Ex-jogador do City chama Guardiola de ‘mentiroso’ e acusa clube de ingratidão

5 minutos de leitura

A saída de João Cancelo do Manchester City por empréstimo ao Barcelona na janela de transferências do meio de 2023 foi envolta a polêmicas entre o português e o técnico Pep Guardiola.

Além das rusgas entre os dois, relacionadas ao fato de o lateral nunca ter sido titular absoluto, o treinador já chegou a expor publicamente um suposto problema entre o atleta e Rico Lewis e Nathan Aké, jogadores mais jovens que tiveram mais espaço na equipe enquanto Cancelo permanecia no banco.

Neste domingo (24), prestes a renovar seu vínculo com o Barcelona — onde vive boa fase –, Cancelo abriu o jogo sobre os problemas vividos no City. Em entrevista ao jornal português “A Bola”, o lateral acusou o clube inglês de ingratidão e disse que as declarações de Guardiola não eram verdadeiras.

João Cancelo sobre Guardiola: “Mentiras foram contadas!”

João Cancelo chegou ao City em 2019, sob o discurso de que era “a melhor escolha de sua carreira”. Porém, as coisas não saíram como esperado, principalmente por problemas com Guardiola.

Em 2023, ele foi emprestado para o Bayern de Munique, onde passou meia temporada e ajudou o clube a conquistar mais um Campeonato Alemão. Enquanto isso, o City levantava sua primeira taça da Champions League e conquistava a Tríplice Coroa. Mesmo assim, Cancelo disse não ter se arrependido da ida para a Alemanha.

— Não estou arrependido, mesmo que o City tenha ganho a Champions. Sinto que fiz a escolha certa, que fui para um clube que realmente me queria, mesmo antes de renovar contrato. Foi um clube que me deu muito nos seis meses em que estive lá. Lidei com grandes jogadores e o clube é espetacular. 

Questionado sobre as declarações públicas de Guardiola sobre seu conflito com Aké e Lewis, Cancelo respondeu que eram falas “mentirosas” e acrescentou que nunca teve problemas de vestiário com os dois.

— Mentiras foram contadas! Nunca fui um mau companheiro para eles e pode perguntar tanto ao Aké como ao Rico. Não tenho nenhum complexo de superioridade ou inferioridade em relação a eles, mas é a opinião do ‘mister'…

Além disso, o lateral revelou ter ficado triste com essa situação, dizendo que o City foi “ingrato”, já que ele nunca teria faltado em seus compromissos com o clube e a torcida. O jogador revelou que chegou a jogar no Emirates contra o Arsenal um dia depois de ter sido agredido em um assalto à sua casa em Manchester.

— Fiquei (triste) porque não é verdade. Acho que o Manchester City foi bastante ingrato comigo ao falar isso, porque fui um jogador muito importante nos anos em que estive lá. Nunca faltei com o meu compromisso com o clube, com os torcedores e sempre me doei. Me lembro de uma rodada em que fui assaltado e agredido e no dia seguinte estava jogando no Emirates contra o Arsenal. São coisas que não se esquecem, deixei a minha mulher e a minha filha sozinhas em casa apavoradas.

No entanto, Cancelo parece tratar o assunto como águas passadas. Na mesma entrevista, o português respondeu prontamente que Guardiola foi o melhor técnico com quem já trabalhou até hoje. Além disso, desejou tudo de bom ao clube inglês e acredita que são os favoritos a vencer a Champions nesta temporada.

— As pessoas só vão lembrar disso porque o ‘mister' Guardiola tem muito mais força do que eu quando diz alguma coisa e eu prefiro ficar ‘na minha'. Prefiro saber que estou dizendo a verdade, me sinto realizado com aquilo que fiz. Sou uma pessoa transparente, nunca menti. A vida segue e desejo a eles que corra tudo bem, porque enquanto estive lá desfrutei do meu futebol e da equipe. Continuam a ser a equipe favorita a ganhar a Champions.

Ex-City está cada vez mais próximo de continuar no Barcelona

Nos últimos dias, a mídia espanhola tem noticiado que Cancelo deve mesmo permanecer no Barça. Além de o City não ter interesse em levá-lo de volta a Manchester, mesmo com contrato válido até 2027, o presidente Joan Laporta tem dado declarações que indicam a sequência do vínculo do português no time catalão.

No novo “El Podcast del President”, produzido pelo Barcelona e divulgado neste sábado (23), Laporta reafirmou que o clube está disposto a continuar com Cancelo e João Félix, “seja com a fórmula de transferência fixando um preço de compra ou continuar com as mesmas condições” de empréstimo atuais. A negociação de Cancelo, porém, estaria um passo a frente.

Os casos deles são bastante parecidos, mas o Cancelo está muito mais adiantado na operação em termos de preço. Com o João Félix, o preço ainda não está definido e estamos aguardando.

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Me formei em Jornalismo pela PUC-SP em 2020. Antes de escrever para a PL Brasil, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.