Guia da Premier League – Manchester City 2019/2020

Confira como os Citizens se prepararam para a próxima temporada do futebol inglês

1
600
Manchester City 2019
Pep Guardiola (Divulgação)

A PL Brasil apresenta abaixo o guia da Premier League do Manchester City 2019/2020.

A Premier League é um campeonato nacional de altíssimo nível, com equipes disputando o título do começo ao fim. O que não se imaginava há alguns anos é que algum time teria condição de aumentar ainda mais a dificuldade do mesmo, tornando o título uma tarefa ainda mais complicada. Este é o Manchester City de Pep Guardiola.

Com 100 pontos na temporada 2017/18 e 98 em 2018/19, o time de Etihad Stadium conquistou o bicampeonato inglês, tarefa que vinha sendo difícil nos últimos anos. Além da Premier League, os Citizens levantaram todos os outros troféus caseiros disputados: Copa da Inglaterra, Copa da Liga Inglesa e Supercopa da Inglaterra.

Como se sabe, um dos grandes objetivos do City é a conquista da Champions League, que foi adiada novamente diante da eliminação para o Tottenham nas quartas de final da competição, em grande embate entre os clubes ingleses. Tal fato não apaga a brilhante temporada do time de Guardiola.

Manchester City 2019
Pep Guardiola (Divulgação)

A disputa ponto a ponto pela Premier League protagonizada por City e Liverpool foi incrível e chamou a atenção de amantes do futebol por todo mundo.

Se em certo momento, o bicampeonato parecia distante e complicado, frente a um Liverpool que voava no meio do torneio e começava a abrir frente, a reação dos campeões foi impressionante.

Foram 14 vitórias consecutivas nas últimas 14 rodadas. Uma sequência que só não supera a de 18 triunfos seguidos, também do City, na temporada anterior. A equipe chegou a 87% de aproveitamento, com 64 partidas vencidas em 76 jogadas na campanha do bicampeonato.

Números que chamam a atenção e que demonstram a natureza desse Manchester City: um time que disputará todas as competições com boa chance de conquistá-las.

Leia mais: Elegemos os uniformes mais bonitos da era Premier League

O City de Guardiola tem estilo próprio, buscando incansavelmente o gol e o triunfo. E esse estilo não é igual ao do Barcelona de Guardiola, muito menos ao Bayern de Munique de Guardiola. Os Citizens criam bastante, têm grande volume de finalização e marcam muitos gols, principalmente construindo por um lado e finalizando pelo oposto.

O esquema tático utilizado pelo técnico espanhol é o 4-3-3, que no momento ofensivo se torna um 2-3-5. Os principais destaques são Kevin De Bruyne, Sergio Agüero e Raheem Sterling, que atuam ao lado de outros grandes jogadores como Bernardo Silva, Fernandinho, Aymeric Laporte e David Silva.

Para melhorar ainda mais o elenco vitorioso, o time contratou os espanhóis Angeliño Tasende, lateral-esquerdo ex-PSV Eidhoven, e Rodri, meio-campo ex-Atlético de Madrid, por 9,7 milhões e 62,9 milhões de libras, respectivamente, além do lateral português João Cancelo, em negócio com a  Juventus, que recebeu o brasileiro Danilo e 27,6 milhões de libras, e do goleiro Scott Carson, que chegou via empréstimo junto ao Derby County no último dia da janela.

Leia mais: Quando Tottenham e Wolverhampton protagonizaram uma final europeia
Manchester City 2019
Bernardo Silva (Divulgação)

No entanto, há uma regra da Premier League que dificultou o mercado do City nessa temporada, a dos jogadores formados em casa, no caso na Inglaterra. Cada equipe da Liga tem um elenco de 25 jogadores, excetuando-se os jovens que nasceram a partir de 1998.

Desse plantel, apenas 17 podem ser formados fora do país, e os Citizens já tem no seu elenco 18. Por isso, possivelmente o zagueiro Mangala terá de ser cortado do time.

Com seis títulos ingleses conquistados, ainda muito atrás do rival da cidade Manchester United, que tem 20, e Liverpool, que possui 18, o City se impõe novamente como o time a ser batido na Premier League, buscando o tricampeonato, fato que não ocorre desde o United de 2008/09.

O sarrafo estará altíssimo novamente. Será que alguma outra equipe terá a força e o fôlego que o Liverpool teve na última temporada?

Informações gerais

  • Estádio: Etihad Stadium;
  • Cidade: Manchester;
  • Posição na última Premier League: 1º lugar;
  • Títulos do Campeonato Inglês: seis;
  • Rival: Manchester United;
  • Apelidos: Citizens, Sky Blues.

Vai e Vem

VAI: Douglas Luiz (Aston Villa, £15m), Fabian Delph (Everton, £8.5m), Manu García (Sporting Gijón, £3.6m), Danilo (Juventus, não divulgado), Vincent Kompany (Anderlecht, free-agent), Patrick Roberts (Norwich City, empréstimo), Tom Dele-Bashiru (dispensado), Zack Steffen (Fortuna Düsseldorf, empréstimo).

VEM: Rodri (Atlético de Madri, £62.6m), João Cancelo (Juventus, £27,6m), Angeliño (PSV Eindhoven, £5.3m), Zack Steffen (£7.2m), Pedro Porro (Girona, não divulgado), Scott Carson (Derby County, empréstimo).

Jogador destaque

Manchester City 2019
Arte: Pedro Zandonadi

Pode-se dizer que Raheem Sterling foi o grande nome do Manchester City na última temporada e um dos melhores jogadores da última edição da Premier League.

O camisa 7 dos Citizens marcou 17 gols e deu dez assistências no campeonato nacional, sendo responsável direto por 27 gols da campanha vitoriosa da equipe.

Com 24 anos, o atacante da seleção inglesa é peça fundamental no time de Pep Guardiola, seu grande tutor. Com o técnico espanhol, Sterling evoluiu demais, melhorando sua leitura, percepção e finalização de jogadas, se tornando um atacante cada vez mais mortal.

E além das atuações dentro de campo, também se posiciona fora deles, sendo peça importante na luta contra o racismo no futebol inglês.

Fique de olho

Manchester City 2019
Rodri (Divulgação)

Rodrigo, ou simplesmente Rodri, é o novo meio-campista do Manchester City. Com 23 anos, chega à Premier League para dar um novo passo na carreira sob a batuta de Guardiola, após uma temporada no Atlético de Madrid.

Pagando a multa rescisória do espanhol, o City contrata o possível e provável substituto de Fernandinho, numa perspectiva de titularidade por muitos anos, já que Rodri se encaixa nas ideias de Pep.

Com 1.91 metros de altura e grande margem de evolução, o volante é um ótimo ladrão de bolas, possui um senso de movimentação impressionante, inicia muito bem as jogadas e tem razoável força física. Se fôssemos falar em aposta, Rodri é uma excelente.

Time-base

4-3-3: Ederson; Walker, Stones, Laporte, Mendy (Zinchenko); Fernandinho, De Bruyne, David Silva; Sterling, Agüero, Bernardo Silva. Técnico: Pep Guardiola.

Manchester City 2019

Palpites

Não há posts para exibir

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.