A curta e histórica passagem de Marcelo Moreno pela Inglaterra

5 minutos de leitura

Marcelo Moreno é um dos maiores ídolos do Cruzeiro no século, mas o que muita gente não sabe é que o boliviano passou pela Premier League no início de sua carreira. O atacante esteve no Campeonato Inglês em 2010 por um time que hoje se encontra na terceira divisão nacional.

Revelado pelo Vitória, o “Flecheiro” ganhou muita projeção com a camisa do Cruzeiro. Seu bom desempenho chamou a atenção do Shakhtar Donetsk, que investiu 12 milhões de euros para tirá-lo de Belo Horizonte em 2008. Depois de alguns jogos na Ucrânia, foi emprestado ao Werder Bremen e em seguida finalmente chegou à Premier League para defender o Wigan Athletic.

Como foi o desempenho de Marcelo Moreno no Wigan?

Para o fã mais recente da Premier League, Wigan pode soar como um nome desconhecido. Mas não se engane, este clube foi uma figura marcante da Premier League no começo dos anos 2000. Entre 2005 e 2013, os Latics ficaram na elite inglesa, com direito a título da FA Cup sobre o Manchester City.

Wigan
Roberto Martínez comemora a FA Cup pelo Wigan (Foto: Reprodução/TheLatics)

Quando Marcelo Moreno foi contratado, o time era comandado por Roberto Martínez, hoje na seleção portuguesa. Contratado em janeiro de 2010, o ídolo do Cruzeiro chegou junto de um nome bastante conhecido na Premier League, o nigeriano Victor Moses, à época no Crystal Palace.

–Sabíamos que precisávamos de mais competição na área avançada e agora temos Victor Moses e Marcelo Moreno–, disse o técnico Roberto Martínez no ato das contratações.

Contudo, dentro de campo, o boliviano não correspondeu às expectativas. Marcelo Moreno fez algumas aparições inclusive como titular, mas não conseguiu marcar gols. Por outro lado, o Wigan pelo menos se salvou do rebaixamento naquela temporada.

Marcelo Moreno pelo Wigan na Premier League

  • 12 jogos (9 como titular)
  • 726 minutos em campo
  • 0 gols
  • 1 assistência

Por que o ídolo do Cruzeiro não permaneceu na Premier League?

Moreno não foi comprado em definitivo pelo Wigan e deixou a Inglaterra logo após o fim do empréstimo de seis meses. O preço do boliviano foi o principal impeditivo para que ele continuasse no clube. À época, Roberto Martínez declarou que o Shakhtar tentou recuperar o investimento que fez ao contratá-lo do Cruzeiro, o que estava fora da realidade dos Latics.

–Tivemos a oportunidade de tornar o acordo permanente, mas financeiramente não conseguimos cumprir o tipo de avaliação que eles fizeram.

Curiosamente, o Wigan contratou Mauro Boselli para a lacuna deixada por Moreno. Pouco tempo antes, o argentino havia sido o carrasco do Cruzeiro na final da Libertadores de 2009, pelo Estudiantes.

A estadia na Inglaterra não foi o capítulo mais feliz da carreira de Marcelo Moreno, mas foi suficiente para o ex-jogador de Grêmio e Flamengo fazer história. Ele se tornou o segundo boliviano a jogar na Premier League. O compatriota Jaime Moreno defendeu o Middlesbrough em 1995/96.

Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.