell’s Old Boys, equipe que defendeu até 2017, antes de transferir-se ao River Plate

Leia mais: 10 jogadores que passaram pelo Sunderland e você talvez nem saiba

Andrés D’Alessandro (Portsmouth)

Ídolo do Internacional e extremamente caracterizado com a equipe gaúcha, Andrés D’Alessandro é mais um dos jogadores argentinos que passaram pela Premier League e quase ninguém se lembra.

O meio-campista chegou ao Portsmouth em janeiro de 2006, por empréstimo, com o objetivo de evitar o rebaixamento do Pompey da elite do futebol inglês. Na Premier League, foram 13 jogos e um gol marcado.

Antes que o contrato de empréstimo de D’Alessandro, treinador do Portsmouth na ocasião, Harry Redknapp, demonstrou interesse para que o argentino permanecece no clube. Entretanto, D’Ale chamava atenção de diversos clubes europeus, e o Wolfsburg, detentor do passe do atleta, optou emprestá-lo na temporada seguinte ao Real Zaragoza, clube que, posteriormente, adquiriu seu passe de maneira definitiva

Richard Heathcote/Getty Images

Leia mais: 8 jogadores do Brasileirão 2019 que já passaram pela Premier League

Lionel Scaloni (West Ham United)

O atual treinador da seleção da Argentina também teve uma breve passagem pelos gramados ingleses. Lionel Scaloni chegou ao West Ham no deadline day da janela de inverno da temporada 2005/2006 por empréstimo, cedido pelo Deportivo La Coruña. O ex-lateral direito chegou e assumiu a posição de titular.

Pelos Hammers, Scaloni atuou em 17 jogos e contribuiu com uma assistência. O jogador foi titular da final da Copa da Inglaterra de 2005/2006, ocasião que o West Ham United amargou o vice-campeonato, sendo derrotado pelo Liverpool na disputa de pênaltis. 

Christopher Lee/Getty Images

Embora o ex-lateral fosse peça importante no segundo semestre dos Hammers, no final do período de empréstimo, Scaloni retornou ao Deportivo La Coruña e transferiu-se ao Racing Santander.

Jonathan Calleri (West Ham United)

Jonathan Calleri chegou ao West Ham com muita expectativa, principalmente depois da grande passagem que teve pelo futebol brasileiro. Em apenas seis meses no São Paulo, Calleri conquistou a torcida. Foram 16 gols em 31 jogos pelo clube paulista e o atacante ainda foi o artilheiro da Copa da Libertadores de 2016, com nove gols. 

De referência no São Paulo, Calleri tornou-se coadjuvante nos Hammers. Seu primeiro e único gol pela equipe de Londres aconteceu apenas em janeiro, depois de cinco meses no clube, em uma vitória contra o Middlesbrough pela Premier League.

Calleri não agradou na Inglaterra. Foram apenas 19 jogos – 16 pela Premier League – e um gol com a camisa do West Ham United. Após o contrato de empréstimo com os Hammers expirar, o atacante foi repassado ao Las Palmas.

Tony Marshall/Getty Images

Leia mais: West Ham: 31 atacantes em 7 anos e ainda sem solução

Mauro Boselli (Wigan Athletic)

O título da Copa Libertadores pelos Estudiantes e os mais de 100 gols marcados pelo León não chamaram a atenção do torcedor brasileiro por Mauro Boselli. O atacante só ganhou fama no Brasil após chegar ao Corinthians, em 2019.

Até a transferência do argentino ao clube paulista, pouco é lembrado da carreira de Boselli. Um dos fatos que ficaram esquecidos no passado foi quando jogou no Wigan Athletic.

O atacante chegou à Inglaterra na temporada 2010/2011, mas sua primeira passagem pelos Lactics foi breve. Em janeiro de 2011, Boselli foi emprestado ao Genoa e quando retornou ao Wigan, foi emprestado mais uma vez, mas desta vez ao Estudiantes, clube pelo qual atuou antes de chegar na Premier League.

