Ibrahimovic supera desconfiança e se torna peça-chave em um semestre

O atacante é o artilheiro do time com 18 gols e já distribuiu 6 assistências na temporada

0
121
Ibrahimovic supera desconfiança e se torna peça-chave em um semestre
Reprodução/Getty

Com apenas um semestre de clube, Zlatan Ibrahimovic já bateu seu primeiro recorde no Manchester United. Após marcar diante do West Ham na última segunda-feira e garantir a vitória aos Red Devils, o craque sueco chegou a 18 gols na temporada, ultrapassando a marca de 17 gols que Anthony Martial havia conseguido em toda a temporada 2015/16 e se tornado o artilheiro da equipe. Ou seja, em meia temporada, Ibrahimovic já ultrapassou o artilheiro da temporada passada pelo Manchester United.

Aos 35 anos, mesmo sendo Zlatan, o sueco chegou sob alguma desconfiança por parte da torcida e da imprensa inglesa, muito por sua idade, mas também por seu temperamento e pela velocidade de jogo da Premier League. Para qualquer atleta, estrear na Premier League aos 35 anos não é garantia de sucesso, pelo contrário, é uma dificuldade que não se encontra em qualquer outra liga no mundo. A liga inglesa é uma das conhecidas por sua diferente dinâmica de jogo. Velocidade e aplicação tática ao extremo e sempre algumas partidas são necessárias para a adaptação dos atletas, não foi esse o caso de Ibra.

Se o início de José Mourinho no clube foi oscilante, o de Ibra não foi bem assim. O atacante marcou logo na primeira vez em que vestiu a camisa dos Red Devils na Premier League, vitória por 3 a 1 diante do Bournemouth, fora de casa, e início com o pé direito na Inglaterra. Enquanto o clube oscilava e se afastava do pelotão de frente da tabela, o sueco continuava deixando seus gols, fosse em empates ou derrotas, mas todos fizeram parte das 28 partidas e dos 18 gols dele pela equipe.

Reprodução/Getty

Durante a maratona de jogos do final de ano, Ibra, mesmo aos 35 anos, foi titular em todas as partidas do United e foi o grande nome da vitória por 3 a 1 diante do Sunderland, em Old Trafford, fazendo sua principal partida com a camisa do clube de Manchester desde o início da temporada 2016/17 e devolvendo os Red Devils à briga pela vaga na UEFA Champions League.

Em toda sua carreira, Zlatan jamais marcou menos de 20 gols por um clube. Sua pior marca foi no Barcelona, onde anotou 22 gols em 47 partidas, mas saiu da Espanha depois de apenas uma temporada disputada e pela porta dos fundos, após diversos desentendimentos com Pep Guardiola.

Faltam apenas 4 gols para que o atacante alcance os números do clube espanhol, porém, alguns efeitos da idade parecem estar chegando em Ibra. Mesmo marcando diante do West Ham, o sueco parece ter sentido a maratona de jogos do Campeonato Inglês. O atleta foi o segundo jogador a menos tocar na bola. Foram 47 vezes contra 41 de Juan Mata que entrou na segunda etapa.

O principal problema para José Mourinho é que é perceptível que Ibrahimovic precisa ser poupado, porém, o atacante vem decidindo partidas e entregando vitórias ao United mesmo quando não tem boas atuações, coisa que os jovens Martial e Rashford, por exemplo, não vem conseguindo manter.

Ibrahimovic perdeu apenas duas partidas em toda a temporada europeia, contando Copas, Premier League e Europa League, e uma delas foi por suspensão de cartões somados, ou seja, ele foi poupado em apenas uma partida das 30 que o Manchester United disputou até o momento.

O atacante já deu entrevistas dizendo que “não é o Superman, mas é Zlatan”. Mesmo que seja Zlatan, aos 35 anos, é praticamente impossível suportar o futebol inglês na velocidade atual e disputando todas as partidas. Mourinho terá que encontrar o momento certo para poupá-lo e entregá-lo em condições de continuar decidindo partidas e se tornando ainda mais artilheiro que é.

O fato é que o Manchester United estava carente de um homem que decidisse partidas, isso faz com que Ibrahimovic se torne um ídolo instantâneo em apenas 6 meses de clube. Wayne Rooney, o último responsável por ser esse artilheiro, já não é mais um atacante finalizador, foi recuado há algum tempo e, mesmo assim, vem em fase decadente desde que Louis Van Gaal assumiu o Manchester United.

O sueco então assumiu tal responsabilidade. Tomou a camisa 9 para si, pediu licença aos garotos que vinham atuando e mostrou que não se deve desconfiar mesmo de Zlatan. Com condições físicas e com a bola no pé, ele decide.