Muitos gols e quebra de recordes: Harry Kane faz história na temporada 2018/19

Atacante dos Spurs vem derrubando marcas na temporada e consolida seu nome na PL

0
578
Muitos gols e quebra de recordes: Harry Kane faz história na temporada 2018/19
(Foto destacada: Reprodução/Champions League)

Desde que estourou na Premier League, na temporada 2014/15, Harry Kane tem se estabelecido como um dos grandes atacantes do mundo. E na temporada 2018/19, apesar de sofrer uma lesão complicada, ele já escreveu seu nome na história. Harry Kane quebrou três grandes recordes pelo Tottenham nesta temporada.

Harry Kane e seus recordes

Ele é o único na história da Premier League a enfrentar múltiplos oponentes e marcar contra todos. Além disso, se tornou o maior artilheiro do clássico do Norte de Londres (Arsenal x Tottenham) e também o maior goleador da história do Tottenham em competições europeias.

Harry Kane quebrou um dos seus recordes logo no primeiro dia de 2019. Em 1º de janeiro, o camisa 10 fez um gol na vitória por 3 a 0 contra o Cardiff, fora de casa. Ele se tornou o primeiro na história da PL a enfrentar múltiplos adversários e marcar contra todos eles.

O time do País de Gales foi o 28º que ele enfrentou pela Premier League, e o único contra o qual não havia marcado. Agora ele tem gols contra todos os 28 times que enfrentou – superando marcas de Thierry Henry e Sergio Agüero.

A lenda do Arsenal enfrentou 35 times e marcou contra 34. Já o atual atacante do Manchester City marcou contra 31 dos 32 times confrontados. Logo após eles, aparecem Andrew Cole (38 de 40) e Alan Shearer (37 de 39).

Ao total, Kane é o maior artilheiro da história do Tottenham na Premier League. Ele atingiu esta marca em janeiro de 2018 e hoje já tem 125 gols em 175 jogos com a camisa Lilywhite na liga inglesa.

Leia mais: Os piores inícios de temporada da história da Premier League

Contra o Cardiff, em 1º de janeiro, Kane atingiu uma de suas marcas históricas nesta temporada (Foto: Reprodução/Tottenham Hotspur FC)

Depois disso, a temporada do artilheiro acabou sendo comprometida. Na derrota em casa para o Manchester United, em 13 de janeiro, ele sofreu uma lesão ligamentar no tornozelo direito e desfalcou a equipe por 41 dias, perdendo sete partidas.

Haviam dúvidas a respeito de como ele desempenharia após a sua volta. Mas desde que retornou, o atacante continua em grande fase – são quatro gols em cinco jogos. E dois destes tentos marcaram ainda mais seu nome na história.

No último dia 2 de março, North London Derby contra o Arsenal. Com um gol de pênalti no empate em 1 a 1, ele chegou a incríveis nove gols em nove jogos contra o maior rival e se tornou o maior artilheiro do clássico na história da Premier League.

Ele ultrapassou Emmanuel Adebayor, que tinha oito gols em treze jogos no NLD – jogando pelos dois clubes. Ademais, ele empatou com Peter Crouch como o terceiro maior artilheiro contra o Arsenal na PL, atrás apenas de Wayne Rooney (12) e Robbie Fowler (10).

O camisa 10 do Tottenham já é o principal artilheiro do North London Derby na Premier League (Foto: Reprodução/Premier League)

Mesmo com os jogos perdidos recentemente, nesta edição da liga ele tem 17 gols. É o segundo na artilharia, empatado com Mohamed Salah do Liverpool e Pierre Emerick-Aubameyang do Arsenal (todos atrás de Kun Agüero com 18).

Três dias depois do clássico, jogo importantíssimo contra o Borussia Dortmund, fora de casa, pela volta das oitavas de final da Champions League. Após a vitória por 3 a 0 na ida (sem Kane), outra vitória para sacramentar a vaga.

Leia mais: 10 celebridades que tentaram jogar em clubes ingleses

Dessa vez foi por 1 a 0, gol do atacante. Com o tento, ele chegou a 24 gols por competições europeias pelo Tottenham e se tornou isoladamente o maior artilheiro internacional da história dos Spurs (ultrapassou Jermain Defoe, com 23).

Nesta temporada, inclusive, ele foi decisivo para a classificação do time londrino às oitavas da UCL. Na primeira fase, o inglês marcou um gol no empate em 2 a 2 contra o PSV fora de casa, e os dois da virada em 2 a 1 sobre o mesmo PSV, desta vez em Wembley.

O Tottenham terminou o grupo B com oito pontos, empatado com a Inter de Milão, e se classificando pelo número de gols marcados. Ou seja: podemos dizer que Kane foi um dos grandes responsáveis pela classificação.

Com cinco gols no torneio continental, na artilharia desta edição ele está atrás apenas de Robert Lewandowski (Bayern de Munique) com oito e Lionel Messi (Barcelona), Moussa Marega (Porto) e Dusan Tadic (Ajax), todos com seis.

Leia mais: Qual clube é o maior campeão inglês?

Kane tem 24 gols na temporada, sendo o artilheiro isolado do Tottenham. Caso isso se confirme, ele chegará à quinta temporada seguida como goleador máximo dos Spurs, superando Martin Chivers (artilheiro de forma seguida quatro vezes entre 1970-71 e 1973-74).

Na Champions League, Kane foi decisivo para a classificação dos Spurs ao mata-mata (Foto: Getty Images)

Além disso, ele igualará Teddy Sherignham como único a ser artilheiro do Tottenham por cinco temporadas. A diferença é que Sheringham não fez isto de maneira seguida – conquistou o feito em 1992-93, 1993-94, 1995-96, 1996-97 e 2002-03.

Ele também se tornou, em 2018/19, o quarto maior artilheiro da história dos Spurs, ultrapassando Cliff Jones (159). Com 164 gols ao total, ele está apenas atrás de Jimmy Greaves (266), Bobby Smith (208) e Martin Chivers (174).

Caso ele permaneça em White Hart Lane nos próximos anos, é perfeitamente imaginável que estas marcas sejam atingidas.

Já por média, o número dele com a camisa Lilywhite é de 0.66 gol/jogo, empatado em segundo com Bobby Smith. Apenas Jimmy Greaves, com 0.70 gol/jogo, está à frente.

Leia mais: Listamos 7 nomes que estão brilhando nesta Championship

O desempenho de Kane nesta temporada vem seguido de outro grande feito em sua carreira: a artilharia na Copa do Mundo da Rússia. Em junho e julho, o camisa 9 da seleção da Inglaterra fez seis gols e levou a chuteira de ouro do Mundial.

A importância do centroavante vai além dos números frios: sua liderança e poder decisão influenciam diretamente no desempenho do Tottenham. Não é coincidência que o período em que ele explodiu na liga coincide justamente com o crescimento do clube.

Isso faz com que, obviamente, ele seja desejado. Kane é costumeiramente especulado em outros clubes nas janelas de transferências – mais recentemente, o Real Madrid de forma especial. Nada existe de concreto e ele segue fazendo seus gols nos Lilywhites.

Porém, caso deixe o clube em alguma janela futura, isso não mudará todos os seus feitos. Independentemente disso, Harry Kane já marcou seu nome na história do Tottenham – para a felicidade da torcida que ainda pode vê-lo com a camisa dos Spurs.

Com seis gols, Kane chegou à semifinal da Copa com a Inglaterra e recebeu a chuteira de ouro (Foto: Catherine Ivill/Getty Images)