A curta porém intensa passagem de Ibrahimovic pelo Manchester United

Craque sueco fez golaços, ganhou títulos e saiu adorado do United

ibra

“Eles tiveram sorte que eu não vim 10 anos atrás. Porque, se eu fiz o que eu fiz aos 35 anos, imagine se tivesse 25…”. Que jogador teria a audácia de falar isso sobre o melhor campeonato nacional do mundo? Ele, e não poderia mesmo ser outro, Ibrahimović.

Mistura explosiva de talento, técnica e força física aliada a uma personalidade/marra pesada, distribuídas em nada menos que um metro e 95 centímetros de altura fizeram com que o sueco Zlatan Ibrahimovic fosse, desde o início de sua carreira profissional, um jogador com estilo único.

Ter Mourinho como técnico pesou para Ibra escolher o Man United (Foto: Murad Sezer/Reuters)

Ibra, acima de tudo, é um atleta, e passa a nítida sensação que poderia ter vencido em tantas outras modalidades esportivas, as marciais principalmente. Mas ele escolheu o futebol para brilhar, pois todos sabem: Zlatan não é escolhido, Zlatan escolhe.

A carreira do craque iniciou no Malmö, da Suécia, e seguiu para o Ajax, depois Juventus, Inter de Milão, Barcelona, Milan, Paris Saint-Germain, Manchester United, e por fim Los Angeles Galaxy.

Mas é justamente a passagem de Ibrahimovic pelo Manchester United que vamos relembrar aqui, pois apesar de ter sido um tanto tarde, não tão longa, foi absolutamente marcante.

#ZLATANTIME

Foi assim, através de suas redes sociais, que no dia 1º de julho de 2016 o Manchester United anunciou a contratação de Zlatan Ibrahimovic. O sueco chegava para ser uma das referências dos Red Devils, que então sob o comando de José Mourinho tentava retornar aos momentos de glórias após passagens de pouco brilho dos técnicos David Moyes e Louis van Gaal.

Na sua apresentação em Old Trafford, Ibra falou sobre a alegria de, finalmente, poder atuar no Campeonato Inglês. “Estou absolutamente encantado por me juntar ao Manchester United e ansioso para jogar na Premier League”.

O fator José Mourinho

Ainda quando era dirigido por Guardiola no Barcelona, o sueco não escondia quem para ele era o melhor treinador do mundo. Assim, a possibilidade de trabalhar com o português foi fator decisivo para Ibrahimovic ter escolhido o Manchester United após o término do seu contrato com o Paris Saint-Germain.

“Não poderia deixar de dizer que mal posso esperar para trabalhar com José Mourinho mais uma vez. Ele é um técnico fantástico, e eu estou pronto para este novo e excitante desafio. Eu aproveitei minha carreira e tenho grandes memórias. Agora estou pronto para criar mais algumas especiais na Inglaterra”

Estreia, gol e título

No primeiro jogo oficial, gol e título (Foto: Instagram Ibra)

Logo em seu primeiro jogo oficial pelo Manchester United, Zlatan Ibrahimovic mostrou que estava disposto a provar que sim, poderia ser um vencedor com a camisa vermelha.

Em partida válida pela Community Shield, os Red Devils derrotaram o Leicester por 2 a 1. O gol do título foi marcado justamente por Zlatan, de cabeça aos 38 minutos do segundo tempo, num lance que mostrou toda a força do sueco, que literalmente atropelou Wes Morgam, zagueiro dos Foxes, para definir o jogo e garantir a conquista.

“Nós jogamos por troféus e eu estou muito feliz e animado por esse gol. Especialmente pela vitória, porque é um título para a equipe. É pra isso que nós jogamos futebol, trabalhamos duro e nos sacrificamos”

Gols e mais um troféu

Ibra marcou duas vezes na final da Copa da Liga Inglesa (Foto: Getty)

As dúvidas viraram certeza. Ibrahimovic em pouco tempo se tornou um dos principais atacantes do futebol inglês. Seu empenho e vontade de vencer também o fizeram ser rapidamente um líder em Old Trafford.

Além de marcar gols na Premier League, Zlatan seguia decisivo nas competições eliminatórias. A prova disso é o título da Copa da Liga Inglesa no dia 26 de fevereiro de 2017, onde em um jogo equilibrado contra o Southampton o atacante marcou duas vezes na vitória de seu time por 3 a 2, em Wembley.

O primeiro veio em uma cobrança de falta de longe, onde Ibra bateu com força e efeito, mandando a bola no canto direito do goleiro Fraser Foster.

Já o seu segundo gol, o terceiro do Manchester United, foi na reta final da partida que estava empatada, e aconteceu depois que Herrera levantou a bola na área, e o camisa 9 fuzilou de cabeça para garantir mais uma conquista para os Red Devils. Nessa altura da temporada, Ibra já somava 26 gols.

Só Zlatan poderia machucar Zlatan

Ibra teve ruptura total dos ligamentos do joelho direito (Foto: Matthew Ashton AMA/Getty Images)

Tudo estava indo muito bem. Dois títulos conquistados, líder dentro da equipe, homem de confiança de José Mourinho, time na segunda colocação na Premier League, e grande favorito para a conquista da Liga Europa.

Porém, após subir para disputar uma bola de cabeça em jogo pelas quartas de finais da competição continental diante do Anderlecht, Ibrahimovic caiu apoiando todo o seu peso na perna direita, e o resultado não poderia ter sido pior: ruptura nos ligamentos cruzados anterior e posterior do joelho direito.

Era o fim da temporada para o sueco que até ali apresentava ótimos números, tendo 28 gols e nove assistências em 41 jogos. Ibra falou sobre aquela que foi a lesão mais grave de sua carreira, mas sem perder a marra. “Eu era como o Super-homem, inquebrável. Só Zlatan poderia lesionar a Zlatan”.

Volta, novas lesões e contrato rompido

Em agosto de 2017, o Manchester United resolveu dar mais um ano de contrato para Ibrahimovic, que desta vez usando a camisa 10 que era de Wayne Rooney, só retornaria aos gramados no mês de novembro.

Mas a falta de ritmo e algumas pequenas lesões musculares fizeram com que o clube e o jogador aceitassem uma rescisão unilateral de contrato. Zlatan encerrava seu ciclo no futebol inglês com 29 gols em 51 jogos e três títulos (Community Shield, Copa da Liga Inglesa e Liga Europa) para defender o Los Angeles Galaxy, na Major League Soccer.

Ibra conquistou três títulos no Man united, entre eles a Liga Europa (Foto: John Peters/Man Utd)