Guia do Manchester United na Premier League 2020/2021

Com Bruno Fernandes em alta, Red Devils sonham grande nesta temporada

0
633
MANCHESTER UNITED
Divulgação/Manchester United

Se podemos dividir a temporada de 2019/2020 do Manchester United em dois períodos, por conta da chegada de Bruno Fernandes, a temporada 2020/2021 – a primeira completa com o meia – deixa a expectativa do torcedor lá no alto.

Até porque, antes de janeiro de 2020, o time patinava e sequer era cotado para estar entre os quatro primeiros. Mas a partir de fevereiro, o bom desempenho e as seguidas vitórias credenciaram o time de Ole Gunnar Solskjaer a brigar por uma vaga na Champions League, que veio ao final do campeonato.

Dessa forma, imagina-se que o Manchester United 2020/2021 prometa sonhos maiores para o torcedor red devil. O ataque promissor com Anthony Martial, Marcus Rashford e Mason Greenwood, somado ao entrosamento da dupla Bruno Fernandes e Paul Pogba, mostrou, em seus melhores momentos, do que o time é capaz.

Como o time chega para 2020/2021?

Por mais que ainda possa faltar amadurecimento de Solskjaer como treinador e alguns reforços pontuais para dar profundidade ao elenco, a terceira posição na última campanha deixa os fãs esperançosos para o retorno aos dias de glória.

manchester united 2020 21
Paul Ellis/AFP via Getty Images

Após grande Premier League pelo Sheffield United, Dean Henderson está de volta ao Manchester United. A equipe de Old Trafford decidiu renovar até 2025 o vínculo do jovem goleiro inglês, que será sombra de David De Gea na temporada que se inicia.

O arqueiro espanhol, titular nos Red Devils desde 2011/2012, após a aposentadoria de Edwin van der Sar, teve, nas duas últimas temporadas, desempenhos abaixo dos que o torcedor do United se acostumou a ver no seu auge.

Com isso, mesmo que não seja provável Henderson assumir a titularidade já neste momento, o ex-camisa 1 do Sheffield United retorna definitivamente ao United para disputar posição com De Gea.

Leia mais: De Gea vs Henderson: quem deve ser o titular no gol do Manchester United?

Além do espanhol, Aaron Wan-Bissaka, Victor Lindelöf, Harry Maguire e Luke Shaw também formam a defesa do time, que ficou 13 jogos sem levar gols na Premier League. Apesar de ter conquistado os melhores números desde 2018, a equipe ainda precisa de pelo menos mais um grande nome. Fala-se na Inglaterra do desejo de Ole Gunnar Solskjaer por um zagueiro canhoto, para formar dupla com Maguire, defensor mais caro da história.

No meio, Donny van de Beek chega do Ajax para dar mais profundidade ao setor mais qualificado do elenco, certamente. Além do holandês, os Diabos Vermelhos contam com Fred, melhor jogador da equipe até a paralisação da causada pela pandemia, Nemanja Matic e Scott McTominay, sem falar dos talentosos Bruno e Pogba, claro.

E o trio de ataque, que mesmo sendo jovem, marcou 61 gols na temporada de 2019/2020, superando os números do trio ofensivo do campeão Liverpool. Para esta nova campanha, difícil não projetar um bom futuro.

Primeiramente, Marcus Rashford, 22 anos: cada vez melhor dentro de campo e gigante fora dele, lutando para ajudar os mais necessitados do seu país. O camisa 10 tem alcançado níveis expressivos de confiança, assumindo de fato um papel de liderança técnica na equipe.

Em seguida, Anthony Martial, 24 anos, mais maduro e jogando como centroavante, teve a melhor temporada de sua carreira, reafirmando-se como peça fundamental na engrenagem de Solskjaer.

Por fim, Mason Greenwood, 18 anos e talento nato. Cria da base, chama atenção por sua facilidade de finalização, seja com a perna direita ou com a esquerda. E mostra que pode atuar em diferentes posições no ataque, tanto que resolveu temporariamente o problema do time na ponta direita na reta final da última Premier League.

Leia mais: A consolidação de Mason Greenwood no Manchester United

Ainda é cedo para projetar uma grande conquista, já que se trata de um time em reconstrução. Aliás, a limpeza do elenco promovida por Ole Gunnar Solskjaer deve continuar. Alexis Sánchez foi para a Internazionale e Chris Smalling pode retornar à Roma também definitivamente.

Além disso, Marcos Rojo pode ser negociado. Dentre os que ainda estão no elenco, Jesse Lingard e Andreas Pereira são outras peças que não agradam nem torcida, nem comissão técnica. Ou seja, estão na lista de negociáveis.

Inclusive, após bater na trave nas duas copas nacionais e na Europa League, a primeira taça de OGS pelo clube pode vir por meio de competições menores. Sir Alex Ferguson, por exemplo, também passou por esse tipo de situação e ganhou sequência conquistando justamente uma Copa da Inglaterra.

Na Premier League, talvez ainda não seja possível imaginar uma luta pelo título porque seus maiores rivais têm elencos e trabalhos melhores, sem contar as contratações. Enquanto o United não chegou a um acordo com Jadon Sancho, do Borussia Dortmund, principalmente Arsenal, Manchester City e Chelsea se movimentaram no mercado de transferências.

