Definido! Após longa crise, jogador ‘problema’ está fora do Manchester United

6 minutos de leitura

O Manchester United emitiu um comunicado oficial nesta segunda-feira (21) e definiu a situação do atacante Mason Greenwood. O destaque revelado na base do clube está afastado desde janeiro de 2022 após acusação de estupro e violência doméstica.

Em nota, os Red Devils sacramentaram o futuro do jogador: depois de “concluir sua própria investigação interna”, definiu que Greenwood não joga mais pelo clube. Confira a nota na íntegra no final da matéria.

As acusações sobre Greenwood

O jovem de 21 anos foi acusado de estupro por sua ex-namorada, Harriet Robson, em janeiro do ano passado. Ele teve seu contrato com salário de 100 mil euros por semana interrompido, perdeu o patrocínio que tinha com a Nike e foi preso.

greenwood united antony
Foto: Icon Sport

Em fevereiro deste ano, o atacante foi absolvido no caso. A promotoria britânica decidiu retirar acusações de agressão e violência sexual da ex-namorada de Greenwood depois que a suposta vítima e seis testemunhas se recusaram a cooperar nas investigações.

Mesmo sendo absolvido, o jogador nunca chegou a ser reintegrado ao elenco. Houve grande pressão da torcida e até mesmo do time feminino do Manchester United para que ele deixasse o clube.

Os desdobramentos do caso

No final de janeiro de 2022, o atacante foi detido em conexão com a acusação feita pela modelo e ex-namorada Harriet Robson, alegando agressão e violência sexual. Após dois dias de interrogatório, ele foi liberado mediante pagamento de fiança.

No entanto, em outubro, alegações surgiram de que ele teria infringido as condições estabelecidas ao tentar se comunicar com a suposta vítima. Como resultado, uma nova prisão ocorreu após a queixa ser apresentada à polícia de Manchester. Greenwood passou quatro dias sob detenção antes de ser libertado.

Posteriormente, ele obteve sucesso em um recurso e recebeu permissão para pagar fiança novamente. Isso resultou em sua libertação da detenção, permitindo que ele continuasse a enfrentar o processo em liberdade.

O jornal inglês “The Sun” noticiou, em abril deste ano, que o clube estudou a possibilidade de reintegrá-lo ao elenco depois da sua absolsção. Porém, o mesmo jornal noticiou dias depois que Mason disse aos amigos que “nunca mais jogaria pelos Red Devils”.

Na mesma época, o “The Athletic” havia informado que o United rejeitou uma proposta do futebol turco pelo jogador. Em fevereiro, foi noticiado que até mesmo o futebol chinês era uma opção para o jogador.

Mason Greenwood pelo Manchester United

  • 83 jogos na Premier League
  • 22 gols na Premier League
  • 4 assistências na Premier League
  • 18 jogos na Europa League
  • 6 gols na Europa League
  • 2 assistências na Europa League
  • 18 jogos em copas nacionais
  • 5 gols em copas nacionais
  • 3 assistências em copas nacionais

Nota oficial do Manchester United

O Manchester United concluiu sua investigação interna sobre as alegações feitas contra Mason Greenwood.

Nosso processo teve início em fevereiro de 2023, após todas as acusações contra Mason terem sido retiradas. Ao longo desse período, levamos em consideração os desejos, direitos e perspectiva da suposta vítima, juntamente com os padrões e valores do clube, e buscamos reunir o máximo de informações e contexto possível. Isso exigiu que procedêssemos com sensibilidade e cuidado para obter evidências que não estavam disponíveis ao público, incluindo informações daqueles com conhecimento direto do caso.

Com base nas evidências disponíveis para nós, concluímos que o material postado online não apresentou uma imagem completa e que Mason não cometeu as infrações pelas quais foi originalmente acusado. Dito isso, conforme Mason reconhece publicamente hoje, ele cometeu erros pelos quais está assumindo a responsabilidade.

Todos os envolvidos, incluindo Mason, reconhecem as dificuldades que ele enfrentaria ao retomar sua carreira no Manchester United. Portanto, foi acordado mutuamente que seria mais apropriado para ele fazê-lo longe de Old Trafford, e agora trabalharemos com Mason para alcançar esse resultado.

Comunicado de Mason Greenwood

Gostaria de começar dizendo que entendo que as pessoas vão me julgar por causa do que viram e ouviram nas redes sociais, e sei que as pessoas pensarão o pior.

Fui educado para saber que a violência ou o abuso em qualquer relacionamento é errado, eu não fiz as coisas das quais fui acusado e, em fevereiro, fui absolvido de todas as acusações.

No entanto, aceito totalmente que cometi erros no meu relacionamento, e assumo minha parcela de responsabilidade pelas situações que levaram à postagem nas redes sociais.

Estou aprendendo a entender minhas responsabilidades para dar um bom exemplo como jogador de futebol profissional, e estou focado na grande responsabilidade de ser um pai, bem como um bom parceiro.

A decisão de hoje foi parte de um processo colaborativo entre o Manchester United, minha família e eu. A melhor decisão para todos nós é que eu continue minha carreira no futebol longe do Old Trafford, onde minha presença não será uma distração para o clube. Agradeço ao clube pelo apoio desde que entrei aos sete anos. Sempre haverá uma parte de mim que é United.

Sou enormemente grato à minha família e a todos os meus entes queridos pelo apoio, e agora é minha vez de retribuir a confiança que aqueles ao meu redor demonstraram. Pretendo ser um jogador de futebol melhor, mas, o mais importante, um bom pai, uma pessoa melhor e usar meus talentos de maneira positiva dentro e fora do campo.

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]