Reviravolta: incerto em City e Barcelona, Gündogan pode voltar para “casa”

4 minutos de leitura

Ilkay Gündogan tem vivido uma de suas melhores temporadas na carreira justamente no último ano de contrato no Manchester City. Ele marcou nas rodadas finais da Premier League para sacramentar o título e fez dois gols na final da FA Cup, que os Citizens também venceram. Sua saída é iminente, mas o próximo passo pode ter grande reviravolta.

O turco-alemão foi a primeira contratação da era Guardiola no City e pode encerrar sua passagem na Inglaterra com a tríplice coroa – vai disputar a final da Champions League no próximo sábado (10), contra a Inter de Milão.

Gündogan de volta para casa?

O Barcelona tem sido o principal candidato a contratar Gündogan, depois de aceitar reduzir suas pretensões salariais para acertar com o clube. No entanto, as dificuldades do Barça podem atrapalhar e fazer com que o meia volte ao Borussia Dortmund.

Onde Gündogan vai jogar?

O vínculo do meia com o Manchester City acaba no final deste mês e houve conversas para renová-lo, mas sem grande sucesso até o momento. Depois de sete temporadas no clube, o jogador de 32 anos busca estabilidade em termos de longevidade no seu próximo contrato.

Stones comemora com Gündogan o gol do Manchester City - Foto: Icon Sports
Foto: Icon Sports

Foi justamente por isso que ele aceitou reduzir seu salário no Barcelona: para ter ao menos dois anos de contrato. No City, sua renovação passa por uma oferta de apenas mais uma temporada. Agora, segundo o jornal alemão “BILD”, seu retorno ao Borussia Dortmund pode ser plausível justamente por isso.

Os problemas financeiros do Barcelona, bem como a força-tarefa para o retorno de Lionel Messi, pode fazer com que a contratação de Gündogan fique em segundo plano na Catalunha. Na Alemanha, a saída de Bellingham abre espaço e cria a oportunidade do Dortmund agir.

Segundo o BILD, os 120 milhões de euros da venda de Bellingham devem ajudar a causa do aurinegro na contratação do ex-jogador. Ainda que não tenha existido um contato oficial ou proposta, o periódico destaca a boa relação do meia com a direção do clube alemão. Sebastian Kehl, diretor esportivo do Dortmund, era o capitão de Gündogan em sua passagem pela equipe e ambos foram campeões da Bundesliga juntos.

Bellingham em ação pelo Borussia Dortmund - Foto: Icon Sport
Foto: Icon Sport

Ídolo e capitão do City, ele tem quatro títulos com o Borussia Dortmund, clube que defendeu entre 2011 e 2016: uma Bundesliga, uma Copa da Alemanha (2012) e duas Supercopas da Alemanha (2014 e 2015). Ainda foi vice-campeão da Champions League em 2013, perdendo para o Bayern

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]