Boselli retornou aos Latics em julho de 2012 e permaneceu até o fim da temporada. O atacante ainda fez parte do plantel do Wigan que conquistou a Copa da Inglaterra de 2012/2013 antes de confirmar sua saída. O atacante teve papel importante na conquista da copa nacional. Boselli marcou o gol da vitória dos Lactics no replay contra o Bournemouth, ainda na terceira fase da competição.

Em três anos vinculados pelo clube Wigan, o argentino entrou em campo por 24 ocasiões e fez apenas cinco gols, sendo que apenas um deles foi pela Premier League.

Clive Brunskill/Getty Images

Leia mais: 10 jogadores que passaram pelo Wigan e você talvez nem saiba

Federico Fazio (Tottenham)

Federico Fazio chegou aos Spurs na temporada 2014/2015. Após deixar o Sevilla depois de sete anos e o investimento de 8 milhões de libras para contar com o defensor, as expectativas no argentino eram altas.

A estreia de Fazio foi contra o Manchester City. Na ocasião, o Tottenham foi goleado pelos Citizens por 4 a 1, com quatro gols de Sergio Agüero. O recém contratado dos Spurs foi um dos protagonistas da partida, mas de maneira negativa. Fazio puxou o compatriota dentro da área e foi penalizado com um cartão vermelho.

Na temporada seguinte, com a parceria de sucesso na defesa entre Jan Vertonghen e Toby Alderweireld, Fazio teve cada vez menos espaço na equipe principal dos Spurs. Em janeiro de 2016, o argentino voltou ao Sevilla, mas por empréstimo.

A passagem no clube espanhol durou apenas quatro meses. Quando retornou ao Tottenham, Fazio foi cedido mais uma por empréstimo, mas desta vez à Roma, clube que o adquiriu de maneira definitiva na temporada 2017/2018.

Esteban Cambiasso (Leicester City)

Depois de dez anos na Inter de Milão conquistando todos os títulos possíveis pela equipe italiana, Esteban Cambiasso chegou sem custos ao Leicester City na temporada 2014/2015, assinando contrato de um ano. As dúvidas pairavam no ar sobre a contratação do volante que, na ocasião, tinha 34 anos. Ele chegaria a passeio ou ainda tinha lenha para queimar?

Cambiasso não só jogou muita bola pelos Foxes naquela temporada, como também foi eleito o melhor jogador do clube daquele ano. Mesmo atuando de maneira recuada, o volante dividiu a segunda posição de artilheiro da equipe com David Nugent e Jamie Vardy, cada um com cinco gols.

O clube demonstrou interesse de renovar o contrato do argentino, mas o próprio optou por sair do clube. Em uma temporada, o argentino atuou com a camisa do Leicester City em 33 partidas. Em 2016, Cambiasso chegou ao Olympiakos, também sem custos. Jogou no clube grego por um ano e anunciou sua aposentadoria dos gramados.

Leia mais: Como o Leicester escapou do rebaixamento antes de ser campeão inglês

Nelson Vivas (Arsenal)

Os três anos vinculados com o Arsenal e o título da Supercopa da Inglaterra não evitam que Nelson Vivas seja mais um dos jogadores argentinos que atuaram na Premier League e quase ninguém lembrava. O ex-lateral chegou na Inglaterra após ser adquirido de maneira definitiva do Boca Juniors.

Na temporada que chegou à Inglaterra, em 1998/1999, Vivas foi bem aproveitado pela equipe londrina, mas, mesmo assim, foi emprestado ao Celta de Vigo um ano após ser contratado pelos Gunners. No final do empréstimo à equipe espanhola, Vivas retornou ao Arsenal.

Conforme as oportunidades não surgiam com Arsène Wenger, o argentino foi negociado com a Inter de Milão na temporada seguinte. Pelo Arsenal, foram mais de 60 jogos e apenas um gol marcado. Atualmente, Vivas é assistente técnico do Atlético Madrid.

