Federação Inglesa proíbe cabeçadas nas categorias de base

5 minutos de leitura

A Federação Inglesa (FA) divulgou novas medidas para as categorias de base no país. A partir da próxima temporada, todas as competições que envolvem times juvenis terão as jogadas de cabeça banidas. Ex-jogadores, conforme relatado pela PL Brasil, da Premier League têm apresentado demência em consequência das lesões na cabeça.

Desde 2022, a Federação Inglesa trabalha ao lado do órgão que regulamenta as regras do futebol mundial, a International Football Association Board (IFAB), com o objetivo de remover as cabeçadas nas categorias de base.

As mudanças da FA para as categorias de base

A FA divulgou nesta sexta-feira (17) uma regra que proíbe os atletas de jogarem com a cabeça nas categorias de base do sub-7 ao sub-11 na Inglaterra. Ou seja, não poderá ter cruzamentos ou jogadas aéreas, por exemplo.

Essa regra abrange todas as competições, clubes e quaisquer jogos de futebol escolar afiliados na Inglaterra. A ideia da Federação Inglesa é realizar testes com as novas medidas em um período de três temporadas.

Segundo a nota divulgada pela FA, o objetivo é diminuir os potenciais riscos dos choques de cabeça com cabeça, cotovelo ou solo e o impacto na saúde a longo prazo dos atletas. Em dezembro do ano passado, Vertonghen, ex-jogador do Tottenham, revelou que ficou com sequelas depois de um choque de cabeça em uma partida contra o Ajax.

Consequentemente, as regras irão possibilitar que os treinadores desenvolvam o jogo técnico com a bola nos pés, além da partida ser mais eficaz e reduzir o tempo que a bola fica no ar.

Inicialmente, o desenvolvimento dos jogos de cabeça serão permitidos a partir das categorias de base sub-12. No entanto, a FA permite que o banimento continue nessa categoria se qualquer liga, escola ou clube desejar.

O que acontece se um jogador usar a cabeça na partida?

A implementação da nova regra será gradual. Em nota, a FA afirma que irá trabalhar com os treinadores e jogadores com orientação para se adaptarem as normas.

A Federação Inglesa também informou o que deverá ser feito caso ocorra um toque de cabeça durante as partidas.

  • Cabecear deliberadamente a bola é uma infração punível com tiro livre indireto e executado no ponto onde a bola foi cabeceada. Caso o jogador cabeceie a bola dentro da própria área, o árbitro paralisa o jogo e reiniciará com tiro livre indireto a favor do adversário da linha lateral mais próximo onde ocorreu a infração.
  • Quando a bola passar por toda linha lateral, seja pelo ar ou pelo chão, a reposição será feita com os pés.
  • No início da temporada 2024/2025 não serão aplicadas sanções disciplinares caso um jogador utilize a cabeça para tocar a bola propositalmente. No entanto, caso a infração persista, o jogador será punido com advertência.
Gabriel Lemes
Gabriel Lemes

Me formei em Jornalismo pela Univap em 2019 e sou redator da PL Brasil. Já escrevi para o Quinto Quarto, Minha Torcida, Futebol na Veia e Portal Famosos.