Aliás, Liverpool e City ficaram bem à frente do Man United na classificação final e os Blues empataram em número de pontos na temporada de estreia de Frank Lampard na primeira divisão inglesa. Com maior profundidade de elenco e continuidade de trabalho dessas equipes, o nível de disputa certamente será maior.

paul pogba manchester united
Clive Brunskill/Getty Images

Leia mais: Os 10 maiores ídolos da história do Manchester United

Previsões para a temporada

Dito isto, a previsão inicial para o Manchester United em 2020/2021 é de um quarto lugar com certa distância para quem vem atrás. Considerando o desempenho visto na reta final, por mais que haja potencial de crescimento a ser explorado, qualquer conquista acima disso seria, de certa forma, surpreendente.

O United de Solskjaer se trata de um projeto a longo prazo iniciado no fim de 2018. As mudanças estão aparecendo aos poucos e a boa forma da temporada passada é um excelente sinal. Assim, com a continuidade do trabalho e evolução dos jogadores e da comissão técnica, o time tem tudo para melhorar.

O desafio, assim como a cobrança, será maior nesta temporada. Por isso, Ed Woodward precisa cumprir o que prometeu ao técnico norueguês, fornecendo um elenco que vá além dos onze titulares.

Dessa forma, a confiança no ataque com seus garotos mais a liderança de Bruno Fernandes com a habilidade de Pogba no meio devem colorir o horizonte do Manchester United para a temporada 2020/2021. No entanto, faltam reforços em setores primordiais como, por exemplo, a defesa. E é isso que, por enquanto, preocupa seus torcedores.

Informações gerais

  • Estádio: Old Trafford;
  • Cidade: Manchester;
  • Posição na última Premier League: 3º lugar;
  • Títulos do Campeonato Inglês: 20;
  • Rivais: Manchester City e Liverpool;
  • Apelido: Red Devils.

Do Ajax ao Manchester United: a trajetória de sucesso de Van de Beek

Vai e Vem

VAI:

Cameron Borthwick-Jackson (Oldham Athletic, free-agent); Dion McGee (dispensado); Angel Gomes (Lille, free-agent); Ethan Hamilton (Peterborough United, free-agent); Michael O’Hara (dispensado); Largie Ramazani (dispensado); George Tanner (Carlisle United, free-agent); Aléxis Sánchez (Internazionale, free-agent); Tahith Chong (Werder Bremen, empréstimo); Aliou Traoré (Caen, empréstimo); Alex Fojticek (Blackpool, free-agent); Matej Kovar (Swindon Town, empréstimo); Joel Pereira (Huddersfield Town, empréstimo); Demetri Mitchell (Blackpool, free-agent)

VEM:

Donny van de Beek (Ajax, £34.7m)

Jogador destaque – Bruno Fernandes

bruno fernandes manchester united 2020 21
Arte: Alex Pinto

Não poderia ser outro. Bruno Fernandes chegou no United no fim de janeiro de 2020 e, em menos de um mês, se tornou o melhor da equipe. Tanto que recebeu o prêmio de melhor jogador do campeonato de fevereiro. Além disso, com o camisa 18, o Manchester United não perdeu nenhuma partida na Premier League.

Seu impacto imediato é inquestionável. O português, sem dúvidas, aumentou o patamar do time inteiro com suas qualidades em campo e liderança. Por isso, a classificação para a Champions League deve-se muito a sua chegada.

A expectativa é que, em uma temporada completa, Bruno consiga fazer ainda mais. Estamos falando de um atleta que participou de 15 gols (oito gols e sete assistências) em 14 jogos no campeonato. Fica a sensação de que, em 2020/2021, ele pode oferecer números ainda melhores, assim como atuações.

É verdade que a maioria dos gols foram em cobranças de pênalti. Entretanto, isso mostra frieza e capacidade de decidir jogos, além de um senso de liderança anteriormente perdido no elenco. Sua continuidade, junto de Pogba, coloca o Manchester United em 2020/2021 num nível muito maior que o do começo da edição anterior.

Fique de olho – Donny van de Beek

van de beek manchester united 2020 2021
Arte: Alex Pinto

O Manchester United tem uma relação de sucesso com holandeses. Ruud van Nistelrooy, Edwin van der Sar, Robin van Persie, Daley Blind… todos esses passaram por Old Trafford e levantaram ao menos um troféu. Por isso, a torcida pode esperar um desfecho parecido com o novo reforço.

Donny van de Beek chega para preencher uma lacuna no elenco, além de qualificar as opções para o meio de campo. Apesar de contar com Lingard e Andreas, que podem sair, OGS não considera nenhum deles como o substituto ideal para Pogba ou Bruno Fernandes.

O holandês ex-Ajax, que foi um dos destaques na melhor campanha do time holandês na Champions League no século XXI, pode jogar tanto na função do francês quanto na do português. Mas é bom lembrar: são características bem diferentes.

Leia mais: O papel de van de Beek no Manchester United

Portanto, não espere lançamentos precisos de 50 metros ou finalizações perigosas de média distância. O que van de Beek irá oferecer ao Manchester United em 2020/2021 é muita movimentação com e sem a bola, adicionando uma qualidade que nenhum meio-campista do elenco possui: infiltração na área adversária.

Cria de uma das melhores categorias de base do mundo do futebol, Donny van de Beek, de apenas 23 anos, passou 12 anos no Ajax (contando categorias de base). Como profissional, já disputou 161 partidas, produzindo 40 gols e 43 assistências.

Time-base

manchester united 2020 2021
Arte/André Correia

4-2-3-1: de Gea; Wan-Bissaka, Lindelöf, Maguire, Shaw; Matic (McTominay), Pogba; Greenwood, Bruno Fernandes, Rashford; Martial. Técnico: Ole Gunnar Solskjaer.

Palpites