A Inglaterra em segunda fase de Copas do Mundo: estatísticas e curiosidades

Veja o retrospecto e algumas curiosidades da seleção inglesa em segunda fase de Copas do Mundo!

Inglaterra

Em 20 edições de Copa do Mundo, a Inglaterra participou de 14, fazendo sua estreia em 1950: torneio que foi sediado no Brasil. De lá pra cá, os Three Lions avançaram para a segunda fase em 11 oportunidades, tendo um aproveitamento de aproximadamente 79%.

Até a Copa do Mundo de 1982, os times que avançavam para a segunda fase já participavam diretamente das quartas-de-finais. Neste formato, a Inglaterra passou da fase inicial cinco vezes, alcançando a glória máxima em 1966. Esta Copa, inclusive, foi a única na história onde a seleção inglesa disputou a final do certame.

Leia mais: Bobby Moore, o zagueiro temido até por Pelé

A seleção inglesa chegou uma única vez em uma final de Copa do Mundo, quando conquistou o título em 1966. (Foto: Correio Brasiliense)

Em 1982, houve um formato inédito até aquele momento. 24 seleções foram divididas em 6 grupos de 4. Os dois de cada grupo avançavam para quatro grupos com três seleções cada.

O primeiro de cada grupo passava e disputava as semifinais. A seleção inglesa chegou a passar para a segunda fase, mas foi eliminada antes de chegar às semifinais, em um grupo que tinha Alemanha Ocidental e Espanha.

A partir da Copa de 1986, com o novo formato de 16 seleções avançando para a próxima etapa, a Inglaterra passou da fase de grupos em seis oportunidades de sete disputadas: um aproveitamento de 86%.

Chegou às oitavas-de-finais duas vezes (1998 e 2010); às quartas-de-finais três vezes (1986, 2002 e 2006) e chegou em uma semifinal em 1990.

Estatísticas da Inglaterra na segunda fase: “sorte” pro campeão e Alemanha como carrasco

A Inglaterra foi eliminada pela seleção que se tornaria campeã da Copa do Mundo em quatro oportunidades (Brasil – 1962 e 2002; Argentina – 1986; e Alemanha Ocidental – 1990).

Leia mais: Tudo o que você precisa saber sobre a seleção inglesa na Copa do Mundo

O retrospecto das eliminações da seleção inglesa em segunda fase de Copas do Mundo é bem equilibrado. Das 10 vezes que saiu do torneio neste ponto, 5 foram para seleções sul-americanas e 5 para seleções europeias.

O maior carrasco sem dúvidas é a Alemanha, que eliminou a Inglaterra em quatro oportunidades (1970, 1982, 1990 e 2010).

Pelos lados daqui, Argentina e Brasil dividem o mérito, cada uma forçando a eliminação do rival por duas vezes. No entanto, nas duas oportunidades que os imgleses foram batidos pela seleção canarinha, esta se sagrou campeã (1962 e 2002).

Mesmo com Gary Lineker inspirado, Inglaterra não segurou a Alemanha em 1990. (Foto: FIFA)

Um dado curioso é que, de 10 eliminações, apenas uma única vez os Three Lions não marcaram um único gol no jogo em tempo normal – isso aconteceu em 2006, quando saíram para Portugal nos pênaltis por 1 a 3; 0 a 0 no tempo normal.

Ainda falando sobre penalidades: por três vezes a Inglaterra deixou a competição por meio da disputa de pênaltis (1990, 1998 e 2006).

Retrospecto positivo na segunda fase: sem preferências

Sobre as seleções que foram eliminadas pela Inglaterra em segunda fase de Copas do Mundo, parece não existir tanta preferência.

Por quatro vezes, a seleção inglesa eliminou seleções do próprio continente, em três oportunidades seleções sul-americanas e uma única vez seleção africana.

O retrospecto é equilibrado até com relação aos gols. Por quatro vezes a seleção inglesa eliminou algum adversário marcando até dois gols na partida; mesmo desempenho com relação à mais de dois tentos marcados

Retrospecto geral da Inglaterra em segunda fase de Copas do Mundo

1954 – Eliminado pelo Uruguai nas quartas (2 a 4).
1962 – Eliminado pelo Brasil nas quartas (1 a 3).
1966 – Campeão.
1970 – Eliminado nas quartas para a Alemanha Ocidental (2 a 3).
1982 – Chegou à segunda fase, em um grupo com 3 seleções onde só avançava uma. Foi eliminada nesta fase.
1986 – Eliminado nas quartas. Saiu para a Argentina por 1 a 2.
1990 – Eliminados nas semifinais para a Alemanha Ocidental (1 a 1 no tempo normal, p. 3 a 4).
1998 – Eliminados nas oitavas para a Argentina (2 a 2 no tempo normal, 3 a 4 nos pênaltis).
2002 – Eliminado nas quartas para o Brasil (1 a 2).
2006 – Eliminado nas quartas para Portugal (0 a 0 no tempo normal, 1 a 3 nos pênaltis).
2010 – Eliminado nas oitavas para a Alemanha (1 a 4).