Inter dá chapéu incrível, fecha com atacante francês, e pode ver Lukaku no Milan; entenda!

5 minutos de leitura

O clássico entre Inter de Milão e Milan se repetiu mais do que o de costume na última temporada, tendo dois duelos pelas semifinais da Champions League. Porém, o confronto não parou só nas quatro linhas. Os dois rivais agora travam um embate no mercado da bola e, assim como foi na Liga dos Campeões, parece que o final feliz ficou com os Nerazzurri.

Inter e Milan disputavam o atacante Marcus Thuram, que estava no Borussia Mönchengladbach e foi o sexto artilheiro do Campeonato Alemão com 13 gols em 26 jogos. De acordo com o jornalista italiano Fabrizio Romano, especialista em mercado de transferências, os Nerazzurri levaram a melhor e tiveram o “sim” do jogador de 25 anos.

O contrato de Thuram com o Mönchengladbach termina no final deste mês, portanto uma negociação foi feita diretamente com o jogador, acertando salário e luvas.

Marcus Thuram passou pelas categorias de base do Olympique de Neuilly, AC Boulogne-Billancourt e, por fim, Sochaux, onde subiu para o profissional e, de 2015 a 2017, marcou apenas um gol e deu uma assistência em 40 jogos.

Em 2017, Thuram seguiu para o Guingamp, onde ficou por dois anos, jogou 72 jogos, marcou 15 gols e deu duas assistências. Em 2019, o atacante se transferiu para o Borussia Mönchengladbach. No futebol alemão, ele ganhou destaque, estufando as redes 44 vezes e deu 18 passes para gol em 134 partidas.

O novo reforço da Inter de Milão também atua pela seleção francesa desde o sub-14. A partir de 2020, o atacante começou a ser chamado para o time principal da França, fazendo sete jogos e dando duas assistências.

Uma curiosidade do jogador é o fato dele ser filho do ex-jogador Lilian Thuram, que se destacou pela seleção da França. É irmão mais velho do também jogador do Nice, Khéphren Thuram. Ele nasceu em Parma, na Itália, enquanto seu pai jogava no clube da cidade, e recebeu o nome do ativista jamaicano Marcus Garvey.

Lukaku no Milan?

A ida de Thuram à Inter de Milão pode fazer com que o Milan procure Romelu Lukaku, que estava emprestado aos Nerazzurri pelo Chelsea e agora está de volta à Londres, porém, fora dos planos do técnico Mauricio Pochettino.

Porém, Lukaku revelou seu desejo por seguir na Inter de Milão, onde viveu seu auge entre 2019 e 2021, e já rejeitou propostas da Arábia Saudita. No entanto, o Chelsea recusou uma proposta de 7 milhões de libras (R$ 42,5 milhões) dos Nerazzurri.

O agente de Lukaku, Sebastien Ledure, recusou a primeira investida do Milan pelo jogador, porém, os rossoneri podem investir mais pesado em busca do atacante belga, que foi vice-campeão da Champions League com a Inter de Milão, agora que perderam Thuram para o maior rival.

O Chelsea deseja negociar Lukaku em definitivo pelo valor de 40 milhões de euros (R$ 209,2 milhões), dinheiro que a Inter de Milão não tem no momento, mas que o Milan pode ter, caso venda Sandro Tonali para o Newcastle por algo na casa dos 80 milhões de euros (R$ 418,5 milhões). Quem também manifestou interesse no atacante belga é o futebol saudita, que vem tirando vários jogadores da Europa para disputar a liga nacional. Os Blues, inclusive, já venderam K'Golo Kanté para o Al-Ittihad, da Arábia Saudita, e negocia Edouard Mendy, Kalidou Koulibaly e Hakim Ziyech com clubes sauditas.

Na última temporada, Lukaku marcou 14 gols e deu seis assistências pela Inter de Milão. Não foi titular absoluto, principalmente pela grande fase de Lautaro Martínez, mas foi importante para os Nerazzurri. Entretanto, o atacante belga ficou marcado recentemente por ter perdido um gol na pequena área na final da Champions League, contra o Manchester City no último dia 10, em Istambul, na Turquia.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.