João Victor escolhe sua nova numeração prevendo o futuro

1 minuto de leitura

João Victor escolheu o número 38 para defender em sua nova casa, o Benfica. Decerto, a nova numeração é algo surpreendente, que já caiu no gosto dos adeptos encarnados. João escolheu o número, já prevendo a próxima taça da equipe.

Em suma, o Benfica é campeão nacional por 37 vezes. A 38ª, quem sabe, será com o zagueiro brasileiro no elenco, e por isso este levará o número nas costas:

“Estou preparado para ajudar o Benfica a voltar a ganhar títulos nacionais. O meu número da camisola, o 38, é para comemorar o 38.º título que o Benfica pode ganhar. Escolhi de propósito”.

Na primeira apresentação para os torcedores da equipe, João Victor elencou suas características dentro de campo, já garantindo estar pronto para melhorar ainda mais:

“As minhas principais características são a velocidade, tenho boa saída de bola para o ataque e bom jogo de cabeça. As outras características vou aprimorar para ficar melhor”.

Acostumado a jogar para o Povo

Portanto, o zagueiro vem de um gigante clube no Brasil. O Corinthians, time de maior torcida no país, sempre tem os estádios completos para o futebol e mesmo com 23 anos, João Victor sabe o que é a pressão, boa ou ruim.

Agora, encontrará o Benfica, time de maior torcida em Portugal e com a Luz quase sempre lotada. O jovem falou sobre o assunto, garantindo estar tranquilo e ansioso para ter muitos torcedores em seu apoio e ao time:

“O Corinthians tem muitos adeptos no Brasil. Espero que, em Portugal, possa deixar orgulhosa a massa adepta do Benfica, tal como aconteceu no Brasil. Senti uma energia muito boa [ao visitar o estádio]. Falei com o presidente Rui Costa e ele disse-me que o estádio está quase sempre lotado. Só posso dar a vida pelo clube e acho que vai ser uma sensação única”.

Foto destaque: Reprodução/SLB

Robert Ferreira
Robert Ferreira

Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!