Mauro Zárate (Birmingham City, West Ham, Queens Park Rangers e Watford)

Por mais que tenha atuado em quatro clubes pelo campeonato inglês, Mauro Zárate é pouco recordado pelas equipes que passou. 

A primeira passagem do argentino no campeonato inglês foi ainda em 2008. Em janeiro daquele ano, o jogador assinou um contrato de empréstimo com o Birmingham CityPela equipe, foram quatro gols e uma assistência em 14 jogos pela Premier League. Entretanto, os bons números individuais de Zárate não evitaram o rebaixamento da equipe à Championship.

O retorno do atacante à Premier League aconteceu na temporada 2014/2015. Após se destacar no Vélez Sarsfield, o West Ham United assinou um contrato de três anos com o argentino. No entanto, depois de apenas oito jogos com a camisa dos Hammers, Zárate foi emprestado ao Queens Park Rangers, em janeiro de 2015.

Em apenas cinco meses no clube da região oeste de Londres, Zárate entrou em campo apenas em quatro jogos da Premier League. No entanto, as polêmicas acumuladas e o rebaixamento dos Ranger à Championship, confirmaram o retorno do argentino aos Hammers.

O atacante foi mais aproveitado pelo West Ham United em sua segunda passagem. Mesmo que Zárate fosse peça constante nas escalações do time na Premier League, o atacante foi vendido à Fiorentina em janeiro de 2016.

Richard Heathcote/Getty Images

A passagem de Zárate na Itália durou apenas um ano. Na janela de verão de 2017, o Watford contratou o atacante de maneira definitiva. Mas, mais uma vez, o jogador teve passagem discreta na Inglaterra.

No seu terceiro e último jogo pelos Hornets, Zárate rompeu os ligamentos cruzados do joelho. Sendo assim, o atacante perdeu o restante da temporada. Ainda vinculado com o Watford, Zárate passou pelo Al Nasr e Vélez Sarsfield por empréstimo. Até que em julho de 2018, o atacante transferiu-se, de maneira definitiva, para o Boca Juniors

Franco Di Santo (Chelsea, Blackburn Rovers e Wigan)

Para finalizar nossa lista de jogadores argentinos que passaram pela Premier League e você não lembrava, vamos listar Franco Di Santo. O atacante atuou em três clubes da Inglaterra, mas é pouco recordado entre os times que jogou.

O primeiro time que Di Santo defendeu na terra da rainha foi o Chelsea. O argentino chegou aos Blues em 2007/2008 após se destacar no início da carreira pelo Audax Italiano e ser chamado de “novo Maradona”. Com pouco espaço no clube de Londres, o atacante foi emprestado ao Blackburn Rovers na temporada 2009/2010.

O período em que esteve nos Rovers foi um fiasco. Com apenas um gol marcado em 24 jogos, Di Santo voltou aos Blues, mas com pouca certeza de que teria espaço na equipe principal. Após retornar ao Chelsea, o argentino foi negociado de maneira definitiva com o Wigan Athletic.

Leia mais: Higuaín e os argentinos que não deram certo no Chelsea

Foi nos Latics que Di Santo quebrou seus recordes pessoais na carreira, sendo o time que mais jogou e mais marcou gols na Inglaterra. Em três anos no Wigan, foram 97 jogos e 13 gols, e o argentino ainda contribuiu com o título da Copa da Inglaterra da temporada 2012/2013.

Por mais que tivesse um certo destaque nos Latics, não foi suficiente para que Di Santo fosse lembrado na Premier League. Embora tenha atuado em três times da elite do futebol inglês entre 2007 a 2013, foram 122 jogos e apenas 14 gols marcados na liga nacional.

Paul Ellis/AFP/Getty Images

Leia mais: Confira os 5 maiores argentinos na história da Premier League