Haaland marca de novo pelo City e se aproxima de Neymar na artilharia da Champions

4 minutos de leitura

O Manchester City venceu, sem sustos, o Copenhagen por 3 a 1, nesta quarta-feira (6), pela volta das oitavas de final da Champions League. Com gols de Akanji, Julian Álvarez e Haaland no Etihad Stadium, o City passa para as quartas de final com o placar agregado em 6 a 2. O “gol de honra” dos belgas foi marcado por Elyounoussi.

O jogo foi dominado pelos Citizens, que entraram em campo com um time misto. Superiores na posse de bola, os favoritos abriram o placar com apenas 5 minutos de jogo. Álvarez cobrou escanteio e Akanji mandou de primeira para o fundo das redes. Quatro minutos depois, foi a vez do argentino marcar pelo City em um “frango” do goleiro Grabara.

Copenhagen esboça reação, mas para em Haaland

Ainda no primeiro tempo, o Copenhagem deu um indício de tentativa de reação ao marcar um belo gol, aos 29 minutos. Em uma jogada bem construída até a grande área, a bola chegou em Elyounoussi, que passou pela marcação de Rúben Dias e marcou o gol dos visitantes.

Para impedir qualquer tipo de reação dos belgas, o City decidiu matar o jogo de vez ainda na etapa inicial. Nos acréscimos, Haaland recebeu a bola de Rodri e fez o terceiro do City. O restante do jogo seguiu quase na mesma dinâmica, com o City tendo controle e o Copenhagen chegando na área em mais oportunidades, mas sem levar grande pressão ao time da casa.

Haaland encosta em Neymar na artilharia da Champions

Este foi o 41º gol do cometa norueguês em sua trajetória da Champions League, ainda com 23 anos. Além de estar a apenas um gol de empatar na artilharia desta edição do torneio, ele está próximo de superar a marca de Neymar na artilharia histórica da Liga dos Campeões. O brasileiro, que pertence ao Al-Hilal atualmente, tem 43 gols na competição.

Em relação a outros grandes personagens, Haaland está a cinco gols de alcançar Mbappé (46 gols) e a sete de chegar em Mohamed Salah (48).

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Me formei em Jornalismo pela PUC-SP em 2020. Antes de escrever para a PL Brasil, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.