Conheça Gustavo Hamer, brasileiro naturalizado holandês destaque da Championship

Naturalizado holandês, o meio-campista do Coventry nasceu no Brasil

Gustavo Hamer, destaque do Coventry, e Kazim, do Derby County
Laurence Griffths/Getty Images

Natural de Itajaí, em Santa Catarina, Gustavo Hamer é uma das boas surpresas da Championship 2020/2021, atuando pelo Coventry City. Contudo, o catarinense não figura entre os destaques brasileiros da liga. Isso porque Hamer na verdade não tem muitas relações com o Brasil, tendo se mudado ainda criança para a Holanda.

Foi mesmo lá onde ele cresceu e se desenvolveu como jogador, meio-campista, tendo assumido a nacionalidade do país. Aliás, Gustavo Hamer chegou a defender as equipes de base da seleção holandesa, período em que jogou ao lado de nomes como Frenkie de Jong, do Barcelona, e Steven Bergwijn, hoje no Tottenham.

Conheça Gustavo Hamer, destaque da Championship

Início no futebol holandês

Gustavo Hamer pela seleção holandesa
Jan Kruger/Getty Images

Nascido em 1997, Gustavo Hamer iniciou sua trajetória precocemente no Meerburg Jurgend, alterando sua passagem pela equipe formadora com período no juvenil do ADO Den Haag. Depois, já em 2011, chegou às categorias de base do Feyenoord, onde ficou por várias temporadas.

Com certo brilho pelos times sub-18, sub-19 e sub-21 do clube, havia alguma expectativa de que Hamer tivesse espaço na equipe principal quando promovido, em 2017, ainda com 17 anos. Entretanto, não recebeu oportunidades, tendo disputado poucos minutos em apenas duas partidas pelo profissional, ambas saindo do banco de reservas.

Leia mais: 10 brasileiros que passaram pela Championship e você não sabia

Com isso, foi emprestado ao Dordrecht, na segunda divisão holandesa. Por lá, durante a temporada 2017/2018, foram 39 partidas, com três e gols e quatro assistências. Além disso, mesmo inexperiente, chegou a assumir a braçadeira de capitão da equipe em alguns jogos.

Na sequência, encerrado seu período de empréstimo, retornou ao Feyenoord, mas logo deixou o clube novamente, dessa vez em definitivo, rumo ao PEC Zwolle, por 300 mil euros. Na nova equipe, a oportunidade de enfim disputar a Eredivise, a principal divisão nacional.

A consolidação de Gustavo Hamer

Gustavo Hamer
TOM BODE/ANP/AFP – via Getty Images

Após um primeiro ano de adaptação, na qual não rendeu tanto e chegou a defender a equipe sub-21, firmou-se como titular absoluto na temporada 2019/2020. Disputou 25 das 26 rodadas do Campeonato Holandês, encerrado antecipadamente em virtude da pandemia de Covid-19.

Nesse ínterim, revelou-se extremamente polivalente, atuando por diversas ocasiões como lateral direito. Já em seu setor de origem, no meio-campo, também exerceu inúmeras funções. Dentre elas, sobressaíam suas participações como jogador da saída de bola, importantíssimo na transição, dado seu ótimo passe e sua preciosa visão de jogo.

Leia mais: Como Hojbjerg vem ajudando o Tottenham na temporada 2020/2021

E as boas performances em seus últimos meses na Holanda pelo PEC Zwolle também se refletiram nas estatísticas do jogador na Eredivise 2019/2020: 2.3 desarmes por partida, 87% de passes certos no próprio campo e 50% de precisão nas bolas longas, segundo dados do SofaScore.

Já ofensivamente, Gustavo Hamer frequentemente arrisca ao gol adversário, o que justifica a média de 1.6 finalização por partida – significativa para a posição – e o total de sete grandes chances criadas no campeonato, números que resultaram em quatro gols e seis assistências.

Leia mais: Os clubes brasileiros que mais tiveram jogadores da Premier League

Chegada no Coventry

Michael Regan/Getty Images

Campeão da League One 2019/2020, e portanto promovido à Championship, o Coventry City precisou qualificar seu elenco. Para tanto, recorreu, sobretudo, a contratações por empréstimo de jogadores das duas primeiras divisões inglesas.

A principal exceção a esse padrão foi, justamente, a contratação de Gustavo Hamer, por 1,5 milhão de euros. Aliás, a primeira vez em mais de uma década que o clube ultrapassou o valor de um milhão de libras para uma única contratação.

Assim, a chegada do atleta era cercada de altas expectativas, e não só pelo investimento. Isso porque, na prática, o holandês nascido no Brasil foi contratado como reposição à saída de Liam Walsh, um dos principais jogadores da campanha campeã, que retornou ao Bristol City após um ano de empréstimo.

Leia mais: 5 brasileiros que passaram pela League One e você não sabia

Impacto imediato

Em Coventry, Hamer de imediato manteve não só o número 38 na camisa, mas também as ótimas atuações. Até aqui, tem repetido os bons números de seu período no Zwolle, em praticamente todos os aspectos. Precisou de pouquíssimo tempo para empolgar e cativar a torcida.

O segundo melhor jogador da equipe na Championship de acordo com o SofaScore, atrás apenas do artilheiro Matt Goden, ele foi titular em 13 das 14 partidas em que esteve disponível. Ficou fora de três jogos, justamente a pior sequência do clube, por expulsão contra o Bournemouth, na 4ª rodada.

Jogando ao lado do capitão e veterano Liam Kelly na primeira linha do meio-campo, é Hamer quem mais se movimenta, realmente preenchendo todos os espaços do setor, com uma forte presença em campo.

Heatmpa Gustavo Hamer
SofaScore

E o catarinense tem se mostrado também decisivo, já somando duas assistências e três gols. Aliás, todos eles marcantes: enfrentando o então invicto Reading, cabeçada incrível contra o Watford e nos acréscimos para evitar derrota diante do Derby County.

Assim, Gustavo Hamer tem sido fundamental à até aqui segura campanha do Coventry, de sete pontos acima da zona de rebaixamento, vindo de uma invencibilidade de seis jogos. Por isso, se mantiver o nível até o final do campeonato, Hamer deve ser alvo de outros clubes para a próxima temporada e assim, quem sabe, alçar voos mais altos.

Leia mais: Guia completo da Championship temporada 2020/2021