Guia da Premier League – Manchester United 2019/2020

Confira como os Red Devils se prepararam para a próxima temporada do futebol inglês

Manchester United 2019
Wan-Bissaka e Paul Pogba (Divulgação)

A PL Brasil apresenta abaixo o guia da Premier League do Manchester United 2019/2020.

O Manchester United é, há tempos, uma incógnita. A aposentadoria de Sir Alex Ferguson revelou buracos que eram preenchidos pela sabedoria de uma lenda e ignorados por uma diretoria omissa em muitos aspectos. O resultado se deu em David Moyes, Louis van Gaal e José Mourinho fracassando no comando da instituição.

O escocês descobriu que não estava pronto para o desafio, o holandês não se alinhou com o clube e o português – intencionalmente ou não – criou mais barreiras do que laços. Existem problemas claros e a última temporada foi mais uma montanha russa sem final feliz. Novamente ficar fora da Champions League acendeu o sinal vermelho para quem tem a terceira maior receita mundial.

Manchester United 2019
Harry Maguire (Divulgação)

O começo de 2018/19 foi com Mourinho somando um clima negativo às atuações sem cara e coração dentro de campo. Se via um time sem padrão, ideias definidas ou um rumo que desejava seguir. Era um amontoado aleatório que, de vez em quando, produzia algo interessante, mas, na maior parte do tempo, decepcionava a si mesmo e ao torcedor.

A demissão foi inevitável e, quando Ole Gunnar Solskjær – ainda como interino – emendou oito vitórias consecutivas e depois fez o impossível contra o Paris Saint-Germain, foi elevado ao status de salvador da pátria. Os míseros dois triunfos nos 11 jogos seguintes o rebaixaram para um ”ex-jogador sem experiência que ganhou o cargo por nome”.

De qualquer forma, ficou alguma expectativa para seus próximos passos e a realidade é que não podemos colocá-lo em nenhum extremo. O norueguês teve um desempenho excelente nos maiores confrontos, aplicando diferentes estratégias conforme o adversário e taticamente se mostrando superior e perspicaz. Ofereceu as condições ideais para seu elenco naqueles momentos.

Elenco que não estava apto a atuar regularmente dentro do que se propôs – por isso os fracassos contra oponentes ”menores”. Faltava qualidade, o estilo de Mourinho assegurou que o entrosamento fosse mínimo e a preparação física era de baixo nível. Os Red Devils eram muitas vezes uma equipe ”morta” e Solskjær, desde o início, mostra pretensão por um conjunto diferente.

Leia mais: Quando Tottenham e Wolverhampton protagonizaram uma final europeia
Manchester United 2019
Wan-Bissaka e Paul Pogba (Divulgação)

Quer intensidade, energia e a capacidade de agredir de diversas formas. Precisava de uma pré-temporada completa para trabalhar com calma nesses objetivos e, ao que tudo indica, o plantel absorveu o que deve realizar coletiva e individualmente em 2019/20. O ponto de interrogação fica pra janela de transferências.

Aaron Wan-Bissaka e Harry Maguire vão tomar conta de suas respectivas posições, Daniel James precisa amadurecer e o resto não se sabe. As negociações foram arrastadas até a reta final da janela e, nesse exato momento, Bruno Fernandes, Mario Mandzukic e Paulo Dybala são possíveis alvos de última hora. Romelu Lukaku foi vendido à Inter de Milão.

Os três representariam uma ótima janela, dois seria muito positivo e menos que isso prejudicaria, por enquanto, as intenções da comissão técnica. Ou seja, o Manchester United segue uma incógnita. Já são sete anos seguidos, mas vale acompanhar.

Informações gerais

  • Estádio: Old Trafford;
  • Cidade: Manchester;
  • Posição na última Premier League: 6º lugar;
  • Títulos do Campeonato Inglês: 20;
  • Rivais: Manchester City, Liverpool;
  • Apelido: Red Devils.

Vai e Vem

VAI: Romelu Lukaku (Inter de Milão, £73m), Ander Herrera (Paris Saint-Germain, free-agent), Antonio Valencia (LDU, free-agent), Dean Henderson (Sheffield United, empréstimo).

VEM: Harry Maguire (Leicester, £80m), Aaron Wan-Bissaka (Crystal Palace, £45m), Daniel James (Swansea City, £15m).

Jogador destaque

Manchester United 2019
Arte: Pedro Zandonadi

É verdade que Paul Pogba não atingiu o nível esperado no United e ter o empresário falando em transferências ajuda pouco, mas dentro de campo sua importância é inegável. Teve altos e baixos em 2018/19, mas mesmo assim foi o líder do elenco em gols, assistências, chances, chutes no alvo, duelos ganhos e bolas recuperadas.

Capaz de contribuir na saída de bola, colocar os atacantes em ótimas condições e infiltrar na área para marcar, o francês é responsável por grande parte do que o time consegue produzir. Precisará de mais consistência, concentração e, claro, um conjunto melhor ao seu redor. Mas não está na mira do Real Madrid por acaso.

Fique de olho

Manchester United 2019
Mason Greenwood (Divulgação)

Um jogador como Mason Greenwood não surge com frequência. No embrião de sua carreira, o inglês impressiona a todos desde a base e será integrado de vez ao profissional nessa temporada. Foi destaque nos amistosos e internamente a expectativa é enorme. Com apenas 18 anos, chama atenção por sua capacidade de influenciar o setor ofensivo de diversas maneiras.

É artilheiro, dribla para fugir da pressão, tem visão e técnica suficientes para criar chances e bate falta com precisão. A finalização é seu ponto forte, com vasto repertório e acertando o alvo em qualquer cenário. Deve ter minutos como atacante e ponta direita, usando sua canhota para aos poucos se consolidar entre os grandes.

Time-base

4-2-3-1: De Gea; Wan-Bissaka, Maguire, Lindelöf, Shaw; McTominay, Pogba; Martial, Lingard, James (Greenwood); Rashford. Técnico: Ole Gunnar Solskjær.

Manchester United 2019
Arte: André Correia

Palpites