Jean-Philippe Gbamin e a dura missão de substituir Gueye

Reforço ex-Mainz terá papel importante no meio-campo dos Toffees

0
205
gbamin site oficial
(Foto: Reprodução/Everton)

Após três temporadas brilhantes na cidade de Liverpool, Idrissa Gueye acabou se transferindo ao PSG, deixando em aberto uma lacuna bem importante no Everton. O atleta deixa a Premier League com o status de um dos melhores roubadores de bola que o campeonato teve nos últimos anos, senão o melhor.

A tarefa de substituir Gueye se tornou crucial, uma vez que o volante era um dos pilares do time. Após uma busca consciente, o Everton anunciou a contratação de Jean-Philippe Gbamin junto ao Mainz 05 por 25 milhões de libras.

O marfinense de 23 anos chega com a expectativa de substituir o tão querido senegalês. Mas será que o ex-jogador da Bundesliga dará conta do recado?

Leia mais: Esses são os 50 maiores clubes da Inglaterra, segundo este jornal inglês
Jean-Philippe Gbamin (Divulgação)
Jean-Philippe Gbamin (Divulgação)

Gbamin chegou à Alemanha na temporada 2016/17 após um bom desempenho pela Ligue II com o Lens. À princípio, não estava planejado para receber oportunidades logo em sua temporada de estreia, mas uma série de lesões no Mainz fez com que ele se tornasse um atuante regular, encerrando aquela edição de Bundesliga com 25 jogos.

O imponente meio-campista agradou tanto que permaneceu entre os titulares na temporada seguinte. Ele geralmente atuava como um terceiro zagueiro ou como um meia defensivo, quando o treinador utilizava a plataforma 4-3-3. Sua agressividade e imponência física – principalmente pelo alto – faz com que seja uma opção versátil.

Na temporada 2018/19, Gbamin passou a atuar por vezes como um meio-campista central, tendo liberdade para dar combate um pouco mais adiantado e experimentar passes longos. Esta última, inclusive, é uma de suas especialidades.

O marfinense procura lançamentos para quebrar a primeira linha adversária, e acaba sendo uma boa alternativa no início das transições ofensivas.

Leia mais: Maguire e Wan-Bissaka: reforços poderão transformar a defesa do Manchester United
Comparativo entre Gueye e Gbamin na temporada 2018/19. (Foto: Smarterscout)

É claro que há diferenças entre o jogador e Idrissa Gueye (como podemos ver na imagem acima). Não podemos esperar números defensivos tão consistentes como o do adorado senegalês, até pela sua mudança de posição na última temporada.

Mas agora o time azul de Liverpool ganha mais participação no terço final do campo, além de ainda ter uma boa segurança na frente da defesa.

A presença aérea também é adicionada com a chegada do novo jogador. Enquanto o novo reforço do Everton se faz valer de sua força física para ganhar divididas, seja pelo alto ou por baixo, Gueye usava de sua apurada leitura de jogo e antecipação para ganhar a posse de bola.

Gbamin ainda precisa se provar na adaptação ao futebol inglês, que é um cenário de transições rápidas durante todo o jogo. No entanto, é inegável a boa aposta do Everton no jogador africano. Apesar de ter uma missão dura ao substituir Gueye, o atleta recém-chegado à Premier League tem tudo para atingir o nível esperado.